activa

Perfil

Celebridades

5 perguntas às Lookalike

Estas irmãs gémeas prometem tomar o mundo da música - e as redes sociais - de assalto.

Cláudia Turpin

Sofia e Carlota, as Lookalike

Sofia e Carlota, as Lookalike

Diogo Dias

Com apenas 20 anos, as irmãs gémeas Sofia e Carlota já têm no currículo as funções de cantoras e compositoras.

Com o nome artístico Lookalike, lançaram recentemente um single de apresentação chamado 'Acabou', uma balada melancólica, cujo videoclipe já conta com mais de 50 mil visualizações no YouTube e grande repercussão nas redes sociais, onde também começam a ganhar o seu espaço. Aliás, enquanto jovens talentos da Geração Z, consideram que plataformas como o Facebook e o Instagram são ferramentas "muito importantes" não só para promover os seus trabalhos e imagem, como também para criar uma relação de maior proximidade com os fãs.

A paixão pela música está intrinsecamente ligada às memórias de infância destas intérpretes naturais de Coimbra. O pai é músico e tinha um estúdio em casa, o que desde cedo deu azo à exploração da criatividade para compor, cantar e gravar temas, bem como para piano. Parecia inevitável que começassem a trilhar o próprio caminho neste mundo. E assim foi, sempre com o apoio dos pais, que agora não cabem em si de orgulho do futuro promissor que começam a construir.

Quanto a trabalhar de perto com alguém que se conhece tão bem, revelam que, apesar de se completarem, isso não vem sem alguns senãos. "Apesar de sermos gémeas, somos pessoas completamente diferentes, com gostos musicais diferentes, e às vezes isso chocamos um bocadinho, até na construção de temas," explica Carlota. "Mas acabamos sempre por chegar a um consenso, juntando um pouco das ideias de cada uma," acrescenta Sofia. "Duas cabeças pensam melhor que uma," concluem.

Fomos conhecer estas jovens artistas e descobrir um pouco mais sobre o seu percurso e planos futuros.

Diogo Dias

1. Como é que surgiu este amor pela música e o sonho de fazer carreira na indústria?

Carlota: Este sonho já é bastante antigo. Desde que me lembro, nós cantamos. Com quatro anos, quando ainda andávamos no infantário, gravámos uma música. O facto de o nosso pai ser músico também teve influência, portanto estivemos sempre ligadas à música.

Sofia: Sim, é algo que sempre quisemos. A oportunidade não surgiu mais cedo porque ainda eramos muito novas e estávamos a estudar, mas depois conhecemos o Flávio [Serpa, agente da A-MA] e foi a partir daí que nos lançámos a sério neste mundo.

2. Qual é a primeira memória que têm de um contacto com música?

Carlota: Quando éramos pequenas, víviamos num apartamento em que o nosso pai tinha um mini estúdio, então lembro-me de o ver a gravar as demos e as suas primeiras músicas.

Sofia: Sim, e penso que essas memórias são as que ainda temos mais presentes.

3. Como é que descrevem a vossa sonoridade?

Sofia: Em termos vocais, somos um pouco diferentes: a Carlota tem mais técnica vocal e eu canto um pouco mais com o coração. Penso que nos completamos muito, porque, além de sermos irmãs gémeas, conseguimos ter uma grande ligação e poder de encaixe.

Carlota: E de harmonias!

4. Lançado o pimeiro single, qual é o próximo passo?

Carlota: Queremos lançar o próximo single o mais rapidamente possível. Já temos mais algumas músicas feitas - boas, muito boas [risos]. E tenho expectativas altas. Acho que 2019 vai ser um ano muito bom para nós e temos trabalhado muito para que assim seja.

Sofia: Sim! Ainda temos muitas novidades e coisas boas por lançar.

5. Para quem ainda não vos conhece, o que gostariam que o público soubesse sobre as Lookalike?

Sofia: Que tentamos ser sempre verdadeiras e genuínas - aliás, não podia ser de outra forma.

Carlota: É mesmo isso. Espero que o público se identifique connosco e fique curioso em relação aos nossos projetos.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!