activa

Perfil

Celebridades

Meghan Markle pode ter salvado esta marca da bancarrota

A noiva de Harry apoiou uma marca australiana numa aparição pública recente e, sem dar conta, ajudou a mudar o seu futuro.

Cláudia Turpin

Getty Images

A cerca de um mês do casamento real, Meghan Markle e Harry encontraram-se com delegados da Commonwealth Youth Forum, uma organização que nomeou recentemente o príncipe como seu embaixador.

Para a ocasião, a antiga estrela da série 'Suits' deslumbrou num vestido de inspiração náutica da Altuzarra, um blazer Camilla and Marc, stilettos Tamara Mellon e uma mala da marca australiana relativamente desconhecida a nível internacional, a Oroton.

Com um preço de 207€, o modelo Avalon Zip Top Crossbody esgotou numa questão de horas após a aparição pública de Markle (só estará novamente disponível para entregas em agosto de 2018).

Mark Cuthbert

O facto de o 'Efeito Meghan' ter feito disparar as vendas pode significar um futuro diferente para a marca australiana. Fundada em Sydney, a Oroton ganhou uma boa reputação nas áreas dos acessórios de luxo e dos itens em pele. Contudo, com a mudança recente no cenário global da indústria da moda, que parece estar a começar a dar ouvidos aos defensores dos direitos dos animais, entrou em declínio. Em 2017, incapaz de fazer frente a grandes nomes como, por exemplo, Michael Kors e Coach, a Oroton anunciou que estava em apuros e tudo indicava que o próximo passo seria a bancarrota.

Getty Images

O timing da futura Duquesa foi certeiro - e tudo o que a Oroton precisava para continuar de portas abertas. De acordo com o 'The Sunday Morning Herald', o diretor executivo da marca afirmou que o facto de Meghan ter sido vista com a mala foi uma agradável surpresa e, acima de tudo, "um grande apoio da nova direção criativa" da casa.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!