activa

Perfil

Celebridades

Bailarinas plus size brilham na estreia de Anitta em Portugal

A cantora brasileira atuou no Palco Mundo do Parque da Bela Vista, em Lisboa, no domingo, dia 24.

Activa.pt

Anitta fez vibrar o Rock in Rio no domingo, dia 24. A cantora de funk brasileira chegou ao Palco Mundo um pouco antes das 20 horas e logo deu a entender que tinha preparado um espetáculo cheio de ritmo e com algumas surpresas. Duas delas eram Thais Carla e Tatiana Lima, duas bailarinas plus size que encantaram o público com os seus movimentos de dança e pela mensagem de positivismo corporal que transmitiram. Ambas fazem parte da equipa de Anitta desde o verão de 2017 e agora o público português pode conhecê-las.

Thais Carla tem 26 anos e começou a dedicar-se à dança aos sete. Atualmente tem um filha de um ano e é casada com o fotógrafo Israel Reis. Ficou conhecida do público brasileiro em 2009 quando venceu um concurso no programa "Domingão do Faustão".

À imprensa brasileira, a bailarina reconhece que enfrentou obstáculos para entrar no mundo do espetáculo: "Se não fosse pela minha família, não ia continuar a dançar e já tinha desistido. Não podia ir aos testes porque não tinha perfil. Venci preconceitos. E agora, com a Anitta, estou ali de igual para igual, dançando como qualquer bailarina que ela tem".

A bailarina revela que sempre sentiu muita pressão para emagrecer, algo que tentou, mas sem sucesso. Atualmente, e com cerca de 140 kg, admite sentir orgulho das suas curvas e querer ser um exemplo para outras mulheres que não se sentem confiantes no próprio corpo.

Tatiana Lima tem 25 anos e é professora de educação física e especialista em psicomotricidade. A bailarina garante que é muito assediada nas redes sociais, recebendo propostas muitas vezes ousadas. Apesar de se sentir feliz, revela que levou algum tempo a aceitar como é: "Quando eu comecei a trabalhar com inclusão social comecei a ver que os meus problemas são pequenos. Eu coloca uma roupa e não conseguia me ver bonita. Hoje a gente, realmente, vende a autoestima".

Ambas garantem que não têm como objetivo "incentivar a gordura". As duas mulheres querem apenas ser um exemplo de aceitação do próprio corpo. "Se não se sentir bem gorda, emagreça. Mas cada um tem que ser como se sentir bem. A vida toda eu escutei que não poderia ser bailarina porque eu sou gorda. E aí eu pôs na minha cabeça que eu ia ser bailarina e gorda do jeito que eu sou. Fui lutando, vencendo preconceitos. Mas tudo é na base do seu querer. Quando você quer, você consegue", disse Thais Carla em entrevista à imprensa brasileira.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!