activa

Perfil

Estilo de Vida

Tem a casa à venda? Torne-a irresistível!

O mercado não está fácil para quem quer vender a sua habitação. Mas alguns ‘truques’ podem fazer a diferença na hora de convencer um potencial comprador. Veja como valorizar mais a sua casa.

Bárbara Bettencourt/ACTIVA

Foto: Jupiter



"As casas bem decoradas são mais fáceis de vender", garante Conceição Ferreira. A responsável da imobiliária Imobugio Farol sabe do que fala, já que há largos anos que dedica os dias a convencer pessoas a comprar casas. Obviamente o gosto é subjectivo, mas há sempre coisas que se podem fazer para tornar a casa mais apetecível. Para começar, "investir em boas fotografias é fundamental". Para muitos esta é a primeira triagem e "imagens de cozinhas com loiça por arrumar e bancadas cheias ou tampas de sanita levantadas são o suficiente para afastar um potencial visitante". Mas há muito mais.





Arranjos e obras

- Pintar ou não? A opção vai depender do caso concreto. Se por um lado, o impacto de uma casa acabada de pintar e a cheirar a novo é maior, por outro, é preciso fazer bem as contas e ver o que gastaria nas obras. "Às vezes pode compensar mais baixar um pouco o preço da casa e deixar o comprador fazer as pinturas a seu gosto". Mas se quiser oferecer uma casa 'pronta a habitar' e limpar rachas, manchas de bolor e humidade, opte por tons neutros como bege e casca de ovo.





- Nem sempre é possível arcar com despesas de remodelação mais profundas, mas sobretudo nem sempre será uma boa opção. Um estudo da revista norte-americana 'Remodeling Magazine' concluiu que nem todas as renovações são um bom investimento quando o objectivo é vender. As que mais valorizam o imóvel são as da casa-de-banho e da cozinha. Por isso, se quiser fazer obras de fundo, privilegie estas divisões.





- Janelas são outro item valorizado pelos compradores. Se puder, substitua alumínios velhos por caixilharias modernas com vidro duplo, uma mais-valia em termos de eficiência energética e isolamento sonoro.





- Arranje canalizações e quadros eléctricos. A perspectiva de ter problemas com estes itens desencoraja até o comprador mais interessado.





- Arranje torneiras avariadas, tomadas partidas e portas empenadas. São arranjos pequenos mas com grande impacto. Lubrifique dobradiças e verifique estores.





- Aposte em pequenos pormenores: compre uns puxadores das portas ou de armários mais modernos.





- Livre-se de carpetes, tapetes com nódoas. Tem uma alcatifa com uma mancha grande? Coloque um móvel por cima, como uma mesa de apoio ou então um tapete.







Prepare a casa para a visita

- Há toda uma ciência para tornar a sua casa mais desejável na hora da visita. A ideia é fazer com que quem entra se imagine a morar ali, por isso o primeiro passo é despersonalizar. "As fotografias devem ser retiradas", aconselha Conceição Ferreira. Ninguém consegue imaginar a sua casa olhando a biografia dos outros que gera sempre a sensação desconfortável de estarmos em casa alheia.





- Livre-se de alguma mobília. Uma casa atravancada não deixa o potencial comprador imaginar como seria o espaço com os seus próprios móveis e faz a casa parecer mais pequena. Por outro lado, não convém tê-la completamente vazia, mesmo que não esteja a morar lá. Ter algumas peças de mobília e muito espaço livre é o ideal para dar uma noção de escala e aumentar a sensação de potencial do espaço. Se já decidiu que não leva alguns móveis para a casa nova, livre-se deles ou guarde-os noutro local.





- Livre-se de toda a tralha. Ninguém gosta de ver tralha, muito menos alheia. Não empilhe tudo na arrecadação ou na garagem porque dá a sensação que a casa não tem espaço suficiente para se viver e guardar os seus haveres. Na casa de banho faça a mesma coisa. O ideal é ter uma ou duas caixas com os itens que use no quotidiano e que possa arrumar facilmente no dia da visita.





- A casa deve estar imaculadamente limpa. Contratar uma empresa especializada para limpezas estruturais de paredes, chão e armários pode boa ideia em casas mais antigas e com muitos sinais de uso. Na cozinha e casa de banho isto é especialmente importante. Certifique-se que não há vestígios de gordura no fogão, azulejos ou bancadas. Na casa de banho, livre-se do calcário. Lave janelas e calhas em profundidade. Vidros e caixilharias sujos envelhecem a habitação.





- Tenha as camas feitas e a loiça arrumada. "Aconselhamos as pessoas a não cozinharem nesse dia para não haver cheiros de comida", diz Conceição Ferreira. Por outro lado, um aroma a café ou um bolo no forno podem ser aromas convidativos...





- Livre-se de odores. Seja de tabaco, de animais ou de mofo. Se não estiver em casa, chegue um pouco antes da hora marcada para a visita. Assim tem tempo para arejar a casa, colocar um ambientador e pendurar toalhas lavadas na casa de banho, por exemplo.





- Coloque flores frescas na sala e quartos para dar as boas vindas ao visitante.





- Arrume os armários. É inevitável que sejam abertos e nessa altura não convém que caiam objectos em cima do potencial comprador, nem deixar a impressão de que não há espaço suficiente. O ideal é estar tudo ordenado para dar a ideia de que tem muito espaço de arrumação. Se quiser ir mais longe arrume os frascos por alturas, vire as pegas das chávenas todas no mesmo sentido, alinhe os sapatos... tudo pormenores destinados a fazer o visitante sentir "aqui a minha vida pode ser ordenada".





- Se a zona é ruidosa, coloque música ambiente agradável que tem o efeito de abafar os barulhos do exterior.





- Tente programar a visita numa hora favorável em termos de luz.É sempre mais agradável ver uma casa luminosa e dependendo da orientação solar pode ser de manhã ou de tarde a melhor altura. Se tem vizinhos barulhentos, evite os horários em que eles estejam em casa.





-

Por último: preste especial atenção à visão que se tem a partir da porta da entrada . Tal como nas pessoas, a primeira impressão conta!





    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!