activa

Perfil

Estilo de Vida

É oficial: o Instagram está a testar esconder os 'gostos'

Concorda com a iniciativa?

Activa.pt

hocus-focus

O que seria o Instagram sem 'gostos'? Bem.. parece que alguns utilizadores estão prestes a descobrir.

A empresa anunciou que está a fazer testes no Canadá em que esconde o número total de 'gostos', que aparecem sob a forma de corações na aplicação, em fotografias e vídeos. Ou seja, são removidos do feed principal, páginas de links permanentes e perfis.

"Estamos a testar isto porque queremos que os vossos seguidores se foquem nas fotografias e vídeos que vocês partilham, e não em quantos 'gostos' recebem," disse um representante na conferência anual de desenvolvedores do Facebook, a F8, em San Jose, na Califórnia.

O dono da conta continuará a ver o número total de 'gostos' que cada publicação recebe. 

O dono da conta continuará a ver o número total de 'gostos' que cada publicação recebe. 

D.R.

O teste é, provavelmente, dará azo a uma série de reações, da raiva ao alívio. Isto porque, muitas vezes, os 'gostos' são utilizados como uma espécie de barómetro de popularidade. Alguns utilizadores do Instagram sentem-se pressionados a acumular 'gostos' em publicações cuidadosamente selecionadas para corresponder aos padrões da era das redes sociais e quando isso não acontece, a sua autoestima pode ficar afetada. Aliás, de acordo com alguns estudos, o Instagram é a plataforma mais prejudicial para a saúde mental dos jovens.

"Os 'gostos' são poderosos porque são feedback imediato," explica Renee Engeln, professora de psicologia na Northwestern University, ao site da CNN. "De certa forma, dão o mesmo tipo de adrenalina que um jogador sente num caça-níqueis."

Engeln acrescenta ainda que muitas jovens pacientes lhe dizem que o seu dia pode ficar arruinado se uma publicação não tiver 'gostos suficientes e, por vezes, chegam a eliminá-la.

Apesar de a iniciativa poder levar os utilizadores a partilharem conteúdos mais autênticos, entre outros benefícios, até mesmo para a sua saúde mental, não resolve outras questões importantes como, por exemplo, o facto de não conseguirmos escapar ao inevitável: as pessoas vão continuar a comparar as suas vidas às dos outros e a sentir-se inferiores.

A avançar para todos os utilizadores, a mudança iria criar uma área cinzenta na indústria de marketing criada em torno da influencers. Afinal de contas, as estrelas das redes sociais que trabalham com marcas e fazem parcerias são pagas com base no engajamento das suas publicações e, em parte, isso envolve os 'gostos'. Como resultado, os comentários, contagem de seguidores e outras métricas poderiam tornar-se mais importantes para as pessoas que ganham dinheiro no Instagram.

Resta-nos aguardar por novidades em relação ao futuro da plataforma.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!