activa

Perfil

Sexo

Afinal, o que faz um bom beijo?

Este momento mais íntimo. E não é só erótico: estudos mostram que pode até salvar vidas

Miguel Rebocho Pais

UberImages

Cinco anos extra de vida, um maior salário e menos possibilidade de um acidente de carro. Foram estas as conclusões a que chegou um estudo levado a cabo na Alemanha ao longo de dez anos. O motivo? Um beijo antes de sair para o trabalho. Pode parecer descabido associar o gesto de afeto matinal a acidentes rodoviários, mas os psicólogos envolvidos justificaram o facto com um início de dia com uma atitude mais positiva.

É isso que o beijo representa para tanta gente: um momento positivo. Mas homens e mulheres vêm-no de forma inteiramente diferente. Segundo o livro The Science of Kissing: What Our Lips Are Telling Us (algo como “A Ciência do Beijo: O Que Os Nossos Lábios Nos Dizem”), citado pela revista TIME, para as mulheres o beijo é mais simbólico para os homens. O livro de Sheril Kirshenbaum garante que o sexo feminino presta mais atenção à higiene e aos dentes dos parceiros. E que, para as mulheres, o beijo é um símbolo útil para avaliar uma potencial relação a longo-prazo.

Por outro lado, os homens vêm mais o beijo como um passo em direção à relação sexual. Geralmente, atentam mais na atração física.

Afinal, como iniciar um beijo?

Não é fácil. Muitos se lembrarão dos seus primeiros beijos - o nervosismo, a escolha ponderada do sítio e do momento. Segundo o psicólogo John Bohannon, da Universidade Butler (no Indiana, EUA), a maioria das pessoas lembra-se de cerca de 90% dos detalhes dos primeiros beijos. E recordam-nos melhor que a primeira relação sexual.

O beijo envolve sempre uma invasão do espaço pessoal de outrem. Sem a garantia de que a reação vai ser positiva, é natural que muitas pessoas encarem o gesto como um esforço hercúleo de coragem. Mas há pequenos truques que podem ajudar. David DeAngelo, que dá seminários sobre encontros e sedução, sugere aos homens que testem primeiro as águas com uma pequena festa no cabelo das parceiras. A reação ao pequeno gesto - seja positiva ou negativa - pode oferecer muita informação sobre o passo a seguir. E tudo sem ser demasiado invasiva.

Já começou. E agora?

Há muita “ciência” por trás de um bom beijo. E mais uma vez, a experiência é diferente para homens e mulheres. Segundo William Cane, autor do livro The Art of Kissing, os homens devem ter cuidado com a língua (não abusar do movimento) e atentar à respiração da parceira e no ritmo do beijo. Um conselho extra? O pescoço. 96% das mulheres entrevistadas pelo autor afirmou gostar de beijos no pescoço. E claro, os homens não devem descurar a higiene: os melhores amigos são dentes cuidados e lavados, acompanhados por um bom hálito.

Mas as mulheres não saem incólumes. Na sua pesquisa, Cane concluiu que os homens preferem beijos mais molhados, com mais utilização da língua e uma atitude mais confiante e assertiva.

Umas pedem mais delicadeza, atenção ao detalhe e romance, outros mais assertividade e ação. A história faz parte da batalha dos sexos.

Outros aspetos (mais que) importantes

Há quem não consiga chegar sequer ao grande momento e se questione porquê. O motivo é muitas vezes explicado pelo contexto que rodeia o próprio beijo. Como avança Kirshenbaum em The Science of Kissing: What Our Lips Are Telling Us, um bom beijo vem precedido de várias coisas.

A mais importante é possivelmente o contexto. Há que escolher um sítio e uma altura adequados e não apressar nada. Se o momento não é aquele, avançar pode ser desastroso. Conhecer o parceiro pode ajudar muito neste cenário. Saber o que a pessoa gosta (ou não) é uma boa forma de avaliar o momento mais oportuno e romântico para o beijo. Sem nunca esquecer que cada um/a é diferente: os gostos e traços de personalidade variam imensamente dependendo de cada pessoa - o que, naturalmente, influencia o beijo.

E, quer queiramos ou não, o aspeto é crucial: o cuidado no vestuário e uma aparência limpa podem ajudar muito. Em certas áreas, é tudo um pouco subjetivo: segundo William Cane, mais de metade das mulheres prefere beijar um homem sem barba. Parecem más notícias para os barbudos dos dias modernos? Não necessariamente. Seguindo os conselhos anteriores, uma barba bem cuidada pode ser uma marca de distinção.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!