activa

Perfil

Celebridades

Fadi Fawaz diz que não foi banido do funeral de George Michael

O namorado do cantor desmentiu aas notícias de alguns meios de comunicação internacionais.

Cláudia Turpin

Fadi Fawaz disse de sua justiça sobre notícias recentes que davam conta da sua suposta má relação com a família de George Michael.

O cabeleireiro de celebridades, que namorava com o cantor na alura da sua morte, recorreu ao Twitter para fazer saber que, ao contrário do noticiado, não foi impedido de ir ao funeral da sua cara-metade.

"Deixem-me esclarecer que não fui banido do funeral. Nada disso é verdade. Não é verdade", sublinhou.

Fadi partilhou ainda uma imagem ternurenta a preto e branco na qual dá um beijinho na testa de Michael, que tem no rosto um sorriso rasgado.

"A imagem diz tudo", tweetou.

disse de sua justiça sobre notícias recentes que davam conta da sua suposta má relação com a família de George Michael.

O cabeleireiro de celebridades, que namorava com o cantor na altura da sua morte, recorreu ao Twitter para fazer saber que, ao contrário do noticiado, não foi impedido de ir ao funeral da sua cara-metade.

"Deixem-me esclarecer que não fui banido do funeral. Nada disso é verdade. Não é verdade", sublinhou.

Fadi partilhou ainda uma imagem ternurenta a preto e branco na qual Michael lhe dá um beijinho na testa.

"A imagem diz tudo", tweetou.

As publicações chegam pouco depois de Andros Georgiou, amigo de infância de George Michael, dizer ao 'The Sun' que Fadi não estava convidado para as cerimónias fúnebres basicamente porque "a família o odeia".

George Michael faleceu no Dia de Natal e, mais de um mês depois, ainda não foi enterrado. Isto porque os resultados da autópsia foram inconclusivos e o médico legista responsável aguarda os resultados dos exames toxicológicos.

Vídeo relacionado: Adele interrompe tributo a George Michael

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!