activa

s

Perfil

Celebridades

Ellen DeGeneres quase não recebeu esta medalha (saiba porquê)

"Ainda não me deixaram entrar na Casa Branca".

Cláudia Turpin

SAUL LOEB

Alex Wong

SAUL LOEB

Alex Wong

SAUL LOEB

Alex Wong

Reprodução/Instagram

Quando se é Ellen DeGeneres, até os momentos mais sérios têm um lado cómico.

A humorista recebeu das mãos do Presidente Barack Obama a Medalha Presidencial da Liberdade, a mais alta condecoração civil dos Estados Unidos, que reconhece contribuidores extraordinários para a paz mundial, cultura e outros interesses nacionais.

"Numa altura fundamental, a sua coragem e franqueza ajudaram a mudar as mentalidades de milhões de americanos, acelerando o avanço constante em direção à igualdade e aceitação de todos", disse um assistente da Casa Branca sobre a apresentadora que se assumiu publicamente como lésbica em 1997. "Vezes sem conta, Ellen DeGeneres mostrou que apenas uma pessoa pode tornar o mundo mais divertido, aberto e um lugar com mais amor".

Visivelmente emocionada enquanto os seus feitos eram descritos, DeGeneres aceitou a honra e recebeu ainda um grande abraço e um beijo do Chefe de Estado norte-americano. Mas nas redes sociais o tom foi bem diferente. A comediante revelou que quase não compareceu à cerimónia porque se esqueceu de levar um documento de identificação.

"Ainda não me deixaram entrar na Casa Branca porque me esqueci do bilhete de identidade. Não estou a brincar", escreveu na legenda de uma foto publicada nas redes sociais.

Reprodução/Instagram

Resolvido o problema, Ellen recorreu ao Twitter para atualizar os fãs.

"Entrei!", exclamou. "O Presidente Barack Obama condecorou-me com a Medalha da Liberdade. Espero que sirva como documento de identificação. Não faço a mínima ideia de como vou para casa", brincou.

Além da comediante, o grupo de homenageados deste ano incluiu os basquetebolistas Kareem Abdul-Jabbar e Michael Jordan, os atores Tom Hanks, Robert De Niro, Robert Redford e Cicely Tyson, os cantores Diana Ross, Bring Springsteen, o comentador desportivo Vin Scully, o escritor Lorne Michaels e os filantropos Bill e Melinda Gates.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!