activa

Perfil

Estilo de Vida

Deixem falar! Juliana Herc, Rita Pereira e Giovanna Lancelotti têm algo a dizer sobre a beleza de cada mulher

Três mulheres que querem dar o exemplo e inspirar através de uma campanha que pretende causa impacto no público feminino.

Activa.pt

DR

Juliana Herc, designer de moda e empresária brasileira com presença em Portugal, Brasil, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e Estados Unidos da América, acaba de lançar um movimento que pretende defender as escolhas que cada mulher faz para si.

Com o nome de guerra #letthemtalk, e com uma coleção de tshirts da autoria da designer brasileira associada, a ser comercializada a partir do dia 1 de julho, o movimento sublinha que cada mulher decide o que é para si ser bonita, fazendo as suas escolhas de acordo com a sua opinião e o seu ideal, sem interferências externas e sem se importar com a opinião dos outros. Do squad #letthemtalk fazem também parte a atriz portuguesa Rita Pereira e a atriz brasileira Giovanna Lancellotti. Juntas filmaram um vídeo que pretende dar o pontapé de saída a este movimento e inspirar todas as mulheres a seguirem o seu exemplo..

As três mulheres de garra irão instigar Portugal e Brasil a juntarem-se e a defenderem o ideal de beleza que cada mulher escolheu para si, independentemente de qual seja e dos comentários que os outros façam sobre isso.

Sobre o movimento, Juliana Herc refere que: “Vivemos num mundo em que as mulheres estão constantemente sob o escrutínio de tudo e todos, e isso muitas vezes acaba por influenciar as escolhas que cada mulher faz, com medo da reação dos outros. Com o #letthemtalk quero celebrar a importância da diversidade, que só se consegue se todas as mulheres se sentirem livres de mostrar aquilo que são, sem medo ou vergonha do julgamento dos outros!”

Já Rita Pereira sublinha: “O facto de ser conhecida tem sempre esta desvantagem, a de que todos se sentem à vontade de criticar e opinar, com ou sem fundamento. Eu faço as minhas escolhas de acordo com a minha opinião e com aquilo que quero para mim, por isso juntei-me à Juliana para inspirar todas as outras mulheres a fazerem o mesmo!”.

Já Giovanna Lancellotti acrescentou: “Quando a Juliana me falou deste seu movimento quis logo participar. Acho que falo por todas as mulheres quando digo que todas nós já nos sentimos julgadas injustamente por algo que fizemos. O meu objetivo é mostrar que não devemos ter vergonha de mostrar quem somos, porque a unicidade de cada uma de nós é o que marca a nossa diferença no mundo”