activa

Perfil

Sexo

O que muda na nossa vida com um namorado novo

A vida nunca mais é a mesma. E há pequenas coisas que só um namorado consegue mudar em nós.

Activa

1. Ir a sítios onde não se ia

Conheceu-o numa tertúlia sobre Kafka e nunca lhe passou pela cabeça que ele fosse, enfim - até lhe custa pensar nisso -, surfista. Quando descobriu, já era demasiado tarde para voltar atrás. Antes de descobrir que ele era surfista, era alérgica ao sol. Ficava em casa a ler 'Os Maias' enquanto todos os seus amigos estavam na fila para o Algarve. Depois de o conhecer, até comprou uma canga com padrão havaiano e se mudou para o quadrado de areia mais escaldante. Com o chapéu de sol da tia Teresinha, é certo, mas mudou-se. O que faz o amor.

2. Começar a fazer dieta

Enfim, também há quem desate a comer desalmadamente bolas de Berlim com creme daquelas em que não se tocava desde os 7 anos a não ser em sonhos, e mesmo aí, costumava acordar antes. O que interessa é que a relação com a comida muda: passa-se a comer coisas que se odeia (quando se vai a casa da mãe dele e ela fez aquela feijoada especial logo quando se odeia feijão), nunca mais se passa um dia sem comer (ele come desalmadamente) e passamos a comer muito pior (ele não só come desalmadamente como come aquilo que só os miúdos de 5 anos comem, pizza acompanhada de leite com chocolate e salame com esparguete à Bolonhesa).

3. Usar a lingerie que se tinha guardada desde os 14 anos e verificar que não serve

Aquele lindíssimo soutien cor de rosa n.º32 que herdou da prima Eva antes de a prima Eva ter 6 filhos. Jurou que o ia guardar para o homem da sua vida, mas todos os homens da sua vida até então pareciam indignos do soutien cor de rosa da prima Eva, e quando finalmente lhe apareceu um candidato à altura, verificou aquilo que devia ter sabido desde sempre, que aquilo não lhe servia nem no cotovelo direito.

4. Deixar de telefonar às amigas

Dantes, todos os domingos havia cinema com a Joaninha, ao sábado ia-se tomar chá com a Rita e à noite telefonava-se à Sofia. Agora, ao domingo vai-se almoçar a casa da mãe do Rui, ao sábado vai-se passear com o Rui e à noite está-se em casa do Rui ou não se sabe quando é que o Rui vai telefonar e portanto não se telefona a ninguém.

5. Esquecer que existe ginásio

Aquela horinha que dantes se gastava destemidamente a correr quilómetros, a carregar pesos ou no nevoeiro do banho turco passou a ser preciosa para ir almoçar fora, jantar fora, ou outras coisas.

6. Deixar de achar que o Piloto é o homem da sua vida

Coitadinho, e se ele não morrer de fome a uivar no quintal, já é uma grande sorte. Geralmente, também se começa a pensar 'Mas onde é que eu estava com a cabeça' quando se pensa nos ex. O Paulo, que horror, que ressonava que nem um... bem, que ressonava muito. E o João, que só sabia conversar de carros e de motas. Uf. Que alívio. Mas raramente pensa nos seus ex.

7. Deixar de engomar os lençóis

Ou pelo menos, levar o dobro do tempo a fazê-lo.

8. Achar que tudo o que ele faz é lindo

Até acha linda a maneira como ele dorme e solta aquele fiozinho de baba até ao queixo. E acha muito masculina a forma como ele discute com o canalizador ao telefone. E nem acha estranho que a cadela dele se chame Carlota Constança Amélia da Cunha e Melo.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!