activa

Perfil

Moda

Modelos que vestem o 32 e menores de 16 anos vão deixar de pisar as passarelas

Os gigantes de luxo da indústria da moda que representam marcas como a Gucci, Saint Laurent, Vuitton e Dior, adotaram uma carta de princípios que proíbe o uso de roupas muito pequenas e o recurso a modelos com menos de 16 anos.

Activa.pt

Gareth Cattermole

É uma iniciativa sem precedentes que chega após muitas polémicas e controvérsias.

A 'Carta das Relações Laborais e Bem-Estar dos Manequins' foi apresentada publicamente na véspera da Semana da Moda de Nova Iorque e, além de proibir o tamanho 32 usado por alguns criadores, define que "nenhum modelo com menos de 16 anos será recrutado para participar de desfiles ou sessões de fotos que representem adultos".

"Nós queríamos ir rápido e fazer com que as coisas realmente mudassem, tentando que os outros atores da moda, na medida do possível, nos sigam", afirmou à agência France Presse o presidente do gigante de luxo Kering, François-Henri Pinault.

Antoine Arnault, membro do concelho de administração da LVMH e filho do presidente da empresa, Bernard Arnault, congratulou-se com a carta que "realmente impõe uma mudança".

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!