Casal: quebre a monotonia na cama

O desejo sexual é um ingrediente essencial para uma vida feliz a dois. O tempo desgasta-o, mas não desista: é possível trazer de volta o sexo à sua relação.

Activa
01/08/2012 09:23
147748110.jpg

Lembra-se daquele tempo em que mal podiam esperar para cair nos braços um do outro? Eram dias em que o desejo estava aceso e ansiavam por estar juntos. As trocas de mimos e atenções eram muitas, telefonavam-se, diziam que se amavam...

Depois, chegou a vez de partilhar a casa, de limpar, arrumar, e andar de volta das panelas. Mas o pior, é aquele esquecimento gradual de se acarinharem, de dar um beijo de fugida enquanto se lava a loiça, ou se está sentado a ver as notícias. No entanto, os pequenos gestos de afeição no dia-a-dia, que são normalmente esquecidos pelos casais, são fundamentais para a qualidade da relação entre os lençóis. Descubra (ou melhor, relembre) como manter uma libido (desejo sexual) saudável.

Reacenda o amor

Se não se cuidar da relação afectiva, mais tarde ou mais cedo o casal vai começar a queixar-se que a rotina se instalou, que o desejo arrefeceu e que a frequência com que fazem amor é mínima, comparada com os fulgurantes tempos de namoro.

Há quem tenha a arte de manter o namoro durante o casamento, quer seja homem ou mulher, mas quando o matrimónio se torna uma rotina mais ou menos cinzenta, tudo pode reflectir-se na quantidade do sexo, e como consequência também na qualidade.

O que fazer? É mais simples que parece: mentalize-se que está na hora de trocar as voltas à vida. Se gosta de organização então escreva na sua agenda: 'dar prioridade às seguintes actividades: conversar, provocar, namorar'. Reaprendam a rir juntos.

Se sente que a monotonia está a tomar as rédeas do seu relacionamento, por que não arregaça as mangas e toma a iniciativa de fazer o outro cair em tentação?

. Torne-se atrevida, e vá lavar a louça com aquela camisa de noite transparente que comprou ainda nos tempos de namoro... sem mais nada. Se tem crianças, peça aos avós que passem a noite com eles e os levem à escola. Acaba por ser bom para todos.

. O sexo faz parte do amor, invista em si para o surpreender e reavivar a chama da paixão. Perca a cabeça e compre o cinto de ligas preto que estava na montra e que ele espreitou pelo canto do olho.

. Quando se sentar no sofá, deixe a saia subir mais do que o necessário... e deixe-o de cabeça perdida.

Desejo e romantismo

Recuperem o ritual de andar de mãos dadas. Tomem juntos um banho quente e ensaboem o corpo um do outro. Se as coisas não avançarem mais logo ali, abuse e faça uma massagem bem sensual ao seu amor. Se prefere uma opção mais seca, espalhe bocadinhos de chantilly (lembre-se dos sprays) pelo corpo dele... ou pelo seu. Deixe que seja ele o gourmet. Descubra todos os cantinhos do corpo e abuse dos beijos e das carícias.

Muitas vezes o esforço a ser dispendido para manter acesa a chama do desejo é de uma simplicidade surpreendente, e começa logo que se chega a casa. Um simples 'como foi o teu dia?' regado com um beijo carinhoso é uma boa forma de dizer que temos interesse pelo outro.

"O desejo sexual é dos aspectos do processo de relacionamento sexual o menos biológico e o mais psicológico de todos", refere o psicólogo Nuno Nodin. A mulher actual defende a sua actividade sexual, mas o sexo unido à fantasia do romance não é só uma coisa feminina. Um quarto iluminado apenas com a luz de meia dúzia de velas, e uma massagem nas costas se calhar fazem milagres...

Para seguir em frente, vamos apimentar a receita e unir a tudo isto uma grande atenção às sensações. Não ao clímax, que é o fim - o importante é o meio como se chega até lá. Prolongue o prazer, provoque, ofereça... negue... entregue... roube... sinta. Faça um jogo sedutor, em vez de se atirar de cabeça para o sexo.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

As Nossas Escolhas

cada vez mais, ACTIVA!

Assinaturas

A sua revista com ofertas e descontos até 55%

Mobile

No seu telemóvel ou tablet, todos os dias

Facebook

Twitter