activa

Perfil

Celebridades

Chrissy Teigen e John Legend indignados com rumores de participação em rede pedófila

O casal usou o Twitter para responder às acusações de um conhecido utilizador, ameaçou seguir para a justiça e agora parece querer apenas seguir em frente.

ACTIVA

John Legend sobre Chrissy Teigen: "eu e a Luna temos tanta sorte por ter-te nas nossas vidas. Se a nossa filha for metade da pessoa que és, vou ficar muito feliz e orgulhoso" (Instagram)

John Legend sobre Chrissy Teigen: "eu e a Luna temos tanta sorte por ter-te nas nossas vidas. Se a nossa filha for metade da pessoa que és, vou ficar muito feliz e orgulhoso" (Instagram)

Reprodução/Instagram

Não era certamente assim que Chrissy Teigen esperava terminar 2017, mas Liz Crokin, um conhecido utilizador do Twitter apoiante da extrema-direita, e que se define como "jornalista de investigação", lançou a suspeita do envolvimento da modelo numa alegada rede de pedofilia. Tudo por causa de fotografias que Teigen partilhou da filha Luna, de um ano e meio, que tem em comum com John Legend.

Há cerca de um ano, durante a campanha para as presidenciais nos EUA, as redes sociais foram inundadas de rumores e notícias falsas, entre as quais a que ligava Hillary Clinton a um suposto 'anel' (não literal, mas uma espécie de rede) de pedofilia, exploração infantil e rituais satânicos, cuja base seria a pizzaria Comet Ping Pong, em Washington. O caso ficou conhecido como "Pizzagate" e foi depois desmascarado, mas são ainda muitos os que acreditam na teoria da conspiração.

Agora, depois de Teigen ter partilhado no Snapchat imagens da bebé vestida de "Alice no País das Maravilhas" - uma obra que muitos consideram fazer referências à pedofilia - e por usar a imagem de uma pizza na foto de perfil da rede social, o casal é acusado de envolver a filha no suposto esquema. Teigen usou o Twitter, onde é bastante ativa politicamente, para dizer que ponderou não comentar o caso, "mas estou muito perturbada. O facto de haver pessoas com estes...pensamentos...é muito assustador".

Luna Simone, filha do casal.

Luna Simone, filha do casal.

Reprodução/Instagram

Liz Crokin, o acusador, voltou a apontar o dedo à modelo, até que o Twitter lhe retirou o 'visto azul' que mostra que uma conta é verificada, isto é, que confirma a identidade de um utilizador. Crokin disse não estar preocupado porque se interessa "mais em salvar crianças do que por um símbolo azul" e foi aí que John Legend se juntou à discussão: "tens de tirar o nome da minha família da tua boca antes que sejas processado".

Depois de receber o apoio de figuras como Chelsea Clinton - que conhece bem o comportamento de Crokin -, Chrissy Teigen parece querer apenas seguir em frente e ignorar os boatos: "seja como for, não estou mesmo a gostar de ter esta porcaria como a última coisa na minha timeline, por isso olá, pessoas normais. Amo-vos", rematou.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!