activa

Perfil

Sexo

Cara Delevingne e Ashley Benson compraram um banco sexual. Mas, afinal, para que serve?

O brincquedo pode mudar a sua vida - ou ser um desperdício de quase 400€.

Activa.pt

Craig Barritt

As relações têm muitos marcos: o primeiro beijo, o pedido de namoro, irem morar juntos, co-adotar um cão, ficarem noivos e, para Cara Delevingne e Ashley Benson, a compra do primeiro banco sexual.

Recentemente, as duas foram fotografadas a carregar uma grande caixa, que continha um banco de couro para fins sexuais, para dentro da casa que partilham em West Hollywood. De acordo com o fabricante, o objeto de BDSM, com fivelas ajustáveis que prendem uma das pessoas numa posição de gatas, é “perfeito para palmadas punitivas”e “desenhado ergonomicamente”.

Mas, por 356€ (mais portes), será que vale o investimento? Aqui ficam algumas das principais críticas na loja americana da Amazon:

Emily B: "foi relativamente fácil de montar e parece bastante resistente. Contudo, a parte destinada ao torso é um pouco curta para alguém que tem 1,78 m. Consegui ficar minimamente confortável, mas depois de uma hora comecei a sentir dores nas costelas e as partes íntimas podem ficar dormentes." Ainda assim, esta cliente deu uma avaliação de quatro estrelas."

C.S: "mais vale verem isto como mobília permanente da masmorra, a não ser que queiram fazer um grande esforço a montá-lo e desmontá-lo sempre que o usarem. Este banco claramente precisa de ser mais comprido e alto, ou ter pernas ajustáveis." Este internauta deu uma avaliação de três estrelas.

D.R.

Voltando a Delevingne e Benson, apesar de os fãs se terem divertido a especular sobre a diversão do casal no quarto, parece que a história não é bem aquilo que parece. De acordo com o site Just Jared, as duas compraram o brinquedo para fazerem uma piada com um amigo no dia do seu aniversário.

Quer tenha sido para oferecer ou não, certo é que Delevingne falou sobre as suas preferências sexuais no podcast da personalidade televisiva RuPal, e revelou que ao ter sexo, tanto com homens como com mulheres, percebeu que prefere dar prazer a recebê-lo.

“Eu sou muito boa em dar amor, e não em recebê-lo. E sou igual na cama. Acho muito difícil receber prazer e amor, e coisas assim, então adoro dar“.

    newsletter

    Receba GRÁTIS no seu email as notícias que selecionamos para si!