activa

Perfil

Celebridades

Meryl Streep desafia Melania e Ivanka Trump a falar sobre assédio sexual

A atriz diz que a mulher e a filha do presidente dos EUA têm muito a dizer sobre o tema.

Activa.pt

Vinte: Meryl Streep recebeu a sua 20ª nomeação para os Óscares pelo papel de Florence Foster Jenkins em 'Florence, Uma Diva Fora de Tom'. A estrela é a atriz com mais nomeações de sempre na história da entrega de prémios.

Vinte: Meryl Streep recebeu a sua 20ª nomeação para os Óscares pelo papel de Florence Foster Jenkins em 'Florence, Uma Diva Fora de Tom'. A estrela é a atriz com mais nomeações de sempre na história da entrega de prémios.

Christopher Polk

Meryl Streep foi recentemente acusada de ter demorado demasiado a denunciar Harvey Weinstein no escândalo de assédio sexual que abalou Hollywood, mas à sua demora respondeu com o silêncio de outras. A atriz de 68 anos virou as atenções para a Casa Branca e quer que Melania e Ivanka Trump, respetivamente mulher e filha de Donald Trump, contem o que sabem.

"Não quero ouvir falar do meu silêncio, quero ouvir falar do silêncio de Melania Trump. Quero ouvi-la. Ela tem tanta coisa valiosa para dizer. Tal como Ivanka. Eu quero que ela fale agora", disse a icónica atriz, em entrevista ao The New York Times.

Recorde-se que Meryl Streep, tal como outras figuras de Hollywood e membros do Partido Democrata, tinha sido criticada em outubro pela demora em falar sobre o caso Weinstein. Na altura a atriz respondeu dizendo que precisou de tempo para assimilar as notícias, já que não sabia dos abusos do produtor: "Fazes filmes. Achas que sabes tudo sobre toda a gente. Tanta fofoca. Não sabes nada. As pessoas são tão impenetráveis a um certo nível. E é um choque. Algumas das minhas pessoas favoritas foram derrubadas por causa disto, e ele [Weinstein] não é uma delas".

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!