activa

Perfil

Celebridades

Quentin Tarantino quebra o silêncio em relação ao acidente de Uma Thurman em 'Kill Bill'

"É um dos maiores arrependimentos da minha vida".

Cláudia Turpin

Stephane Cardinale - Corbis

Depois de Uma Thurman partilhar o vídeo do acidente no plateau de 'Kill Bill' que fê-la zangar-se com Quentin Tarantino, o realizador contou a sua versão dos acontecimentos.

Numa nova entrevista, Tarantino revelou que estava consciente de que a atriz ia partilhar o clipe, bem como fazer alegações sérias num artigo do 'The New York Times'.

"Eu sabia que o artigo ia acontecer. Eu e a Uma falámos sobre isso durante muito tempo, e decidimos como ela ia fazê-lo", explicou ao 'Deadline'. "Passados tantos anos, ela queria clareza em relação ao que tinha acontecido naquele acidente de carro. Ela perguntou como podia ter acesso às filmagens e eu tive de encontrá-las 15 anos depois. Não pensei que fosse possível", continuou. "Era claro e mostrava o acidente e as consequências. Fiquei muito feliz por consegui-las para a Uma".

Na reportagem do jornal norte-americano, Thurman recordou a acrobacia perigosa, que o cineasta a terá pressionado a fazer sem duplos, e disse ter ficado com danos permanentes no pescoço e com os "joelhos lixados".

Na conversa com o 'Deadline', Quentin admitiu que o acidente é "um dos maiores arrependimentos" da sua vida.

"Percebi que, eventualmente, o clipe poderia ser usado quando ela participasse num grande artigo. Além disso, foi um elemento para fechar o ciclo. "O Harvey Weinstein negou.lhe isso [ver o vídeo]. Queria entregá-lo à Uma, para que ela pudesse vê-lo; para ajudar a avivar a sua memória do incidente".

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!