activa

Perfil

Celebridades

Kate Hudson revela que quer criar a filha sem identidade de género

Rani Rose nasceu em outubro de 2018.

Activa.pt

As palavras de Kate Hudson causaram controvérsia numa entrevista recente.

Quando questionada por um jornalista sobre se ter uma menina é diferente de ter rapazes, a atriz fez saber que está a criar a pequena Rani Rose, fruto do relacionamento Danny Fujikawa, "sem identidade de género" porque "ainda não sabem como a bebé se vai identificar quando crescer.

De recordar que Hudson, que deu à luz Rani em outubro de 2018, tem fois filhos mais velhos, Ryder, 14, e, Bingham, 7, de relacionamento anteriores.

"Não muda muito a minha abordagem, mas há definitivamente uma diferença," respondeu a estrela. "Penso que simplesmente criamos os filhos individualmente - estilo uma abordagem sem género," continuou. "Posso dizer que, neste momento, ela tem uma energia incrivelmente feminina, nos seus sons e forma de ser. É muito diferente dos rapazes, e é realmente divertido ter vontade de comprar roupa de criança."

A iniciativa de Kate não é de todo estranha em Hollywood. Por exemplo, Angelina Jolie parece estar a criar Shiloh, a primeira filha biológica com Brad Pitt, da mesma forma. A menina de 12 anos tem clara preferência por roupas de rapaz e também gosta de tr o cabelo curto - existem até rumores de quer que lhe chamem John.

Angelina Jolie com Shiloh Jolie-Pitt

Angelina Jolie com Shiloh Jolie-Pitt

David Livingston

No geral, os pais norte-americanos parecem estar mais abertos a este tipo de abordagem. Prova disso é que em dezembro de 2018, um painel de peritos disse ao programa Good Morning America que houve um aumento da popularidade de nomes neutros no país.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!