activa

Perfil

Saúde e Beleza

As seis regras douradas do metabolismo

De acordo com a nutricionista de Jennifer Lopez

Activa.pt

Jennifer Lopez

Jennifer Lopez

Reprodução/Instagram

A nutricionista de celebridades Haylie Pomroy partilhou os seus segredos num novo livro intitulado 'Metabolism Revolution'.

Responsável pelas alimentações saudáveis de estrelas como Reese Witherspoon e Jennifer Lopez, a especialista quer que o público no geral saiba que um 'bom' metabolismo não se resume a ganhar a 'lotaria genética'. A sua filosofia defende que qualquer pessoa pode otimizar a forma como o seu corpo usa os alimentos como combustível e, para tal, basta seguir algumas regras.

Instagram

No livro, Pomroy entra em detalhes sobre o seu método para acelerar o metabolismo e contraria a sabedoria popular assente no "come menos e treina mais".

"Quando come mais, mas escolhe os alimentos certas nas alturas certas, pode aumentar a sua taxa metabólica, ganhar força, melhorar o tom de pele e ter mais energia."


Veja, abaixo, seis das dicas de Haylie Pomroy para impulsionar acelerar o metabolismo de uma forma saudável.

1. Coma 'comida a sério'

fcafotodigital

Já ouvimos isto um milhão de vezes, mas o que significa realmente? "Comida é algo que em tempos já foi vivo e que veio da terra, do céu ou do mar", explica Pomroy. Isto basicamente inclui frutas, vegetais, cereais, carne, ovos e peixe - e exclui químicos produzidos pelo homem como adoçantes artificiais, corantes e conservantes, muitos dos quais perturbam a atividade metabólica.

A melhor forma de garantir que come comida a sério é evitar tudo o que seja processado. Mas como isso nem sempre é fácil, Pomroy sugere ler sempre os rótulos e se a embalagem tiver muitos ingredientes difíceis de reconhecer, coloque-a novamente na prateleira.

_____________________________________________________________________________________________

2. Não fique obcecado pelas calorias

Wand_Prapan

Pomroy acredita que reduzir as porções para a metade é a abordagem errada, visto que leva o corpo a pensar que está a passar fome - o que, consequentemente, causa uma desaceleração metabólica. "Comer menos, na verdade, piora a situação", afirma. "Quando o metabolismo está muito lento, o corpo armazena alface como gordura e, certamente, não vai queimar qualquer gordura". Aliás, estudos recentes mostram que a qualidade da comida é mais importante que a quantidade no que à perda de peso diz respeito. Isso significa que não deve sentir culpa ao comer aquele segundo prato de pasta, desde que seja feito de ingredientes integrais.

_____________________________________________________________________________________________

3. Coma até 30 minutos depois de acordar - e com intervalos regulares

#MS YAPR

Não gosta de tomar o pequeno-almoço? Então pense nas coisas desta maneira: ao não comer quando acorda está a exigir ao seu corpo que funcione sem combustível. Além disso, este tipo de stress deixa o metabolismo em situação de SOS. ""Como resposta, as glândulas suprarrenais irão produzir cortisol, uma hormona de emergência que diz ao corpo que é melhor começar a acumular gordura, porque não se sabe quando irá comer novamente," diz Pomroy. Para evitar que isto aconteça, a especialista sugere que faça uma refeição - mesmo que seja pequena - na primeira meia hora depois de acordar. Também recomenda que se faça três refeições e dois snacks todos os dias, o que se traduz em comer a cada três horas. Estudos mostram que isto pode acelerar o metabolismo.

_____________________________________________________________________________________________

4. Treine estrategicamente

webphotographeer

De acordo com Pomroy, o importante não é a quantidade de exercício que se faz, mas sim o tipo. A especialista sugere uma mistura de cardio e treino de força durante a semana. Com o cardio, o objetivo é aumentar a frequência cardíaca para entre 120 e 140 batimentos por minuto durante 20 a 30 minutos - não ultrapasse os 145 batimentos por minuto, visto que a sobrecarga pode sabotar a perda de peso. "O nível de intensidade depende do seu nível de fitness", diz a médica. Quanto aos treinos de força, tente fazê-los uma ou duas vezes por semana para estimular a queima de gordura. "Comece com oito repetições, depois seis, depois quatro. O peso deve ser pesado o suficiente para conseguir completar as repetições até à exaustão muscular."

Pomroy também sublinha a importância de fazer uma pequena refeição antes de treinar. "As glândulas suprarrenais estimularão o cortisol a usar o músculo como combustível durante o treino, canibalizando os músculos que está a tentar construir," explica. A sua sugestão de Haylie? Comer uma peça de fruta antes do treino.

_____________________________________________________________________________________________

5. Mude o seu plano alimentar com frequência

Natalia Klenova

Pomroy, uma pessoa que está a tentar perder peso deve encontrar formas de inovar para não comer a mesma coisa durante dias a fio. Além de ser aborrecido, há estudos que concluem que quanto mais variada for a dieta de alguém, menores são as suas probabilidades de ter excesso de gordura corporal ou sintomas da síndrome metabólica.

No seu livro, a nutricionista apresenta uma rotação sistemática de determinados alimentos para serem consumidos em dias e horários específicos - todos pensados para ajudar o corpo a navegar entre o repouso e a recuperação ativa do metabolismo. Se gosta de manter as coisas simples, experimente mudar as proteínas, vegetais e frutas que compra todas as semanas.

_____________________________________________________________________________________________

6. Coma aquilo que adora

franckreporter

Se se limita a dietas restritivas com alimentos de que não gosta assim tanto, nunca estará satisfeita com os resultados. "O prazer é poderoso," diz Pomroy. Gostar da comida estimula a secreção de endorfinas e reduz as hormonas de stress, o que, por sua vez, melhora o metabolismo. Portanto, coma uma fatia de pizza ou tacos de vez em quando, se isso a fizer feliz - e encarregue-se de encontrar frutas, vegetais e proteínas de que gosta.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!