activa

Perfil

Celebridades

Ariana Grande confortada por entes queridos

"Ela ama os fãs e está absolutamente devastada".

Cláudia Turpin

Kevin Winter

Depois de uma experiência que só pode ser descrita como traumática, Ariana Grande já se encontra nos Estados Unidos.

Por volta das 22:30 da noite de 22 de maio, momentos depois de a cantora terminar o seu concerto na Arena de Manchester, um homem fez-se explodir na entrada do espaço. Vinte e duas pessoas morreram e outras 59 ficaram feridas, incluindo crianças e adolescentes, que formam a grande maioria da base de fãs da estrela pop.

A artista subiu a bordo de um avião privado com a mãe, Joan Grande, e regressou à sua cidade natal de boca Raton, Flórida, onde foi recebida pelo namorado, Mac Miller.

"O Mac esperou pela Ariana no fundo das escadas [do avião]", disse uma fonte à 'PEOPLE'. "Ela parecia perturbada e como se tivesse estado a chorar. Eles abraçaram-se durante um tempo antes de entrarem num carro".

Outra fonte da publicação entrou em detalhes sobre o estado de espírito da artista.

"É tão, tão triste. Ela ama os fãs e está absolutamente devastada, como podem imaginar. Ela não consegue acreditar que isto aconteceu. Ela só quer estar com a família e entes queridos neste momento".

A esquipa da estrela pop está neste momento a avaliar se vão continuar ou não com a digressão Dangerous Woman, que foi suspensa na sequência do ocorrido - a tournée passava por Portugal no dia 11 de junho.

"Neste momento, a digressão não está cancelada", disse uma fonte próxima da situação ao 'Entertainment Weekly'. "Neste momento, o foco está nas vítimas e no luto pelas mesmas. Não estamos focados na digressão"

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!