activa

Perfil

Estilo de Vida

Adidas assinala o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher com iniciativa especial

O Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher celebra-se anualmente no 25 de novembro para denunciar globalmente a violência contra as mulheres e exigir políticas em todos os países para a sua erradicação.

Cláudia Turpin

A cada dez minutos uma mulher é assassinada por um homem que é ou já foi seu companheiro. Dados como este justificam a existência de um dia que alerte a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente sexual, física e psicológica, exigindo a todos os países políticas para a sua erradicação.

Em dezembro de 1999, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou, oficialmente, o 25 de novembro como o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra a Mulher em homenagem ao legado deixado por três irmãs e ativistas dominicanas, Minerva, Patria e María Teresa Mirabal, assassinadas nessa data em 1960 por ordem do ditador Rafael Trujillo.

De lá para cá, a evolução tem sido lenta, em parte porque muitos dos casos não são reportados às autoridades competentes. Estima-se que 35% das mulheres em todo o mundo tenham vivido situações de violência doméstica ou sexual em algum momento das suas vidas (Nações Unidas, 2015); e 43% das mulheres na União Europeia sofreram alguma forma de violência psicológica por parte de um parceiro íntimo (Agência dos Direitos Fundamentais da União Europeia, 2014) .

Em Portugal, cerca de 80% das pessoas que reportam ser vítimas de violência doméstica eram mulheres (Relatório Anual de Segurança Interna, 2016) e dados divulgados pelo Observatório de Mulheres Assassinadas/ UMAR - União de Mulheres Alternativa e Resposta em 2016 indicam que 22 mulheres foram assassinadas no seio da sua família. São números que sublinham que esta continua a ser uma problemática que não deve ser ignorada.

Nesse sentido, a adidas Portugal associou-se ao Sheraton Cascais Resort para dar visibilidade ao tema, promovendo um fim de semana repleto de atividades, incluindo aulas, workshops e um debate focado nos diferentes tipos de crimes cometidos contra as mulheres. Esta ação contou com a participação de figuras públicas, atletas e influencers, cujas vozes podem ser um instrumento fundamental na luta pelos direitos femininos.

Veja alguns pontos altos deste fim de semana, no vídeo.