activa

Perfil

Celebridades

Kelly Clarkson lança polémica ao admitir que educa os filhos com palmadas

As redes sociais estão divididas com as declarações da cantora.

Activa.pt

Rick Diamond

Falar sobre formas de educar é sempre controverso, e, no caso de se tratar de uma mãe famosa, a discussão fica ainda mais acesa, com opiniões a surgirem de todo o lado - especialmente nas redes sociais. É o caso de Kelly Clarkson, que admitiu, numa entrevista à rádio norte-americana The Buzz, que dá palmadas à filha River, de 3 anos. "Não quero dizer bater-lhe a sério", disse, "só umas palmadinhas".

"Acredito nisto, por isso... sim, podem apanhar-me a dar palmadas à minha filha no zoo um dia destes", brincou a artista, que diz que fazê-lo em público é "complicado, porque as pessoas acham que é errado".

Clarkson explicou que os pais usavam a mesma estratégia enquanto crescia, e relembrou que o facto de ser do Texas pode ter influência. "Sou do Sul, por isso levava palmadas. A minha mãe ligava à diretora [da escola] se eu fosse chamada ao gabinete dela e dava permissão para me darem palmadas", contou.

A cantora, que também é mãe de Remy, de 21 meses, acrescentou que avisa River antes de o fazer. "Vou-te dar uma palmada no rabo se não paras já" - diz à filha em situações de 'birra', e confessa: "Honestamente, ajudou mesmo. Ela já não faz estas coisas tão frequentemente".

"Os meus pais davam-me palmadas e eu saí-me bem", afirmou na entrevista. "Sou uma pessoa equilibrada e com uma personalidade forte, por isso acho que não há nada de errado com isso", mas deixa a ressalva de que "há, obviamente, uma linha ténue".

Entretanto, as reações nas redes sociais sobre a escolha de Clarkson estão divididas. "Talvez se mais crianças levassem uma palmadinha no rabo de todas as vezes que lhes foi dito 'não' e eles não ouviram, agora houvesse mais adultos maduros e responsáveis nesta sociedade em vez de crianças mimadas em corpos de adulto", lê-se no Facebook. Apesar de haver muitos na internet que parecem apoiar a decisão, do outro lado, há quem alerte para os perigos desta forma de educar: "Gostava que ela fizesse alguma pesquisa antes de fazer comentários ignorantes em público. Dar palmadas ensina violência". "É uma forma preguiçosa de educar", acrescenta outro internauta.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!