activa

Perfil

Celebridades

Kim Kardashian desabafa sobre a decisão de recorrer a uma barriga de aluguer

A socialite foi mãe pela terceira vez, de mais uma menina, no dia 15 de janeiro.

Cláudia Turpin

PG/Bauer-Griffin

Kim Kardashian escreveu detalhadamente sobre a decisão de contratar outra mulher para ajudá-la a trazer mais um filho ao mundo.

"Sempre fui bastante sincera em relação aos meus problemas na gravidez", começou por dizer no seu site oficial. "A pré-eclampsia e a placenta accreta são condições de alto risco, portanto quando quis ter o terceiro filho, os médicos disseram que não era seguro para a minha saúde — ou para a do bebé — avançar sozinha", continuou. "Depois de explorarmos muitas opções, eu e o Kanye decidimos recorrer a uma barriga de aluguer".

A estrela de reality TV passou a explicar as diferenças entre os termos 'barriga de aluguer' (alguém doa o óvulo para a inseminação) e 'portadora gestacional' (alguém que não tem qualquer relação biológica com o bebé).

"Como implantámos o meu óvulo fertilizado na nossa portadora gestacional, a bebé é minha e do Kanye biologicamente. Pode-se escolher alguém conhecido ou recorrer a uma agência, como nós fizemos".

Instagram

Apesar da jornada complicada para o terceiro filho, a fundadora da KKW Beauty sente-se abençoada pela chegada de mais uma menina.

"Estou tão grata pela tecnologia moderna e por isto ser possível", afirmou. "Isto não é para toda a gente, mas adoro a minha portadora gestacional e esta foi a melhor experiência que alguma vez tive. Ela deu-nos a maior dádiva que alguém pode dar", explicou. "A ligação com a nossa bebé foi imediata e é como se ela tivesse estado connosco o tempo todo".

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!