activa

Perfil

Estilo de Vida

As profissões do futuro mais procuradas neste momento

A evolução tecnológica pode ter acabado com algumas profissões mas veio criar uma série de outras, com nomes estranhos (e em inglês!). Saiba as que têm atualmente mais saída e o que significam na prática.

Rosália Costa

eternalcreative

*artigo publicado na revista ACTIVA de outubro de 2016

Assim como há profissões que estão a desaparecer, há muitas oportunidades a nascer todos os dias no mercado de de trabalho. A evolução tecnológica criou uma nova vaga de profissões, e neste caso são mais as empresas à procura de candidatos do que propriamente pessoas à procura de emprego. As empresas especializadas em recursos humanos confirmam esta tendência: são cada vez mais os pedidos para a área digital. “O nível de procura é maior nas áreas de tecnologias de informação, que acabam por ser os perfis mais escassos no mercado”, reconhece Patrícia Gonçalves, team leader da empresa de recrutamento Randstad. Uma breve pesquisa no Linkedin e percebemos que existem muitas vagas para profissões como analista de SEO ou programador para aplicações mobile. Provavelmente ainda não ouviu falar em nenhum dos nomes que listamos (e deciframos) a seguir, mas estes são os profissionais mais solicitadas pelas empresas. E mais, não falamos do futuro: são oportunidades para agarrar agora.

Analista de Marketing Digital

Os principais objetivos deste profissional passam por divulgar a marca, os seus produtos e serviços, criar relações emocionais com os clientes, procurar influenciadores que divulguem a marca e por fim utilizar as plataformas digitais para aumentar as vendas.
Formação: Tecnologias de informação, marketing, gestão

Product owner para e-commerce

O product owner faz o papel do cliente dentro da própria empresa. Faz testes à plataforma de comércio digital, cria uma lista de funcionalidades, gere os produtos, trata da gestão gráfica e funcional do site. Normalmente não precisa de operacionalizar nenhuma destas tarefas, mas tem que dar todas as diretrizes de gestão e desenvolvimento ao resto das equipas.
Formação: Gestão multimédia, engenharia informática

especialista em Marketing para e-commerce

Com o aumento de recursos de venda online são cada vez mais necessários especialistas nesta área, capazes de tornarem uma plataforma bem sucedida e rentável. As suas tarefas podem variar: desde criar uma estratégia para a divulgação da loja online, gerar campanhas para atrair utilizadores e converter visitas em vendas.
Formação: Marketing, gestão multimédia

especialista em Marketing para mobile

O principal objetivo deste profissional é adaptar a estratégia da marca ao universo mobile, seja através de uma app, de campanhas por sms ou alertas. O objetivo máximo é usar as técnicas comerciais e de marketing para criar ferramentas mobile que fidelizem clientes e aumentem a taxa de conversão de venda.
Formação: Marketing, gestão multimédia

Analista de big data

Com o digital tudo passou a ser mensurável e a quantidade de informação aumentou drasticamente. A principal tarefa desta profissãoé processar e extrair dados, criar relatórios e analisar informação para aproveitar melhor os recursos da empresa.
Formação: Engenharia informática

gestor de comunidade

O community manager é o responsável por definir uma estratégia da presença no digital. E atenção, não passa apenas por fazer posts no Facebook. O seu trabalho passa por definir o posicionamento nas redes sociais – Facebook, Instagram ou Linkedin – e trabalhar outras áreas, como plataformas, blogs e newsletters.
Formação: Tecnologias de informação, marketing, gestão

Analista de SEO

No dia a dia, cada vez que precisa de encontrar ou decifrar algo recorre por norma ao Google. O motor de busca apresenta-lhe várias opções tendo em conta as palavras chave que usou. O analista de SEO (ou ‘search engine optimization’, em inglês) é responsável por otimizar sites e fazer com que a sua empresa seja das primeiras a aparecer nos resultados dos motores de busca de forma orgânica.
Formação: Tecnologias de informação, marketing, gestão

Rawpixel

O técnico de hardware faz todo o desenvolvimento de um produto: desde o desenho à fase de protótipo. Cria
a parte elétrica, testa e analisa o conceito, aprova layouts e dá suporte à produção.
Formação: Eletrónica, eletrotécnica, informática

Já reparou ou já pensou na quantidade de aplicações que surgem todos os dias? Com a crescente utilização dos smartphones, as empresas começaram a criar aplicações
para tudo, desde editar fotos a reservar aulas no ginásio... O programador mobile é responsável por criar estas apps.
Formação: Informática

franckreporter

Linkedin: 5 dicas infalíveis

O Linkedin é a maior rede profissional do mundo, conta já com 400 milhões de utilizadores e pode ser uma ferramenta de trabalho essencial.
Pedro Caramez, especialista em coaching no Linkedin e autor do livro ‘Ter sucesso no Linkedin’, dá-lhe dicas para que nada falhe no seu perfil e para que tenha ainda mais hipóteses de encontrar (ou de ser encontrado) o seu emprego de sonho.

Fotografia: Usar uma foto sem logos, óculos de sol. Deve ser a mais profissional (e menos social) possível. Deve reforçar
a marca e envolver as pessoas.

Título profissional: É muito importante. Tem apenas 120 caracteres para chamar a atenção, por isso o impacto tem que ser forte. Deve ser um espelho das suas competências ou de áreas de especialidade.

Perfil: É importante ter o perfil 100% concluído para aumentar as hipótese de aparecer no top das pesquisas. Inclua sempre as seguintes informações: posição atual, duas posições anteriores, formação, resumo do perfil,
foto do perfil e especialidades.

Idioma: Existe a hipótese de criar o perfil em vários idiomas e assim aumentar a probabilidade de ser encontrado.

Links: Devem valorizar o currículo. Pode incluir links para o site, blog, VisualCV, ou outros perfis online.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!