activa

Perfil

Celebridades

Michelle Williams: "Criar a minha filha sozinha nunca será certo"

A atriz estava separada de Heath Ledger há seis meses quando o ator foi encontrado morto em casa.

Cláudia Turpin

Phillip Faraone

Evan Agostini

Michelle Williams sofreu uma perda devastadora, que até agora tem repercussões.

Em janeiro de 2008, Heath Ledger, pai da sua única filha, morreu acidentalmente devido ao abuso de medicamentos prescritos. Agora, a atriz abriu o coração à revista 'Porter' sobre vários assuntos, incluindo a vida amorosa e o que sente em relação a ter de criar Matilda sozinha.

"É um processo de aprendizagem. Sinto-me extremamente sensível em relação a isso e certamente não esperava, aos 36 anos, ter encontros amorosos e uma filha de 11 anos. Isto não é aquilo que imaginei", disse à publicação de moda. "Sou como um gato, uma criatura muito doméstica. Só quero ficar em casa e cuidar das pessoas. Mas também estou feliz sozinha e não é só porque posso ter o desejo de estar com alguém que me vou casar com a pessoa errada".

Instagram

"Com toda a honestidade, para praticamente tudo o resto, acredito em não lutar contra as circunstâncias e aceitar onde estamos e onde estivemos. Em todos os sentidos menos um", explicou. "Teria tido a capacidade de fazer esse percurso, se não significasse que a Matilda não tem pai. Isso é algo que simplesmente nunca será certo".

Michelle e Heath conheceram-se nas gravações do filme 'O Segredo de Brokeback Mountain' e depois disso protagonizaram uma das relações mais badaladas de Hollywood. Na altura da morte do ator, estavam separados há seis meses, mas nem por isso a ex-companheira sofreu menos.

"Foi um dos piores momentos da minha vida, senti-me completamente desorientada", disse na primeira entrevista

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!