activa

Perfil

Estilo de Vida

Forever 21 declara falência e fecha quase 350 lojas

A empresa está a passar por dificuldades financeiras.

Activa.pt

FREDERIC J. BROWN

Os rumores já circulavam há algumas semanas, mas agora é oficial: a Forever 21 declarou oficialmente falência.

De acordo com um comunicado, a empresa invocou o denominado Capítulo 11 da Lei de Falências do Código Estados Unidos. E as medidas não ficam por aqui. O 'New York Times' avança que a marca vau fechar 178 lojas na América e quase 350 espaços físicos, no geral.

"Este foi um passo importante e necessário para assegurar o futuro da nossa empresa, que vai permitir-nos reorganizar o nosso negócio e o reposicionamento da Forever 21," diz Linda Chang, vice-presidente executiva. "Passámos de 7 para 47 países em menos de seis meses, e isso vem com muita complexidade. A indústria do retalho está, obviamente, a mudar. Houve um abrandamento da afluência aos centros comerciais, e as vendas estão a ser mais feitas online."

Fundada em 1984 pelo o sul-coreano Do Won Chang, a Forever 21 tem mais de 800 lojas globalmente, incluindo uma em Portugal, no Centro Comercia Colombo. Em 2017, lucrou cerca de 3,4 mil milhões de dólares e, de acordo com os dados mais recentes recolhidos pela revista 'Forbes', emprega mais de 30 mil funcionários.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!