activa

Perfil

Celebridades

Pais famosos que estão a criar os filhos sem identidade de género

Estas estrelas estão a abraçar uma abordagem neutra, deixando os seus herdeiros expressar-se sem as pressões de serem femininos ou másculos enquanto crescem.

Activa.pt

NurPhoto

A estrela de 39 anos revelou numa entrevista recente com o AOL que está a criar a sua bebé Rani Rose, fruto do relacionamento Danny Fujikawa, "sem identidade de género" porque ainda não sabem como a bebé se vai identificar quando crescer.

De recordar que Hudson, que deu à luz Rani em outubro de 2018, tem fois filhos mais velhos, Ryder, 14, e, Bingham, 7, de relacionamento anteriores.

"[ter uma filha] não muda muito a minha abordagem, mas há definitivamente uma diferença," respondeu a estrela. "Penso que simplesmente criamos os filhos individualmente - estilo uma abordagem sem género," continuou. "Posso dizer que, neste momento, ela tem uma energia incrivelmente feminina, nos seus sons e forma de ser. É muito diferente dos rapazes, e é realmente divertido ter vontade de comprar roupa de criança."

Jon Kopaloff

Adele defende que todas as pessoas devem expressar quem são, incluindo o seu filho Angelo. Prova disso é que a cantora levou o menino à Disneyland vestido como ele quis: com um fato da princesa Anna.

Numa entrevista para a revista Time, revelou que está ansiosa por assistir a todas as mudanças que o menino vai viver quando crescer e for descobrindo aquilo de que gosta.

"Mal posso esperar para saber quem serão os seus melhores amigos, a sua namorada ou namorada ou de que tipo de filmes ele gosta," disse. "Apoiarei sempre o meu filho naquilo que ele queira ser ou fazer, independentemente de tudo."

Anthony Harvey

Angelina Jolie e Brad Pitt conseguiram apoiar a primeira filha biológica enquanto esta explorava a sua identidade de género perante o olhar público. Segundo o ator, Shiloh Jolie-Pitt fez saber que preferia responder pelo nome John quando tinha apenas três anos, e começou a usar fatos e o cabelo curto antes do seu aniversário seguinte.

"Ela quer ser um menino," disse Jolie à Vanity Fair em 2010. "Então tivemos de cortar-lhe o cabelo. Ela gosta de usar tudo o que é de rapaz."

O agora ex-casal deixa que a primogénita se expresse através das suas escolhas, quer seja nos passatempos, penteados ou roupas.

"Não sabemos quem são os nossos filhos até que eles nos mostrem," disse a atriz no programa de rádio Women’s Hour, da estação BBC Radio 4. "Eles estão simplesmente a tornar-se quem querem ser."

Jeff Spicer

Russel Brand mudou a sua perspetiva em relação a muitas coisas com o nascimento da primeira filha, em 2016.

"Reavaliei a forma como olhava inconscientemente para o género, porque agora tenho uma filha e penso: 'Wow, não tenho necessariamente de vesti-la com roupas que indiquem o seu género'," disse o comediante no programa This Morning. "Porque o faria? Tornei-me bastante sensível e consciente disso."

Donna Ward

Will e Jada Pinkett Smith estão a criar filhos confiantes em quem são e na forma como expressam a sua identidade de género. Por exemplo, Jaden Smith esteve na linha da frente do movimento contra as normas de género no mundo da moda. O jovem de 20 anos usa vestidos por diversão, faz publicidade a saias em campanhas de moda e rebela-se contra a ideia de que deve haver uma diferença entre roupas de homem e de mulher.

"O Jaden é 100 por cento destemido. Ele faz qualquer coisa. Portanto, enquanto pai, é assustador. É mesmo assustador," disse Will Smith numa entrevista na estação BBC Radio. "Mas ele está completamente disposto a viver e morrer pelas suas decisões artísticas, e ele não se preocupa com o que os outros pensam."

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!