activa

Perfil

Estilo de Vida

Novo estudo sugere que é demasiado embaraçoso ter esta idade e ainda viver com os pais

São vários os motivos que levam os jovens a saírem de casa cada vez mais tarde.

Activa.pt

Lordn

É possível ser-se demasiado velho para viver com os pais? De acordo com os resultados de uma sondagem recente, sim.

Vinte e oito anos. Um novo estudo, publicado pela corretora TD Ameritrade, diz que esta é a idade em que o facto de alguém ainda não ter 'deixado o ninho' se torna "embaraçoso". Os autores chegaram a esta conclusão depois de analisarem as repostas a um inquérito que contou com a participação de 3,054 pessoas, todas com ou acima dos 15 anos. E três gerações - a Geração Z, os Millennials, e os seus pais - chegaram a um consenso no que ao 'número mágico' diz respeito.

O mesmo trabalho revelou que um em cada três millennials que saem de casa acabam por regressar passados dois ou mais anos. E a maioria dos respondentes acredita que há uma explicação razoável: simplesmente não conseguem suportar os custos de vida, tendo em conta que muitos jovens estadunidenses recorrem a créditos para estudantes, de modo a terem acesso ao ensino superior.

O sentimento é ecoado por um relatório de janeiro passado, do Sistema de Reserva Federal, o sistema de bancos centrais dos Estados Unidos, que as enormes dívidas de empréstimos estudantis estão diretamente ligadas às taxas decrescentes de compra de imóveis no país.