activa

Perfil

Estilo de Vida

Maria João Bahia: "Em época de crise, temos que mostrar o que sabemos fazer melhor"

Entrevistámos a joalheira que criou uma mini-coleção solidária, cujos lucros seguem, na totalidade, para a Fundação 'Realizar um Desejo - Make a Wish'.

Cristina Tavares Correia

Mini-coleção Make a Wish, de Maria João Bahia: um colar com quatro estrelas diferentes em prata, para colecionar... e ajudar. O peço das peças vai dos €7 aos €10.

Mini-coleção Make a Wish, de Maria João Bahia: um colar com quatro estrelas diferentes em prata, para colecionar... e ajudar. O peço das peças vai dos €7 aos €10.

Com um dos percursos mais conceituados na área da ourivesaria nacional, Maria João Bahia é a autora de obras importantes como o relicário que o Patriarcado de Lisboa ofereceu ao Papa Bento XVI, em 2010, ou de troféus como os Globos de Ouro.

A joalheira lançou, hoje, uma mini-coleção cujos lucros se destinam, na integra, à Fundação 'Realizar Um Desejo', afiliada portuguesa da Make a Wish Internacional. A missão desta instituição é realizar desejos de crianças e jovens entre os 3 e os 18 anos, com doenças graves, progressivas, degenerativas ou malignas. Uma iniciativa solidária, inaugurada hoje na loja da designer na Avenida da Liberdade (onde estas peças podem ser encontradas).

Falámos com Maria João Bahia a propósito desta missão solidária e da sua carreira preenchida.


. Porque decidiu criar estaspeças para a Make a Wish? Contactou a instituição, conheceu algum caso emparticular?
Infelizmenteconheci um caso muito doloroso. Mas este projecto foi um convite que me foifeito e que muito me honra.

. Porque decidiu doar os lucrosintegrais da venda e não apenas uma parte, como fazem grande parte das marcas eartistas?
Porque o mais importante é termos a Graça de Deus paratermos saúde e a Sua bênção. Com saúde, trabalho, vocação, criatividade, e amor,podemos dar um pouco do que temos para tornar a vida dos outros mais feliz.

.A que tipo de mulher se destinam? Ou falamos de peças transversais, emtermos de gostos e faixas etárias?
Destinam-se a todos e a qualquer idade. Qualquer pessoa podeusar um destes colares, mulheres, crianças e até  homens.

.A estrela à qual se pede um desejo foi a sua inspiração para esta coleção solidária. Se pudesse fazê-lo agora, o que pediria?
Como católica que sou, que Deus me continue a acompanhar.

.A Maria João é também a criadora de peças como o troféu Mulher Activa.Qual é, para si, a importância de criar peças de joalharia que estejam aoserviço de causas sociais?
É um privilégio. É uma honra poder criar, com o meu trabalho,peças que homenageiam o trabalho de pessoas, que se dedicam a criar um mundomelhor. É a maior alegria que se pode ter.

.É também uma das mais reconhecidas criadoras de troféus para prémios nacionaistão importantes como os Globos de Ouro. Quais os requisitospara se criarem peças deste tipo que sejam marcantes?
O meu objectivo quando crio estes prémios é não só enalteceros valores nacionais, como enaltecer os valores e as características de cadaprémio em si. No caso dos Globos de Ouro, são sem dúvida valores nacionais quenos dão uma identidade própria, uma vez que vão homenagear pessoas que sedistinguiram em variadas áreas da cultura, do desporto, da moda etc.

.Numa época de crise, qual é o papel da ourivesaria e dos materiais nobres comque esta arte trabalha?Numa época de crise temos que, através do nosso trabalho, mostraro que melhor sabemos fazer, quer no nosso País quer no estrangeiro. É isso quetenho feito. Fiz muitas exposições no estrangeiro ultimamente.

. Aourivesaria continua a ser um ofício maioritariamente masculino ou já existemmais mulheres como a Maria João a criar as peças?
Como em todos os negócios, as mulheres, hoje em dia, játrabalham em todas as áreas. Somos cada vez mais e trabalhamos tão bemquanto os homens.

.Há diferenças entre as criações masculinas efemininas em ourivesaria?
Para mim sim. Basta vermos a anatomia de cada um. Contudoexistem joias que podem e devem ser usadas tanto por homens como por mulheres.

.Quem é o cliente típico que passa na sua loja da Avenida da Liberdade e o queprocura?
Como sabe Portugal é cada vez mais um destino de turismo deexcelência. Por isso, cada vez temos mais e melhores turistas. Tenho muitosclientes estrangeiros, mas não nos podemos esquecer que em Portugal há sempreportugueses que querem marcar momentos das suas vidas com uma joia que façahistória.

.Um dos seus projetos extra ourivesaria é a criação da Associação EspaçoPúblico. Porque decidiu criá-la e quais foram os grandes desafios com os quaisse deparou?
O objectivo é a dinamização cultural da Avenida. Voltar adar à Avenida da Liberdade as características que tinha no séculopassado. Torná-la, novamente, um verdadeiro passeio público.

.É a Maria João que cria as joias que usa - até o seu anel de noivado foi feitopor si - mas... existe alguma joia com a qual sonhe?
Isto é um privilégio que tenho,porque o que sonho nessa área, posso torna-lo real. E, muitas vezes, o meumarido oferece-me! Não acha que tenho muita sorte?

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!