activa

Perfil

Estilo de Vida

Diabetes: é possível reverter?

Num país em que 1 milhão de pessoas vive com diabetes e mais de 2 milhões com pré-diabetes, é boa notícia saber que se pode reverter esta doença. Sonho? Realidade, pelo menos é o que defende o médico e jornalista britânico Michael Mosley, no seu mais recente livro.

Gisela Henriques

Minerva Studio

Qual é a diferença entre esta dieta e outra que elimine calorias, gordura e açúcar?
Primeiro, esta dieta foi elaborada a pensar sobretudo nas pessoas com diabetes tipo 2 ou pré-diabetes (com níveis de açúcar no sangue acima dos valores normais). Outra grande diferença está no facto de ser uma dieta de perda rápida de peso mas cujo foco está em comer proteína de grande qualidade, gordura e vegetais. São 800 calorias por dia durante 8 semanas. A alimentação é baseada na dieta mediterrânica e, embora não haja pizas nem massa, é muito rica em peixe, fruta, vegetais, frutos secos, queijo e azeite. É permitido beber um pouco de vinho tinto e chocolate preto, não é para se privar de nada.

Convém falar com o médico antes de começar?
Sim, sobretudo se estiver a tomar medicação. Os níveis de açúcar no sangue e a tensão arterial vão baixar rapidamente, por isso deve deixar de tomar os medicamentos. Esta dieta foi criada com a ajuda de um dos maiores especialistas em diabetes da Europa, o Professor Roy Taylor, da Universidade de Newcastle, que tem publicado muitos estudos e ensaios sobre o tema.
Não é uma dieta da moda, no Reino Unido foi muito bem recebida pela comunidade médica. A minha mulher, que também é médica, tem aconselhado esta dieta aos seus pacientes com bastante sucesso.

Quem tiver apenas peso a mais pode fazer esta dieta?
Sim, é uma maneira extremamente eficaz de emagrecer, e depressa. Todos os especialistas em perda de peso com quem eu falei concordam que a perda de peso rápida, desde que seja feita adequadamente, tem maior probabilidade em ser eficaz tanto a curto como a longo prazo. Mas atenção, esta não é uma dieta relâmpago ou uma dieta radical. É importante ter bastante proteína e outros nutrientes essenciais e isso é perfeitamente possível ingerindo 800 calorias. A nutricionista que criou as receitas do meu livro, a médica Sarah Schenker, é uma das especialistas de topo do Reino Unido.

O que é que temos de estar preparados para ultrapassar?
Pode ser duro nos primeiros dias, mas muitas pessoas disseram-me que é uma dieta surpreendentemente fácil de seguir porque a fome desaparece ao fim de um tempo e habituamo-nos a ela. Ao contrário das que têm muito pouca gordura, os alimentos desta dieta vão mantê-la saciada. Também é muito compensador o facto de vermos que estamos a perder peso com rapidez. Se tiver diabetes tipo 2 (ou for pré-diabética) e tiver de medir os seus níveis de açúcar, vai ver uma melhoria muito grande e rápida também.

Que tipo de alimentos é que não devemos comer, de todo?
Tente reduzir ao mínimo o açúcar e alimentos que se transformam em açúcar rapidamente, assim que os ingere. Isto inclui arroz branco, massa de trigo e pão branco.

E depois das 8 semanas?
Devem fazer uma dieta mediterrânica de acordo com os parâmetros que escrevi no livro, praticar exercício físico que reduza o stresse, porque este é uma das razões principais que leva as pessoas a devorar hidratos de carbono açucarados.

Como manter a fome sob controlo?
Deve eliminar toda a comida que não seja saudável da despensa. Pode comer um bocadinho de queijo, de frango ou frutos secos quando tiver fome. Beba muito chá, café e água. Misture água com gás com pepino ou limão para fazer uma bebida refrescante.

A que sinais ou sintomas é que devemos estar atentos, se alguma coisa estiver errada?Sugiro que duas semanas depois de ter iniciado esta dieta faça uma análise de como as coisas têm corrido: consegue manter o rigor da dieta? Como está a dormir? Se tiver muita fome à noite, mantenha alguns dos seus snacks disponíveis para comer nessa altura. Como está emocionalmente? Se estiver a sentir-se mal, é melhor mudar para uma versão ligeira da dieta dos 2 dias (onde apenas corta as calorias para 800 duas vezes por semana).

O exercício é importante?
Fazer exercício físico é uma maneira terrível de perder peso mas muito importante para manter. Eu escrevi um capítulo inteiro dedicado aos vários tipos de exercícios que se pode fazer. É importante não só aumentar os batimentos cardíacos regularmente como fazer alguns exercícios de resistência.

A maioria das pessoas consegue reverter a diabetes?
Depende de há quanto tempo tem diabetes. Se for pré-diabético e perder 10% do seu peso corporal ao fazer esta dieta vai diminuir o risco de vir a sofrer da doença em 90%. Durante as suas pesquisas, Roy Taylor descobriu que 87% das pessoas que tinham diabetes tipo 2 há menos de dois anos eram capazes de voltar aos padrões normais de açúcar no sangue sem medicação. Se mantivessem o peso, conseguiam evitá-la. Se for diabético há mais de 8 anos, então a probabilidade de reversão anda à volta dos 50%. Eu, que era pré-diabético, perdi 10kg há 4 anos e os meus níveis de açúcar no sangue não voltaram a subir, têm permanecido normais desde então.

No caso de não conseguir reverter a doença, quais são os benefícios desta dieta?
Consegue pelo menos diminuir bastante a medicação e isso inclui os medicamentos para a pressão arterial e colesterol. Conheci vários casos de pessoas que já estavam na fase em que precisavam de injeções de insulina e que depois de fazerem a dieta já não necessitam.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!