activa

Perfil

Filhos

Afinal, os bebés podem tomar banho todos os dias ou não?

Falámos com a enfermeira Vera Ortigão que nos clarificou algumas dúvidas sobre o tema.

Andreia Montes

iStock

Tem filhos, sobrinhos, netos, irmãos? Esqueça tudo o que sabe sobre banhos a bebés. Aproveite e feche também a torneira da banheira. O assunto leva tempo a ser digerido. Muitas são as teorias sobre a rotina desta questão de higiene. Todos os dias, dia sim, dia não... em que é que ficamos? A equipa da ACTIVA falou com a Enfermeira Vera Ortigão para perceber afinal que preocupações devemos ter no momento de dar banho às 'pessoas pequeninas'. Conhecemos ainda a nova linha da Klorane para bebé, onde os cuidados na infância foram o tema central. Trata-se de uma linha de cuidados naturais para bebé com calêndula calmante biológica, um ingrediente ativo que já existia nos produtos da marca devido à sua forte ação reparadora da pele, e que se mantém agora numa versão bio. A nova fórmula não tem corantes nem álcool e as suas embalagens são 'amigas do ambiente': ecoconcebidas e em fórmulas biodegradáveis nos produtos com enxaguamento.

Ricardo Gomes

Durante a sua apresentação afirmou que os bebés só tomam banho de imersão duas vezes por semana. É mesmo assim?

É recomendado por quase todos os especialistas que trabalham na área dos recém-nascidos e da sua pele: bastam dois banhos de imersão por semana até à idade em que começam a gatinhar. Enquanto não gatinham não andam pelo chão e também não se sujam. Os dois banhos de imersão são suficientes para tirar a maior sujidade e nos outros dias basta fazer a limpeza local nas zonas mais sujas com uma água lavante: o rabinho, o pescoço, a parte das pregas, as axilas e as virilhas. A água e os produtos tópicos são agressivos para a pele. Por mais adequados que sejam ao bebé é sempre uma agressão para a pele. A água, principalmente se for muito dura, seca muito a pele. Aquilo que nós queremos neste momento é manter a integridade da pele e manter as propriedades que a pele já tem, ajudando-a a manter a sua função e não lesá-la. Mas mesmo em adultos a recomendação é que não deve ser tomado banho diário, só dia sim, dia não. Para quem consegue!

Só dia sim, dia não?

É aquilo que os dermatologistas recomendam. Mas eu percebo que em crianças mais velhas isso é difícil, especialmente quando começam a gatinhar e também a frequentar a escola. Aí os pais dão o banho diário e eu percebo. Mas podem evitar [o banho] nos dias de Inverno em que eles ficam em casa a brincar. Se calhar nesses dias não precisam de tomar banho, podem fazer só uma higiene sumária.

Ricardo Gomes

Os produtos desta nova linha da Klorane vêm dar uma ajuda particular ao dia que não é de banho, isto é, para os cuidados mais locais?

Sim. Há a água lavante, que é super importante porque a pessoa lava não só com água mas também é importante ter um cheirinho porque a água só não é suficiente. Os lavantes vêm ajudar a emulsionar a sujidade e a gordura para a água poder limpar. Quando não tomam banho a água lavante é suficiente para fazer a higiene.

Falou na importância de secar todas as áreas na medida em que tudo o que é humedecido tem de ser seco. De que forma é que isso deve ser feito?

Depende. Se estivermos a falar da zona da fralda é muito importante quando se limpa passar depois uma compressa seca e com toques secar todas as zonas, principalmente a zona das virilhas para que nada fique humedecido. No caso dos rapazes, debaixo do escroto e mesmo na prega do rabinho (em meninos e meninas). Após o banho com a própria toalha ou com uma compressa seca (dependendo do tipo de higiene que está a ser feita) deve-se deixar bem secas as zonas das axilas e das virilhas.

Se tivesse de escolher três produtos essenciais desta linha por quais optaria?

A água lavante, o gel de limpeza (ou lavante) para o banho e o creme da mudança da fralda. Os dois primeiros produtos são muito importantes para fazer a limpeza quer para o banho, quer para a limpeza dos outros dias, e o creme da mudança da fralda é essencial assim que o bebé começa a ficar com a pele um bocadinho irritada na zona perineal, convém atuar logo e ter o creme para colocar e fazer uma boa barreira para não piorar porque depois é mais difícil de tratar.

Ricardo Gomes

É curioso que as embalagens do lavante e da água lavante tenham como uma das principais características a possibilidade do produto ser extraído do frasco só com uma mão facilitadoras (sistemas de spray, doseadores de 'uma só mão' e tubos com tampa flip top).

Isso é super importante porque os pais têm essa dificuldade. Muita vezes estão com o bebé ao colo ou mesmo quando o têm ao colo e é dificil ainda abrir uma tampa de um produto…

Isso é particularmente importante porque há cada vez mais famílias monoparentais.

Exatamente! E os pais estão cada vez mais sozinhos.

Enquanto especialista, considera que o momento do banho deve ter uma única pessoa a fazê-lo ou mais? É confuso para o bebé ter o pai e a mãe ao mesmo tempo?

Confuso para o bebé não é. Convém ter um ambiente calmo e tranquilo, principalmente nas primeiras semanas, porque o bebé já vai ficar irritado de ser despido, vai ter frio, muitos deles não gostam do banho ao início por causa das diferenças de temperatura e por estarem sempre muito mexidos. Claro que, se os pais querem estar os dois, melhor ainda porque um ajuda o outro caso se esqueçam de alguma coisa, pois há sempre alguém para ir buscar. Normalmente eu aconselho, principalmente nas mães que amamentam, a ser o pai a dar o banho, porque os bebés passam muito mais com a mãe do que com o pai. É algo em que o pai pode ser envolvido, sentindo que está a fazser mais qualquer coisa pelo seu bebé, mas a mãe pode estar disponível para ajudar ou mesmo substituir o pai, se este não estiver interessado ou não quiser. O que eu aconselho é a não estar muita gente na hora do banho, não estarem visitas, etc.

O mesmo para os irmãos?

Sim. Quando já existem irmãos podem e devem ser envolvidos nos cuidados até para diminuir os ciúmes, tentando não sentir o bebé como um elemento invasor, mas como mais um elemento da família que eles podem cuidar. Dependendo da idade das crianças podem ser envolvidas em coisas tão simples como segurar uma fralda, passar um frasco, etc. Não é preciso por uma criança de quatro anos a dar banho a um recém-nascido… nem se deve!


Mencionou alguns cuidados ter no banho, nomeadamente não ‘abandonar’ as crianças nas banheiras adaptadas, que transmitem a ideia de que a criança pode estar ali sozinha, mas na verdade não pode. O banho deve ser dado com ou sem adaptação?

É uma questão de preferência. A única questão é que esses assentos dão uma falsa segurança e que pode largar [o bebé] durante um segundo e não pode de todo! Nem no banho nem no muda-fraldas ou noutra superfície alta, mesmo que tenha barreiras. Rapidamente o bebé se vira porque escorrega um bocadinho e (no caso do banho) fica com o nariz ou a boca debaixo de água, pode até engolir água ou ficar sem respirar. Por esse motivo, a água do banho deve ter um palmo de altura.

Ricardo Gomes

Nova gama biológica da Klorane

Para o momento do banho existe o gel de limpeza suave para banho e cabelo, o creme de limpeza, o sabonete e shampoo; existe ainda o creme hidrante, o creme e o leite nutritivos. Dentro dos cuidados de higiene há toalhetes de limpeza suaves, leite de limpeza e água de limpeza micelar.

Não menos importante é a muda da fralda para o qual a Klorane pensou numa pomada, no spray, um produto de linimento e ainda o famoso pó de talco. O toque final é a água perfumada sem cheiro 'Petit Brin'.

Instagram Enf. Vera

Enfermeira Vera, uma especialista que acalma pais e bebés

Uma verdadeira 'encantadora' de pais e bebés, a enfermeira Vera Ortigão é especialista em Pediatria e trabalha em Neonatologia. Desde maio que mantém um projeto de apoio domiciliário aos pais. Faz visitas de pré-parto onde aborda os principais cuidados ao recém-nascido e a amamentação, ajudando a gerir as expetativas. Apoia ainda o pós-parto, visitando os pais em casa no dia em que regressam da maternidade ou no dia seguinte para ajudar na amamentação, faz observação do bebé, monitoriza-o, ausculta e faz o famoso ‘teste do pezinho’, evitando sair de casa.

Contactos:

https://www.facebook.com/enfermeiravera.ort/

https://www.instagram.com/enfermeiravera/

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!