Está grávida e sente um cansaço extremo? A sua pele está mais pálida e tem uma vontade estranha de ingerir produtos não-alimentares? Esses podem não ser sintomas normais da gravidez.

Durante uma gestação, o corpo muda para acolher um novo ser vivo e adaptar-se a um sistema que inclui mãe, bebé e placenta. O organismo transforma-se para aumentar o volume de sangue de forma assegurar as novas necessidades. Mas nem sempre este processo é bem sucedido. Estima-se que mais de 50% das mulheres sofram de anemia gestacional. Um problema que acontece quando há uma insuficiência de glóbulos vermelhos ou de hemoglobina e que se traduz numa dificuldade em transportar o oxigénio para os tecidos do corpo. Na maioria dos casos, esta anemia é causada por uma deficiência de ferro.

Este é um distúrbio muito comum tendo em conta as exigências da gravidez. Durante o segundo e o terceiro trimestres assiste-se ainda a um aumento progressivo das necessidades de ferro propiciado pelo avanço da gestação.

Atenção aos sintomas
E se os primeiros sintomas podem ser facilmente atribuídos a alterações aparentemente normais da gravidez, é importante estar atenta às mudanças. A anemia pode começar por causar fadiga, fraqueza e tonturas, uma aparência pálida. As unhas começam a tornar-se fracas e há uma má resposta ao esforço. Pode sentir até vontades caricatas de ingerir produtos não-alimentares. Evoluindo para um estado mais grave, a mulher chega a desmaiar e pode ocorrer uma redução na pressão arterial.

E as consequências podem não ficar por aí. Em casos graves, a anemia aumenta o risco de parto pré-termo, de pré-eclâmpsia, e o risco de morte fetal.

A importância do rastreio
Para um diagnóstico rápido e uma prevenção eficaz, a Sociedade Portuguesa de Obstetrícia e Medicina Materno-Fetal (SPOMMF) recomenda o rastreio da anemia e da deficiência de ferro na gravidez. Este rastreio traduz-se num hemograma e na determinação da ferritina antes da gravidez ou no 1º trimestre, entre as 24 e 28 semanas e no 3º trimestre. A Direção Geral de Saúde considera deficiência de ferro quando o valor de ferritina na gravidez é inferior a 70 ng/mL.

Como tratar
Felizmente, há opções de tratamento simples e com um nível de eficácia muito satisfatório. E mesmo quando não há anemia, é importante que se trate a deficiência de ferro. Um dos procedimentos mais comuns é o tratamento com ferro endovenoso. Esta é uma solução que traz melhorias rápidas e muito satisfatórias no bem-estar geral não só da grávida mas também do bebé.

Saiba mais sobre a anemia e a deficiência de ferro em www.umasaudedeferro.pt

Palavras-chave

Mais no portal

Mulheres Inspiradoras

#SairParaVotar. Fotógrafa portuguesa lança campanha online de apelo ao voto

"É um projeto fotográfico e a decisão do futuro", escreveu Inês Costa Monteiro nas redes sociais.

Beleza e Saúde

Afinal, o que é skinimalism?

Esta será uma das grandes tendências de cuidados de pele para 2021.

Moda

Estas bailarinas provam que o calçado vegan está na moda

Estes três novos modelos, que fazem parte da coleção vegan de uma marca nacional, são criados à mão por mestres sapateiros portugueses e feitos a partir de faux leather.

Lifestyle

Home staging: como (bem) decorar uma casa para vender ou arrendar

Com a ajuda do Habitissimo, explicamos como pode preparar um imóvel em apenas cinco passos.

Faits Divers

O simbolismo da onda roxa que vimos na tomada de posse de Joe Biden

A cor que marcou a cerimónia no Capitólio serviu para transmitir várias mensagens importantes.

Moda

Lily Collins mostra como usar um cardigã com muito estilo

A protagonista de "Emily in Paris" foi fotografada a usar uma peça acessível de uma marca que conhecemos bem.

Moda

Conheça três tendências que já chamam pela primavera

Diz Quem Sabe

Barriga inchada depois das festas? O motivo pode não ser assim tão óbvio

Um artigo de opinião assinado por Rita Verdasca, nutricionista nos Laboratórios SYNLAB.

Finanças de A a Z

Tudo o que deve saber antes de contrair um crédito pessoal

Este é o tema do novo episódio da rubrica Finanças de A a Z.

Faits Divers

A relação das mulheres com o batom vermelho está enraizada na História

A cor é conhecida por aumentar instantaneamente a confiança de muitas mulheres, mas também é um símbolo histórico de poder.

Beleza e Saúde

Eis um grande aliado da libido e fertilidade

É natural, acessível e rico em nutrientes essenciais ao nosso bem-estar.