activa

Perfil

Celebridades

Cinturinha de vespa de Kim Kardashian semeia a discórdia online

"Tão desproporcional... demasiada cirurgia."

Activa.pt

Kim Kardashian 'pingava' sensualidade na edição de 2019 da Met Gala, graças a um look com efeito molhado, inspirado em Sophia Loren no filme de 1957 Boy on a Dolphin.

Contudo, não foi só o seu vestido assinado por Thierry Mugler que chamou todas as atenções. Aos 38 anos, a estrela de reality TV impressionou pela silhueta de ampulheta exagerada, em que a cintura parecia extremamente fina em comparação com as ancas e famoso traseiro.

Apesar de muitos fãs terem elogiado o visual sensual, alguns internautas criticaram o corpo "pouco realista" da socialite.

"Oh meu Deus, que se passa com o corpo dela... tão desproporcional... demasiada cirurgia" e "Gostava que a Kim usasse a sua plataforma para falar de coisas como positivismo corporal, mas ela continua a tornar a sua cintura surrealmente estreita e o seu rabo, surrealmente grande. É nojento. Porquê?" são apenas alguns exemplos dos comentários feitos online.

Getty Images

A controvérsia levou Melissa Alcantara, a personal trainer de Kim, a pronunciar-se nas redes sociais.

"Para esclarecer: o vestido tem um espartilho, mas a Kim treina arduamente seis vezes por semana. Ela acorda super cedo e é dedicada," começou por escrever no Ijnstagram Stories. "Eu abri-lhe as portas, mas ela fez o trabalho! De qualquer forma, adoro os elogios," continuou. "De qualquer forma, estou-me nas tintas para as vossas opiniões sobre o corpo dela, se acham que é falso ou não! Eu vejo-a todas as manhãs, vejo-a a treinar, transpirar e todo o trabalho que faz fora do ginásio, e isso é de louvar!"

Reprodução

Nem só de ginásio se fez o novo corpo de Kim. De acordo com a sua app, também recorreu a um programa detox de 10 dias chamado Sunfare Optimal Cleanse duas semanas antes de desfilar na passadeira vermelha. A estrela seguiu o mesmo programa, à base de batidos e, ocasionalmente, de refeições sólidas ricas em nutrientes, para perder peso antes da Met Gala de 2018.