activa

Perfil

Saúde e Beleza

Este é o motivo pelo qual esta mulher se "obriga" a ter relações sexuais todos os dias

E vários especialistas concordam com a prática.

Activa.pt

Kate Garraway

Kate Garraway

Calma, não falamos de "todos os dias" no sentido de algo "para todo o sempre". A questão é que uma famosa jornalista britânica, Kate Garraway, que celebra 52 anos amanhã, 4 de maio, disse planear as relações sexuais com o marido, através de uma tabela. Além disso, como revelou em The Joy of Big Knickers, livro lançado em 2017, o casal comprometeu-se com um desafio de sexo por 14 dias consecutivos, isto é, duas semanas. E o objetivo foi claro.

"Quando já estamos numa relação há muito tempo, as questões físicas podem tornar-se muito pouco espontâneas. Portanto, a ideia é agendar a relação sexual, e forçares-te a fazê-lo uma vez por dia", revelou ao The Sun. E parece que esta é, de facto, uma técnica eficaz.

Holly Richmond, terapeuta sexual, explicou, em conversa com a Health: "Eu prescrevo isto a toda a hora, a vários casais. Se um casal chega e me diz que não estão a ter tanto sexo quanto gostariam, a melhor forma de normalizar a situação é agendar as relações sexuais. E eu sei que isto não parece romântico, mas tem a ver com criar hábitos e rotinas, tornar a sexualidade a norma". E se for impossível ter relações todos os dias, três ou quatro vezes por semana são suficientes para voltar a ganhar o hábito, garante.

"Catorze dias de sexo pode ser um grande desafio. Mas o principal objetivo do agendamento é cultivar o companheirismo e criar um momento que eles possam ansiar. Recomendo que o façam em diferentes horários, para que não pareça quase uma tarefa doméstica, mas sim algo que recria novidade", diz.

De acordo com a especialista, este desafio pode ajudar a aumentar a diversão entre o casal, e a apimentar as coisas, já que, ao saber que estarão juntos "naquele dia, àquela hora", cria-se uma certa excitação e expectativa positiva para o relacionamento.