activa

Perfil

Filhos

Crianças: será que ele vê mal?

Como saber se o seu filho precisa de óculos? Há sinais que revelam se a criança tem falta de vista. Mesmo que ela seja muito pequenina, esteja atenta.

crianças

crianças

Thinkstock

A maioria das crianças não tem necessidade de usar óculos, mas as que têm falta de vista nem sempre sabem manifestar-se. Ou seja, é mais difícil perceber se o seu filho precisa de óculos do que diagnosticar-lhe uma febre. Mas não desespere, porque é possível.

Como saber?

As crianças quando são muito pequenas possuem algumas dificuldades em exprimirem a dor, desconforto ou falta de visão. São geralmente vagas e pouco precisas, o que pode dificultar o diagnóstico final. No entanto, prepare-se, se ambos os pais tiverem problemas de vista, é muito provável que o filho também vá sofrer do mesmo.

Mesmo que não seja esse o seu caso, não deixe de tomar atenção a alguns indícios fáceis de detectar:

. Queixa-se de dores de cabeça quando vê televisão ou quando lê.

. Apresenta a vista inflamada ou lacrimejante.

. Aproxima-se muito da televisão ou dos livros que lê, como se tivesse dificuldade em conseguir perceber aquilo que visualiza.

. Esfrega os olhos com frequência ou arregala-os muito.

. Não possui interesse pela leitura ou evita-a.

De olhos bem abertos

O início da vida escolar também pode ser uma das melhores alturas para se aperceber se existem dificuldades visuais na criança.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, cerca de 10% das crianças em idade escolar apresentam deficiências visuais, por isso já sabe: pais estejam atentos aos vossos filhos, Como os problemas de visão podem interferir com o rendimento escolar da criança, uma ida ao pediatra e posteriormente ao oftalmologista, poderá dissipar dúvidas. Estes especialistas recomendam que todas as crianças entre os três e os quatro anos de idade se submetam a um exame ocular, mesmo que aparentemente não possuam qualquer problema.

Os casos mais comuns traduzem-se por:

Miopia: provoca dificuldade na focagem das coisas sejam elas objectos ou na própria leitura. Caracteriza-se por um semicerrar dos olhos de forma mais ou menos constante, principalmente quando tentam visualizar algo com mais atenção.

Astigmatismo: visão geralmente turva que provoca uma distorção daquilo que visualiza.

Olho ‘preguiçoso’: há tendência para que a criança visualize melhor de um olho do que do outro. Se tapar um dos olhos, aquele do qual ela vê pior manifestar-se-á através de irritações e até mesmo do choro.

 

Caixa de óculos

Nem sempre é fácil para uma criança habituar-se aos óculos, mas terá de o obrigar a fazer um esforço. Quando o defeito de visão é grande elas próprias procuram os óculos. Hoje em dia já existe uma variedade de modelos alegres e atractivos que o poderão cativar. Leve o seu filho consigo e deixe-o escolher a armação de acordo com o seu gosto, pois ele mais do que ninguém terá de se sentir bem com ela. Caso faça birras, ou lhe diga que os amigos na escola gozam com ele (e com certeza que não é o único), tente explicar-lhe que usar óculos é para seu bem. Dessa forma já não lhe doerá a cabeça, nem ficará com a vista inflamada e vermelha. E dê-lhe confiança, porque só assim ele também aceitará melhor a ideia.

 

Consultoria: João Pinheiro, oftalmologista, Clínica Microcular, Ed. Monumental, Av. Praia da Vitória, 71- 2ºB, Lisboa, tel.: 21 3110 501.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!