activa

Perfil

Sexo

Que tipo de homem é que atrai?

Nem sempre o nosso homem preferido é aquele sente maior atracção por nós. Veja, através da característica da sua personalidade que mais sobressai, qual o tipo de homem que está mesmo caidinho por si...

Catarina Fonseca/ACTIVA

A Decidida

Atrai o Instável, aqueles homens que nunca sabem muito bem o que querem eora aparecem ora desaparecem como a lua. Assim que o conhece, ela dá-lhe doispalmadões nas costas e ele vai parar ao fim da sala com um ar embevecido apensar: "Que mulherão!". Ela faz imensos discursos inflamados contraa guerra e ele fica sentado muito caladinho a pensar que precisa mesmo de umamulher assim para discutir com o canalizador, lhe preencher o IRS e lhe pagaras contas da água e da eletricidade. O Instável acha sempre que uma voz grossaé sinónimo de segurança, e têm imensas discussões com os amigos que acham que aLuisinha, enfim, poderia talvez falar um bocadinho mais baixo. Mas o poder éafrodisíaco, e para este homem ainda mais. O pior é que depois vai para casa e passao resto da vida com imensos complexos e indecisões, a pesar todos os prós econtras de se declarar e de se comprometer, coisa que o apavora. Se elaconseguir arrastá-lo ao altar, passa o resto da vida a mandar nele. Coisa que,diga-se de passagem, ele adora.


A Anjinha

Atrai o Abutre, que vem a correr com imensas fantasias de desviá-la para omau caminho e lhe cortar as asinhas e de lhe entortar a aura. Mas sabe apanhara mosca, não faz aquela cena do: "A menina desculpe, conhecemo-nos dealgum lado?" Aparece sempre com boas roupas e ar perfumado, a fazer imensaconversa de elevador e a tentar visualizar o que há por baixo da roupa dela,enquanto a Anjinho se encolhe ao canto a pensar se há-de fugir pela garagem oupela porta das traseiras. O cerco tem duas hipóteses: ou aparece outra santinhamais apetecível e o Abutre bate as asas para outras paragens e deixa o anjinhodesasado, ou a coisa dá no caso mais tórrido do ano. Não dura, porque é umlugar-comum de todos os romances de cordel, e porque um Abutre não se fica no mesmopoiso muito tempo e em breve abrirá as asas para outro santuário.

A Tímida

Atrai o Protetor. Ela cora e ele fica arrasado de paixão, porque nestemundo são raras as mulheres que coram. Ela desperta-lhe fantasmas do tempo emque os homens nos salvavam de dragões e se batiam em duelo pelo prazer da nossacompanhia. Acha que o facto de ela corar quer dizer imensa coisa (que ela évirgem, vive em casa dos pais, tem jeito para o ponto-cruz, quer ter seisfilhos todos com o nome do pai e adora-o em segredo) quando geralmente querdizer apenas que se cora com facilidade, sem nenhuma razão demasiadoespecífica. Oferece-se para lhe ir lá a casa fazer furos para os quadros degolfinhos, ou levar o carro dela à revisão, ou ajudá-la a carregar com os pesosno ginásio, ou transportar qualquer coisa muito pesada para qualquer sítiomuito longe. Ao fim de uns tempos o Protetor tende a dar em ditador, a ler-lheas mensagens de telemóvel e a fazer-lhe cenas se encontra um númerodesconhecido.


A Conservadora

Atrai o Conservador, aliás porque não conhece mais ninguém. Encontraram-seno grupo de jovens do patriarcado quando o Papa foi a Espanha, ou então numacampamento de escuteiros quando ela foi picada por uma melga em vez de Cupidoe ele lhe ofereceu um anti-mosquitos, tarde demais para a melga mas não para oamor. São os únicos jovens que vão a excursões e em vez de passarem as noites atrocarem de quarto no hotel passam os serões à volta da fogueira a cantar oKumbaiá ou o 'Menina estás à janela'. Na escola são muito poupadinhos e afiamos dois lados do lápis. Cada um deles sabe muito bem o que espera do outro, epor isso raramente se desentendem. Querem formar uma família e antes de secasarem já decidiram que nome dar aos filhos e em que universidade é que os vãopôr. A Conservadora não procura num homem o frisson da paixão, procura um bompai que não apanhe bebedeiras ao sábado à noite, que se possa apresentar à avóe que não fume no quarto. O Conservador não procura uma mulher-fatal, procurauma pessoa com quem partilhar um Compromisso. Compromisso, para um Conservador,escreve-se sempre com maiúscula.


A Extrovertida

Atrai o Intelectual, que fica encandeado com tanta energia, tanta luz,tanta gargalhada, tanta faísca. Ele vai para casa e passa a noite ao computadora escrever-lhe imensos poemas a rimar 'dor' com 'amor' e 'paixão' com (tentalembrar-se de outra rima que não seja 'tesão' e é por isso que fica ali a noitetoda) e depois persegue-a com e-mails e flores e CDs de rock alternativo eromances do José Saramago com dedicatórias de três páginas. Persegue-a portodas as esquinas. Leva-a ao Guincho numa quarta-feira à noite (a maioria dosmortais iria a um Domingo à tarde, mas o pesadelo do Intelectual é fazerqualquer coisa como o povo) e tem uma longa conversa com ela dentro do carro,depois da qual lhe oferece um anel de noivado sem reparar que está a fazer exatamenteo que o povo faz. Se ela aceita, casam-se nos Jerónimos e ficam um casal comotoda a gente. Se ela não aceita, ele ameaça deitar-se ali mesmo das rochas parao mar e escavacar o carro lá em baixo na Boca do Inferno, mas em vez disso vaipara casa beber dois copos e no dia seguinte vê outra musa ao virar da esquina,ou então volta para a antiga namorada como se nada se tivesse passado, que émais prático e cai sempre bem.

A Mulher Fatal

Normalmente atrai toda a gente, mas estranhamente acaba com o Certinho, aouvir imensas bocas sobre 'mas que raio é que ela viu nele'. O que ele viu nelaé óbvio. Ainda por cima ele anda com um ar muito contente e tem escrito natesta: "Saquei a mais gira. Eh eh eh." Esperou por esta vingança desde os tempos de escola em que era sempre oúltimo da turma porque tudo lhe parecia uma interminável seca. Depois arranjouum emprego melhor do que o colega de carteira que tirou um doutoramento empaleontologia, e quando conheceu a loira do metro e oitenta e dois, em vez dese deixar intimidar e de ficar em casa a babar-se para cima da fotografia dela,convidou-a para ir ao cinema. Dá-lhe pelo ombro (dá-lhe pela cintura quando elausa saltos altos) mas orgulha-se disso. A loira consegue percebê-lo porque eleé caseiro e ela, ao contrário do que se pensa, não quer um homem que a leve afazer parapente, quer ficar com ele ao fim de semana a ver o Eurosport sentadano sofá com as pantufas calçadas e o jornal do domingo passado, a pintar asunhas e a discutir quem é que vai levar o cão lá fora.

A Maternal

Atrai dois tipos de homem: ou o Instável que conhecemos acima, ou o Tímido,que sempre procurou mais uma mãezinha que lhe lavasse as cuecas e lhe fizesse ojantar e ficasse com ele a gritar alto as respostas aos concursos na televisãodo que uma mulher fatal que lhe exigisse feitos de malabarismo. Pode demorar adar o primeiro passo, prefere espiá-la de longe e mandar-lhe bilhetinhosanónimos e encontrar-se com ela 'por acaso' imensas vezes no mesmo dia até quea pobre quase tem uma apoplexia de tanta emoção e tem de ser ela a convidá-lopara um cafezinho na pastelaria da esquina, onde se enchem os dois de mil-folhase duchesses para disfarçar os nervos. Ao fim de três dias, já ele está a viverem casa dela e a comer grandes pratadas de esparguete à Bolonhesa e com a taxade colesterol a rebentar da escala. Se não der com nenhuma mulher fatal nocaminho para a igreja, é bem capaz de casar com ela, mas só para aí 45 anosdepois do primeiro dia de vida em comum e de ela lhe apontar uma caçadeira eameaçar que vai fugir com o homem do gás, porque é um moço que demora a tomaruma decisão.


A Certinha

Atrai o Homem de Carreira. Seja qual for a carreira: atirador de facas ourepórter de guerra, cirurgião ou padeiro, realizador de filmes eróticos ouprofessor catedrático. O homem de carreira não quer uma mulher igualmente decarreira porque depois ela terá imensos congressos de biologia molecular naEslovénia e ele não está para fazer o papel de marido a andar a fazer comprasna Zara da Eslovénia, e também não está para ficar em casa a dar ordens àmulher a dias e a ir de cestinho ao supermercado porque acha que todas as velhasdo bairro vão comentar: 'Coitado, a mulher não lhe liga', e também não estápara chegar a casa e encontrar o frigorífico magnificamente recheado commeio-limão e as crianças ranhosas, esfomeadas e com a fralda suja, coitadinhas.Portanto foge a sete pés daquelas que sacam as melhores notas da turma oudaquelas que no primeiro encontro recebem um telefonema de um aluno a perguntarse ela lhe vai orientar o doutoramento. Procura antes a vizinha do lado, depreferência uma que ele tenha conhecido antes dos 3 anos na bicha para oescorrega no parque do bairro, com um bibe cor de rosa com patinhos e trançasloiras. Acha que ela o seguirá até ao fim do mundo se for preciso, e o facto éque segue mesmo, com os três filhos às costas e a casa inteira dentro da mala.Tem o céu à espera.


A Simpática

Atrai os que ninguém quer ou que têm encantos muito muito escondidos: otarado da Cinemateca, os que têm 3 dentes à frente e nenhum atrás, o militantede uma causa incompreendida, o oleoso que passa a vida a dar graxa aosprofessores. Faz-se um sorriso para eles no elevador, e nunca mais despegam,porque não estão habituados a receber sorrisos. Geralmente tiraram as liçõeserradas da sua triste sina e fecharam-se na concha, que por acaso costuma serdesarrumada e oleosa como eles. Geralmente adquiriram vícios de solitários,vivem com 19 gatos que fazem o que querem, montaram um viveiro de pombos noquarto dos fundos, depois deixaram morrer os pombos mas nunca mais se lembraramde limpar o quarto, só mudam os lençóis de dois em dois anos, têm um irmãogerente de banco que não lhes liga nenhuma, e acham que são Shakespeare/BruceSpringsteen/Manoel de Oliveira/Picasso incompreendidos pelo resto daHumanidade. Tristemente, o mais provável é que não sejam.

A Inteligente

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!