activa

Perfil

Saúde e Beleza

É mesmo seguro usar cintas modeladoras durante a gravidez?

A peça é bastante popular em Hollywood.

Sâmia Fiates

Staras

A gravidez muda o corpo de uma mulher, o que é uma preocupação para muitas futuras mães. As roupas normais começam a ficar apertadas e a barriga fica visível por baixo de camisolas e vestidos. Por isso mesmo, muitas celebridades, como Kim Kardashian e Chrissy Teigen (lembra-se deste vídeo) usaram cintas modeladoras ao longo da gravidez. Estas peças podem ser encontradas em muitas lojas, mas quais são os riscos de usar algo tão justo durante a gestação?

Segundo a médica Sherry Ross, entrevistada pelo site 'Refinery 29', depende da cinta e de durante quanto tempo ela é usada.

“Cintas modeladoras usadas durante a gravidez que sejam muito apertadas e coloquem pressão indesejada em diferentes áreas do corpo nunca são uma boa ideia. Além de criarem desconforto, ainda podem causar dor, reduzir a circulação sanguínea, azia e infeções por fungos”, diz a especialista.

Sentir-se desconfortável, ter dificuldades em respirar e dores são sinais de que a cinta está muito apertada. Porém, o uso das cintas modeladoras pode trazer benefícios, como aliviar dores lombares por ajudar no suporte do peso do bebé. A médica aconselha que tais cintas sejam ajustáveis para o corpo da mulher.

“Regra geral, as cintas modeladoras para grávidas e pós-parto têm de ser confortáveis e sustentar o corpo. Nunca devem comprimir ou espremer órgãos internos, incluindo costelas, músculos abdominais, fígado, baço e intestinos”, diz a Dra. Ross, mencionando o tipo de cinta que nunca se deve usar: o espartilho. “Quando o espartilho está muito apertado, pode causar fraturas nas costelas, limitar a mobilidade, afetar a capacidade de respiração, restringir os músculos abdominais e afetar a postura.”

Então é preciso ter atenção. As cintas modeladoras podem ser uma solução para passar pela gravidez com a autoestima elevada e com menos dores, desde que sejam modelos confortáveis e feitos especialmente para esta fase. Consultar um médico sobre as dúvidas e o modelo ideal para si é uma boa ideia.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!