activa

Perfil

Filhos

10 dicas para comprar brinquedos este Natal

Porque nem todos os brinquedos são seguros, dizemos-lhe os principais cuidados a ter na hora das compras.

activa.pt

Getty Images/iStockphoto

Sabia que existe uma Diretiva Europeia relativa aos brinquedos, que obriga os fabricantes a cumprirem rigorosos requisitos de segurança? Com os brinquedos não se brinca, mas nem sempre é fácil saber o que é seguro e não é no meio da azáfama das lojas, sobretudo no natal. E para quem compra na internet os cuidados devem duplicar. Com a ajuda do site showroomprive.pt damos uma ajuda.

1- Antes de pagar comprove o conteúdo da embalagem e o funcionamento do brinquedo para assegurar-se de que está em bom estado. As instruções de uso têm de estar em português. Além disso, convém conservar a fatura da compra e a embalagem.

2-Atenção aos brinquedos que contenham peças pequenas ou partes que possam levar a riscos de asfixia. As advertências de risco para menores de 3 anos devem estar claramente especificadas e os produtos para esta faixa etária não devem conter peças com menos de 3 centimetros de diâmetro e 6 centímetros de largura.

3- Rejeite brinquedos cuja etiqueta não inclua a marca “CE” (Conformidade Europeia) de segurança ou que não tenha informações sobre os fabricantes ou importadores. Qualquer brinquedo fabricado ou vendido na UE deve conter a marca CE, o nome e a morada do fabricante.

4- É importante saber quais são os brinquedos mais apropriados a cada idade. Não convém comprar para as crianças de 0 a 2 anos, os brinquedos pensados para crianças mais velhas.

5- Evite brinquedos que considere sexistas ou que incentivem a violência. As brincadeiras de hoje são os valores de amanhã. Evite também o consumismo e explique às crianças que o Pai Natal não pode trazer todos os brinquedos que elas pedem.

6- Cuidado com os brinquedos que não são brinquedos, como os puzles com mais de 500 peças, as jóias de brincar destinadas às crianças ou os jogos e brinquedos destinados a adultos.

7- O que eles têm, o que querem e o que precisam? Nos primeiros anos são sempre os adultos que escolhem os brinquedos, mas conforme o tempo passa é bom que se questione antes de comprar: o que é que ele já tem? O que é que quer? O que precisa? Desta forma, os brinquedos são escolhidos em função dos seus gostos, interesses, necessidades e capacidades.

8- Brinquedos que educam: Tenha em conta os valores éticos e morais que os brinquedos propõem. Brincar é uma actividade educativa e comprar também. Procure fazê-lo de forma mais sustentável e solidária.

9- Doseie os brinquedos. No natal as crianças recebem muitos brinquedos de toda a famÍlia. Uma vez abertos os presentes, entregue apenas alguns para que brinquem com eles e guarde os restantes. Entregue-os depois à criança ao longo do ano.

10- Brique com elas. Os adultos têm um papel importante nas brincadeiras, seja a transmitir hábitos de uso e cuidado ou simplesmente a acompanhar e observar a sua actividade lúdica.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!