activa

Perfil

Estilo de Vida

As mulheres em forma têm menos probabilidade de desenvolver demência

Mais um motivo para cuidarmos do corpo.

Activa.pt

nd3000

Existem muitos fatores que contribuem para o aparecimento da demência - alguns deles estão sob o nosso controlo e outros não. Um estudo recente publicado em 'Neurology.org', os investigadores focaram-se numa das coisas que as pessoas podem fazer para diminuir o risco de desenvolver a perda de funções cerebrais, como memória e raciocínio, ao longo da vida: ficar em forma.

O estudo contou com a participação de quase 1500 mulheres suecas, que forneceram informações sobre os seus níveis de atividade física e fizeram testes cognitivos durante até 44 anos. Os cientistas descobriram que as participantes com maiores níveis de atividade física tinham 88% menos probabilidade de desenvolver demência em relação àquelas com um níveis medianos. Já as mulheres pouco ativas corriam um risco maior de desenvolver demência, na ordem dos 41%, que o grupo anteriormente mencionado.

Contudo, é importante salientar que fitness não é sinónimo de exercício físico, e que mais atividade física não se traduz necessariamente num nível de fitness melhorado. Helena Horder, fisioterapeuta do Center for Aging and Health-AGECAP da Universidade de Gothenburg, na Suécia, e os seus colegas mediram o fitness cardiovascular, um indicador de quão bem a circulação de sangue está a alimentar o coração e o cérebro.

"Se os vasos sanguíneos e a circulação no coração estiverem bem, então o cérebro também é afetado de uma forma positiva por uma boa circulação sanguínea", disse Horder.

Apesar de os dados indicarem fortemente que um baixo nível de fitness é pouco saudável para o coração e para o cérebro, a investigadora ficou "surpreendida pelo facto de os níveis altos de fitness serem tão protetores" e por tão poucas mulheres desenvolverem demência nesse grupo.

Os especialistas sugerem 30 minutos de exercício pelo menos duas ou três vezes por semana, até que as pessoas se sintam um pouco cansadas mas não exaustas. Para quem não é ativo, isto pode significar sessões mais curtas de 10 ou 15 minutos, mas fazer um total de 30 minutos de exercício num dia. Podem começar com caminhadas em superfícies planas e, à medida que os percursos se tornarem mais fáceis, incluir algumas rotas com subidas.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!