activa

Perfil

Saúde e Beleza

4 hábitos que arruínam as suas manhãs

Confira o que pode estar a roubar-lhe energia ou a contribuir para aumentar os seus níveis de stresse.

Activa.pt

monkeybusinessimages

Beber café demasiado cedo: o seu organismo prepara-se para mais um dia, assim que acorda, aumentando natural e gradualmente os seus níveis de energia e atenção – a primeira luz do sol desempenha um papel importante nessa missão. Se é daquelas pessoas que pensa que não há vida inteligente antes do primeiro café, poderá querer adiá-lo para uma hora após acordar, em vez de o tomar logo de seguida. É verdade que pode dar-lhe aquele extra de energia que julga necessário na sua manhã mas, a juntar à química natural do organismo, também pode deixá-la mais agitada ou provocar sintomas como tremores, se for mais sensível à cafeína. Se acordar às sete e meia, por exemplo, deixe o seu primeiro expresso para depois das 8.30h, para que os efeitos energéticos durem até à hora de almoço.

Ver o email e a agenda assim que acorda: Se é daquelas workaholics que aproveita o pequeno-almoço para ler e responder a emails pendentes, mandar SMS e atualizar a agenda com as incontáveis tarefas para o dia... abrande. Esse hábito pode estar a aumentar os seus níveis de stresse logo de manhã, deixando-a ansiosa ao longo do dia. Em vez de começar o dia a correr e a encher a cabeça de preocupações, planeie rotinas que a acalmem, como fazer alongamentos ou yoga, exercício físico, ou tomar um bom pequeno-almoço em família. Vão ajudá-la a sentir-se mais energética, bem-disposta e criativa – o que se traduz numa maior produtividade ao longo do dia.

Comer pouco (e mal) ao pequeno-almoço: Um bolo e um café, um iogurte líquido apenas, porque está com pressa e pode bebê-lo no carro, não são um pequeno-almoço equilibrado. Muita gente diz que não consegue comer nada (ou quase nada) logo de manhã mas, para além de prejudicar a saúde, este hábito pode deixá-la sem energia, cheia de fome durante o resto da manhã e fazê-la atacar a gaveta das bolachas, mais tarde. Um estudo de dezembro de 2013 provou que quem toma um pequeno-almoço mais completo conseguiu maior perda e controlo de peso, revelou menor perímetro de cintura, para além de níveis mais saudáveis de glicémia e triglicéridos.
O ideal seria tomar um pequeno-almoço onde caibam proteínas, fibra, hidratos de carbono complexos, vitaminas e algumas gorduras saudáveis, que ande à volta das 450, 500 calorias. Aveia, cereais integrais, iogurte com baixo teor de gordura; toranja, banana, meloa, sementes de linhaça (carregadinhas de Omega 3; duas colheres de sopa garantem mais de metade da dose diária recomendada destas gorduras saudáveis para o coração) ou uma taça de frutos vermelhos (verdadeiras minas de antioxidantes) são algumas das melhores opções.

O jantar da noite anterior, que não a deixou dormir bem: Há alimentos e bebidas que interferem com a qualidade do seu sono, interrompendo-o ou até provocando insónias. O resultado reflete-se de manhã, com menos energia. Para além do culpado do costume, a cafeína (que também pode estar em refrigerantes ou em suplementos), o álcool também pode reduzir a fase mais profunda do seu sono. Alimentos curados, como queijos ou enchidos, contêm tiramina que estimula a atividade cerebral e pode provocar insónia e enxaquecas. Evite também os líquidos uma hora ou hora e meia antes de ir para a cama, para não passar a noite a caminho da casa de banho, interrompendo o seu sono reparador.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!