activa

Perfil

Saúde e Beleza

Tudo o que precisa saber sobre sumos detox

Entrevistámos a nutricionista Lillian Barros, autora do livro 'Sumos e Águas 'Detox”, para sabermos todos os prós e contras da nova bebida da moda. 

Anuska Portela

Lillian Barros

Lillian Barros

É provável que já tenha, pelo menos, ouvido falar dos sumos, smoothies ou águas detox. Talvez tenha visto algumas fotos dos afamados sumos coloridos em tonalidades frescas e cativantes. Com certeza já ouviu a opinião dos famosos, que aderiram em massa à novidade da qual não se cansam de falar. Se, por exemplo, colocar a palavra ‘sumos’ no Google, a primeira sugestão do motor de busca é ‘sumos detox’, apresentando nada mais, nada menos, que 216.000 resultados relacionados. Mas agora, pensamos que está na altura de aprofundar noções e saber, por exemplo, qual o real impacto destas bebidas no nosso organismo e se estes são realmente para toda a gente. Por isso, e para ajudar a informar as nossas leitoras, perguntámos a Lillian Barros as questões que consideramos mais relevantes e, porque não há nada como experimentarmos por nós próprios, apresentamos também, duas receitas que fazem parte do livro “Sumos e Águas Detox”, editado pela esfera dos livros.

Para quem ainda não ouviu falar dos sumos detox, como explicaria do que se trata?

Sumos detox ou sumos funcionais, como gosto de lhes chamar, são sumos cujos ingredientes vegetais crus permitem uma maior eficiência na eliminação de toxinas ou outros elementos não benéficos ao nosso organismo. Estes sumos, regra geral, são ricos em água, fibra e permitem a melhoria do funcionamento de determinados órgãos que estão envolvidos na eliminação do nosso corpo, como é o caso dos rins, intestinos e até mesmo do fígado.

O formato sumo é uma alternativa de apresentação e consumo de alimentos que, por vezes, podem ser negligenciados na nossa alimentação na sua forma tradicional (sopas, saladas, legumes cozinhados) devido à nossa falta de tempo. Escolhendo os ingredientes certos permitem viver com mais saúde e energia.

Neste livro, tentando fugir um pouco ao conceito exclusivo do emagrecimento, conceito este que os sumos detox foram muito associados e mediatizados, tentei organizar diferentes capítulos que permitissem dar resposta a uma série de lacunas e queixas da maior parte das pessoas que me procuram em consultório, passando por sumos energizantes (pré e pós treino), mineralizantes (unhas e cabelos frágeis e quebradiços), antioxidantes e antienvelhecimento, sumos amigos do coração, sumos para crianças, sumos no feminino, não faltando claro o capitulo do emagrecimento que apesar de tudo não podia estar esquecido.

No seu livro tem mais de 100 receitas, mas existe algum ingrediente ou conjunto de ingredientes base, que sirvam de ponto de partida para a composição de qualquer sumo?

Sim, existem grupos alimentares ou ingredientes que devemos ter em casa que devem servir de base aos nossos sumos, independentemente da sua função e objetivo de cada um. Eles vêm listados e descritos na primeira parte do livro onde, para além de enumerados, explico também as suas funções e benefícios particulares, por forma a conseguir moldar o melhor sumo para si consoante o seu gosto e objetivos.

Alguns exemplos de grupos de ingredientes são: fruta, vegetais verdes escuros, ervas aromáticas, sementes, raízes/tubérculos, e outros legumes como pepino ou courgette. Um toque opcional de superalimentos como clorela, spirulina ou erva trigo por exemplo e temos uma boa base para iniciantes.

O sumo detox pode constituir uma refeição por si só, fornecendo nutrientes suficientes ao bom funcionamento do organismo, ou deve ser ingerido apenas como um suplemento alimentar?

Pode ser utilizado das diferentes formas. Ou como substituto de uma ou mais refeições de forma limitada no tempo, em situações de grandes excessos ou para a perda de peso, ou, por outro lado, como complemento ou suplemento à dieta, se o objetivo for otimizar o aporte de determinados componentes nutricionais sem alteração de peso, tendo em conta situações de queixas como cabelos e unhas quebradiças, efeito antioxidante e antienvelhecimento, falta de energia física e emocional, entre outras.

Não devemos nunca esquecer que, independentemente do objetivo que se pretende alcançar e a forma adotada para chegar até ele, o consumo destes sumos não descoram ou descartam a importância de uma alimentação geral equilibrada, saudável e variada.

Os sumos detox são a nova tendência alimentar, mas serão estes para toda a gente, podendo ser consumidos por qualquer pessoa, ou existe algum tipo de limitação? Há alguma duração recomendada, ou um período máximo, de consumo destas bebidas?

É uma realidade que existem casos específicos ou no caso de patologias, medicação ou alergias que impedem a utilização de determinados ingredientes nos sumos detox. É o caso de diabéticos, pessoas medicadas com anticoagulantes ou até mesmo com doenças inflamatórias dos intestinos. Estes são apenas alguns desses exemplos.

Dediquei uma parte do livro a este tema pois é importante que os sumos sejam utilizados para nosso benefício e que o leitor consiga perceber quais as suas limitações sem colocar em perigo o seu bem estar e a sua saúde.

No caso da substituição de uma ou mais refeições é importante que não seja de forma permanente existindo sim, por esta razão, um período máximo recomendado para cada uma das hipóteses. No caso do suplemento ou complemento à alimentação pode ser feito diariamente, sem extremismos claro, mas de forma regular, sem risco. Variar na receita é importante para não entrar em monotonia alimentar e conseguir o máximo de elementos nutricionais possíveis. A variedade é um pilar importantíssimo na nossa alimentação.

Fala-se muito agora nos benefícios dos sumos detox, mas existem também riscos para a saúde? Existem, por exemplo, efeitos negativos se houver uma ingestão muito prolongada ou exagerada dos mesmos?

Na minha opinião, tudo o que é em excesso pode ter potenciais efeitos negativos para a nossa saúde e bem estar, mas isto é em tudo na nossa vida, e por esse motivo não devemos encarar este tipo de alimentação ou dieta como um extremismo, pois podem claro, existir riscos.

No entanto, conhecendo as limitações e as contra-indicações de cada elemento e ingredientes sou da opinião que, com a leitura deste livro, conseguirá assegurar a introdução destes sumos saudáveis e benéficos de forma equilibrada e coerente com o objetivo que pretende alcançar, sem colocar em risco a sua saúde. 

Quando falamos de sumos detox pensamos em bebidas frias, mas existem sumos detox quentes?

A utilização destes sumos e águas detox são sem dúvida uma excelente ferramenta para o verão em que os dias são mais longos e quentes. Contudo, com as temperaturas chuvosas e frias dos meses de inverno, apesar de poderem existir, sumos e águas geladas não são o mais apetecível.

O facto de utilizarmos os alimentos em cru, estamos a potenciar a manutenção da composição dos seus ingredientes, nomeadamente daqueles mais suscetíveis. Muitas vezes existem alguns elementos nutricionais que são perdidos quando sujeitamos o alimento à temperatura elevada da cozedura, grelha ou outro tipo de confeção. Adicionalmente, podemos também, ao utilizarmos a forma tradicional de cozedura dos legumes, frutas ou outros vegetais, perder alguns elementos nutricionais solúveis em água ao rejeitarmos a água da cozedura, por exemplo. A forma crua permite a garantia, se bem conduzida, da integridade da sua composição.

Contudo, por outro lado, é uma realidade que podem existir alternativas quentes para os dias de mais frio. Neste caso falaria de chás, infusões e sopas, sublinhando e destacando a utilização de técnicas de confeção como a cozedura a vapor por exemplo. Quem sabe um tema para um segundo livro.

Quais são os efeitos gerais dos sumos detox a longo prazo?

Os efeitos são variados e por este motivo a necessidade de dividir o livro em diferentes capítulos: No entanto, pela minha experiência pessoal e clínica, assim como pela evidência sobre os ingredientes utilizados nas várias receitas, existe uma grande diferença a nível de energia de dia a dia, maior vitalidade, um aspeto mais saudável no que respeita à pele, cabelos e unhas, eliminação dos líquidos acumulados, melhoria na sensação de pernas cansadas e um equilíbrio do trânsito intestinal, que se trata efetivamente de uma das maiores queixas da maior parte das pessoas que me procuram.

Estes são os efeitos a curto prazo que se começam a sentir desde as primeiras semanas.

Sendo que, no entanto, existem toda uma série de outros efeitos de saúde a longo prazo, que são variadíssimos, como o abaixamento do "mau colesterol" sanguíneo (LDL) e manutenção de valores saudáveis de gorduras sanguíneas (aumento do HDL ou “bom colesterol”) e consequentemente, redução do risco cardiovascular, reforço do sistema imunitário, tornando-o mais eficiente, especialmente nos meses críticos de inverno, efeito antienvelhecimento que se reflete tanto na pele (por fora) como dos próprios órgãos internos, retardamento de determinadas doenças ou patologias relacionadas com uma má alimentação ou alimentação deficiente, enfim... Podemos dizer que os benefícios são tantos como as tonalidades e ingredientes destes sumos, basta saber como prepará-los da melhor forma para ir ao encontro do que cada um pretende alcançar.

Têm alguma eficácia no combate de doenças específicas?

Sim, doenças que possam estar associadas a uma alimentação deficiente ou desequilibrada, podem sem dúvida, ser controladas ou, melhor dizendo, retardadas com a adoção de hábitos de ingestão alimentar saudáveis, nomeadamente como o aumento do consumo de fibra, água, vegetais e frutas, ricas em vitaminas, minerais e antioxidantes específicos numa quantidade que pode ter influência no aparecimento de complicações de saúde variadas.

Como sabemos que precisamos de realizar uma desintoxicação? Que sintomas podem-no acusar?

Os sintomas podem ser variados, indo desde queixas gerais a nível de cansaço físico e emocional, unhas quebradiças, queda de cabelo, pele baça e seca, falta de memória ou concentração, sensação de inchaço, enfartamento e trânsito intestinal desregulado. Estas são algumas das queixas mais comuns descritas em consultório. No entanto, não ficam por aqui. Estas queixas podem afetar vários órgãos ou sistemas.

Numa sociedade onde todos os dias ouvimos falar de novas dietas e soluções alimentares, o que acha que têm os sumos detox em especial e que lhes tem conferido tanta fama?

Não desvalorizando todos os benefícios do consumo regular destes sumos, tanto a nível da perda de peso mas sobretudo a nível de bem estar geral, na minha opinião, o facto destes sumos responderem a uma grande problemática do nosso dia a dia (que é a falta de tempo para uma alimentação saudável) é que tornou o seu consumo tão apetecível e os colocou na dita “moda”. É o que eu gosto de chamar de alimento portátil que consegue dar resposta de forma prática e rápida às exigências nutricionais do nosso dia a dia, que, de outra forma, seriam eventualmente omitidas ou negligenciadas se estas soluções não existissem.

Assim sendo para além do seu sabor agradável e dos efeitos do seu consumo serem efetivos, sentindo-se por dentro e por fora, a surpresa do sabor agradável torna o seu consumo apetecível quase diariamente. Tornando-se desta forma um prazer o consumo de verdes, algas, vegetais, fibra, e de todos os restantes ingredientes, algo que outrora provavelmente seria um sacrifício.

Se tivesse que “vender” o conceito dos sumos detox a alguém, que diria para conquistar até a pessoa mais cética?

Diria: “Leia o livro e deixe-se inspirar!“ ou então: “Experimente o primeiro e vai ver que se vai deixar seduzir pelos efeitos e sabor destes sumos.”

Acho que nada melhor do que ser a própria pessoa a convencer-se e a comprovar por si mesma os benefícios destes sumos. Este tem sido o motivo pelo qual estes sumos foram uma moda, no nosso país e além fronteiras, mas que agora, enquanto nutricionista, gostava que se tornassem num hábito (tal como o simples consumo regular de saladas ou de sopas no nosso dia a dia).

Na qualidade de nutricionista, o que a apelou concretamente nos sumos detox, de tal modo que decidiu dedicar um livro inteiro aos mesmos?

Enquanto nutricionista trabalho há vários anos com estes sumos. Aliás, em termos pessoais também sou consumidora.

Estas bebidas constituem uma ferramenta útil e poderosa no nosso dia a dia, quer seja para emagrecer, combater determinadas doenças, ganhar energia, cuidarmos de nós e da nossa saúde. No entanto, há menos de uma ano, quando estes entraram na ribalta, fizeram manchetes, capas de revistas e circularam no mundo cibernauta, senti que na consulta e também através das redes sociais (onde tento estar o mais próxima possível dos meus pacientes facilitando um acompanhamento online permanente) eram cada vez mais as dúvidas pertinentes e recorrentes que preocupavam todos aqueles que ainda não tinha descoberto este novo registo alimentar, e que não sabiam como começar.

De que são feitos estes sumos tão benéficos para a saúde? Quais os ingredientes que devemos ter em casa? Que combinações fazer? Qual é a melhor hora para os beber? Existem contra-indicações? Como devemos conservá-los para não perderem propriedades? Fazer um jejum de líquidos é o aconselhado para desintoxicar? Quanto tempo? Devo coar estes sumos antes de os consumir eliminando toda a polpa e fibra? Enfim estas e muitas outras dúvidas fizeram surgir a necessidade de um livro que viesse responder a todas as questões e receios, tendo a certeza que cada leitor poderá elaborar um sumo à sua medida consoante os seus objetivos e condição de saúde.