activa

Perfil

Estilo de Vida

Modelo celebra o facto de ter passado de um tamanho 34 para o 40

Depois de vencer uma batalha contra dois distúrbios alimentares.

Activa.pt

D.R.

Mia Kang não tem 'papas na língua'. A modelo da famosa publicação 'Sports Illustrated Swimsuit' sempre foi honesta em relação às suas batalhas passadas com a anorexia e bulimia.

Em 2017, contou à revista 'Health' que quando era uma jovem manequim em busca do corpo 'perfeito', costumava comer compulsivamente e vomitar, e também tomava laxantes. Tudo mudou assim que descobriu o Muay Thai. Daí em diante, o seu objetivo era ter um corpo forte e não magro.

Agora, Kang quer que outras mulheres pensem da mesma forma e recorreu às redes sociais para fazer passar a mensagem. Nesse sentido, partilhou duas imagens suas lado a lado: uma de 2015, quando vestia o tamanho 34, e outra do seu tamanho atual, o 40.

"Não comia alimentos sólidos há 10 dias e fumava um maço de cigarros Marlboro Lights por dia", começou por explicar sobre a sua aparência há três anos. "Era obcecada por ter as clavículas, as costelas e os ossos das ancas salientes. Era obcecada por ter um espaço entre as pernas. Estava prestes a fotografar para a 'Sports Illustrated Swimsuit' pela primeira vez e estava a tentar parecer uma Angel da Victoria's Secret", confessou.

Mia disse ainda que os 'especialistas' da indústria lhe disseram que nunca teve melhor aspeto, mas ainda tinha de perder alguns quilos.

"Detestava tanto o meu aspeto. Pensava que era gorda e vivia numa ansiedade constante", revelou.

Instagram

Hoje, Mia está diferente e tem um novo sentido de apreciação pelo seu corpo.

"Sinto que tornei-me finalmente uma mulher. Adoro as minhas coxas, as minhas curvas. Adoro a minha força e o facto de provavelmente poder dar uma tareia a alguém. Ainda tenho inseguranças enquanto me adapto ao meu novo corpo, tal como qualquer pessoa. Mas conheço o meu corpo, respeito-o e adoro-o."

Mais que tudo, a modelo quer que as mulheres saibam que não há problema em ganhar peso - e que, aliás, às vezes é uma das coisas mais saudáveis que se pode fazer pelo corpo e pela mente.

"Apreciem as vossas curvas e o facto de serem mulheres. Sejam saudáveis e confiantes. Temos um corpo e uma vida, não deixem que as vossas inseguranças empatem a vossa felicidade".

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!