activa

s

Perfil

Estilo de Vida

Entrevista: Francisca Guimarães explica o que a levou a escrever "Escuta o teu corpo"

"Escuta o teu corpo" é um livro que aborda variados temas, mas todos se dirigem à nossa 'casa': o nosso corpo.

Catarina Palma

Francica Guimarães é a autora do blog Miss Kale que se centra no estilo de vida saudável, a blogger estudou enfermagem e apoiou-se na sua própria experiência para escrever o "Escuta o teu corpo", uma vez que dedicou muito do seu tempo a estudar e a implementar "abordagens relacionadas com a medicina natural" e os "resultados foram incríveis".

Francisca defende e passa ao leitor a mensagem de que "existe uma maneira de habitar o nosso corpo que vai muito além daquilo que possamos imaginar", e aborda os temas da 'harmonia' e da 'desarmonia': "dois estados energéticos opostos" onde o primeiro apenas é possível quando nos conseguimos conectar com o nosso corpo.

Veja a entrevista:

No que se apoiou para escrever o "Escuta o teu corpo"?

O conteúdo do meu livro baseia-se essencialmente na minha própria experiência. Na altura em que estava focada em resolver o meu problema de saúde, nomeadamente o acne e o síndrome do ovário poliquístico, eu dediquei muito do meu tempo a estudar e implementar abordagens relacionadas com a medicina natural. Os resultados foram incríveis e, por essa razão, quis partilhá-los no livro "Escuta o teu corpo"; para que mais pessoas pudessem alcançar e usufruir de um maravilhoso estado de "harmonia".

Qual a mensagem que quer passar?

A principal mensagem que procuro transmitir através do meu livro é que existe uma maneira de habitar o nosso corpo que vai muito além daquilo que possamos imaginar. Contudo, este estado, ao qual eu chamo de "harmonia", apenas é possível de acontecer quando nos conectamos com o nosso corpo, aprendendo a escutá-lo, senti-lo e ir de encontro às suas verdadeiras necessidades.

Qual a influência da harmonia e da desarmonia em nós?

Para mim, "harmonia" e "desarmonia" são dois estados energéticos opostos. Quando tu te sentes física e mentalmente forte, saudável, enérgica, serena, alegre e com um profundo sentimento de amor e compaixão por ti mesma e pelos outros, tu encontras-te em "harmonia". A tua energia vibra a uma frequência mais rápida e probabilidade de que "desequilíbrios" surjam, diminui substancialmente.

Por outro lado, quando te sentes fraca, cansada, sem energia, repleta de emoções negativas como medo, tristeza, inveja, raiva e com "desequlíbrios" (como por exemplo excesso de peso, prisão de ventre, dores de cabeça crónicas, acne, etc.), muito provavelmente encontrar-te-ás num estado de "desarmonia". Neste estado, a tua energia vital vibra a uma frequência mais lenta e estás mais susceptível a "desequilíbrios".

No livro eu explico quais os princípios que te podem conduzir de um estado de "desarmonia" para um pleno estado de "harmonia".

Qual é o peso da alimentação neste processo?

Os alimentos consistem em energia que, após ingeridos, irão interagir com as nossas células contribuindo para um estado de "harmonia" ou "desarmonia". Deste modo, os alimentos têm influência direta no nosso estado energético, daí ser tão importante aquilo que comemos.

Que mudanças podemos fazer para nos sentirmos bem connosco próprios?

Essencialmente precisamos regressar à origens, alinharmo-nos com as leis da Natureza e respeitarmos a nossa própria natureza de ser humano. Isto pode traduzir-se em consumir apenas alimentos naturais, retirar e despertar com o sol, passar o máximo de tempo possível ao ar livre, fazer exercício físico diariamente, aprender a lidar com um dos aspetos que mais "desarmonia" nos traz: os pensamentos e emoções negativas. Ah, e descansar, descansar, descansar.

Vivemos num mundo cada vez mais acelerado. Muito do que acontece com o nosso corpo é causado pelo stress?

O stress encontra-se relacionado com 80% dos "desequilíbrios" mais comuns da atualidade. O nosso corpo simplesmente não aguenta os níveis elevados de stress crónico que hoje em dia se vivencia. É demasiado. É destruidor. E as consequências, muitas vezes irreversíveis, seguramente manifestar-se-ão que a nível físico como também psicológico.

Como é que o nosso pensamento e a nossa mente podem mudar a nossa vida?

De acordo com a medicina vibracional, como é o caso da homeopatia, o ser humano é constituído por 3 planos: mental, emocional e físico; sendo que o mental é o que mais influência tem sobre o emocional e, posteriormente, sobre o físico. Isto significa que a maioria dos "desequilíbrios" que surgem no corpo são originados a nível mental. Logo, se tu queres mudar a tua realidade, que pode incluir o teu estado energético, tu precisas primordialmente de mudar a tua perspetiva sobre ela, uma vez que o que tu vês e experiencias são uma projeção daquilo que tu pensas.

Como é que se aprende a escutar o nosso corpo?

Nós vivemos numa sociedade muito agitada, numa autêntica selva urbana, em que os ruídos e distrações, quer externos quer internos, interferem com a nossa capacidade de nos conectarmos com o nosso corpo. A forma como o corpo comunica connosco é muito súbtil, logo, de maneira a conseguirmos escutar o que nos tem para dizer, nós precisamos desacelerar o ritmo frenético que rege o nosso dia-a-dia e conectarmo-nos com ele através do silêncio. A minha principal dica: meditação.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!