Desde que a filha foi diagnosticada, aos seis meses, com Doença de Crohn, uma doença inflamatória do intestino que provoca diarreia, dores abdominais e perdas de sangue, Elena Kulikova sentiu que “ia deixando de existir”. “Tornei-me a mãe da Laura, como era tratada nos hospitais”, recorda a russa, que vive em Portugal há 22 anos. Para poder acompanhar a filha às consultas e tratamentos, Elena deixou de trabalhar, o que obrigou a que o marido fosse o único a suportar as despesas da família. “A primeira fórmula da Laura, por exemplo, custava 38 euros e dava para três dias”, recorda, contando que a filha esteve sujeita a restrições alimentares durante anos. “Chegámos a gastar 700 euros só nessa fórmula, fora as fraldas, medicação, deslocações para o hospital e outras despesas comuns de uma casa com uma bebé.”

Hoje, depois de vários anos com uma dieta especial e acompanhamento médico, Laura, com quatro anos, come de tudo, não toma medicação e tem uma vida comum, como a de qualquer criança da sua idade. Tudo graças ao tratamento a que foi submetida. “Aos seis meses, a minha filha começou a tomar corticóides”, conta a mãe. “Com um ano e meio, já tinha feito cinco colonoscopias. Continuava com inflamação altíssima e os médicos decidiram avançar para a terapia biológica, juntamente com alimentação entérica [indicada pelos especialistas quando os doentes não conseguem obter os nutrientes de que necessitam]”.

Os primeiros tempos foram “difíceis”, recorda Elena Kulikova. “Apesar de ser muito pequena, a minha filha conhecia bem o sabor dos alimentos. Custou-lhe muito. Pedia para comer a toda a hora, chorava quando via anúncios na televisão”, conta. Ao mesmo tempo, a criança passou também a levar injeções de duas em duas semanas, como parte da terapêutica biológica. “Passado um ano e meio, a Laura já estava estável, e finalmente tivemos autorização médica para ela poder ir para o infantário”.

Como sublinha a gastrenterologista Susana Lopes, “os avanços científicos nas áreas da genética, imunologia e microbiologia permitiram um maior conhecimento dos mecanismos envolvidos na patogénese da doença inflamatória intestinal [que engloba a Doença de Crohn e a Colite Ulcerosa], o que se traduziu num aumento das opções terapêuticas disponíveis, com taxas de sucesso crescentes”.

Uma das inovações que trouxe maior qualidade de vida aos doentes foi o surgimento dos fármacos biológicos. “Permitem obter uma remissão completa da doença numa percentagem significativa de doentes, com resolução dos sintomas e das lesões estruturais do tubo digestivo, o que poderá influenciar favoravelmente o prognóstico a longo prazo”, explica a médica do Centro Hospitalar Universitário de São João, no Porto. E assegura: “Os dados disponíveis demonstram que estes fármacos são seguros, com reduzidas taxas de complicações graves.”

50% com doença em remissão

Cerca de metade das pessoas com DII estão em remissão ou com doença ligeira, num determinado período de tempo.

A angústia dos cuidadores
Pelo impacto no quotidiano (além dos sintomas, os doentes sentem necessidade de ter sempre uma casa de banho por perto e estão sujeitos a uma dieta própria) e pelos cuidados que exige (o acompanhamento médico regular e especializado é fundamental), a doença inflamatória intestinal é também exigente para os cuidadores. 

No caso de Elena Kulikova, a patologia da filha tornou-se uma inquietação diária.  “Depois de mudar uma fralda cheia de sangue de uma bebé com tão poucos meses de vida, não conseguia falar com ninguém, tal era a sensação de desespero e de aflição.” Os meses iniciais, anteriores ao diagnóstico, foram ainda mais angustiantes, confessa. “Foi um caminho muito longo e difícil, cheio de lágrimas, incertezas e decisões extremamente importantes. É raro esta doença começar numa idade tão tenra”, assegura, recordando as inúmeras restrições alimentares a que a filha foi sujeita nos primeiros anos de vida.  “O pior eram sempre as festas de anos: os bolos, doces e sumos. Os excessos traziam logo barriga inchada e fios de sangue nas fezes”, afirma. “Chegámos a ir a uma festa de anos com lancheira. É muito difícil explicar a uma criança que não pode comer o mesmo do que as outras”.

Para minimizar o impacto nos doentes, mas também nos pais, filhos e outros familiares que sejam seus cuidadores, a gastrenterologista Susana Lopes considera que, além de um médico e um enfermeiro especialistas na doença, um cirurgião e um radiologista, a abordagem clínica deve integrar também um psicólogo. Além do apoio aos pacientes, que em alguns casos apresentam sinais depressivos, estes especialistas podem ser também importantes para os cuidadores. “Deve-se fornecer informação adequada sobre a doença, de forma a poderem apoiar os doentes, sem recriminações ou penalizações”. “É uma forma eficaz de limitar sentimentos de negação e rejeição”, esclarece a médica, dizendo que, em algumas situações, os cuidadores podem também necessitar de acompanhamento psicológico, sobretudo nos casos mais graves da doença.

Que tipo de medicamentos está recomendado?

Atualmente, há quatro classes de fármacos usados no tratamento da DII, explica a gastrenterologista Susana Lopes: “os aminosalicilados, que diminuem a inflamação na parede do intestino, e são usados no tratamento da colite ulcerosa; os corticosteróides, que estão indicados para as fases de agudização da doença; os imunomoduladores, que impedem a persistência da inflamação, e são utilizados na manutenção da remissão da doença; e os biológicos, as moléculas mais recentes, recomendadas no tratamento das formas moderadas a graves a doença”.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

NASA vai ‘disparar’ nave contra asteroide

NASA vai ‘disparar’ nave contra asteroide

Estado com excedente de 2.303 ME até agosto

Estado com excedente de 2.303 ME até agosto

Outono à vista: a cor da estação

Outono à vista: a cor da estação

Era uma vez uma maravilhosa preta da Guiné

Era uma vez uma maravilhosa preta da Guiné

O surpreendente desfile da Dolce & Gabbana com Kim Kardashian

O surpreendente desfile da Dolce & Gabbana com Kim Kardashian

Jarras, para usar e abusar em casa

Jarras, para usar e abusar em casa

Esperança de vida à nascença diminuiu em todas as regiões do continente

Esperança de vida à nascença diminuiu em todas as regiões do continente

JL 1355

JL 1355

A experiência de 'Miúdos a Votos' nos Domínios de Autonomia Curricular

A experiência de 'Miúdos a Votos' nos Domínios de Autonomia Curricular

Mobi.E lança vídeos para desmistificar a mobilidade elétrica

Mobi.E lança vídeos para desmistificar a mobilidade elétrica

A PRIMA gosta dos pratos da Casa Davolta, dos novos modelos Hunter e do regresso do Chefs on Fire

A PRIMA gosta dos pratos da Casa Davolta, dos novos modelos Hunter e do regresso do Chefs on Fire

CARAS 27 anos de Histórias de Amor -  D. Isabel e D. Duarte de Bragança vivem em harmonia familiar

CARAS 27 anos de Histórias de Amor - D. Isabel e D. Duarte de Bragança vivem em harmonia familiar

Daniel Oliveira partilha fotografias das férias ao lado de família e amigos

Daniel Oliveira partilha fotografias das férias ao lado de família e amigos

Execução de Alan Miller suspensa porque especialistas não encontraram veia a tempo

Execução de Alan Miller suspensa porque especialistas não encontraram veia a tempo

Filho de Nuno Markl entusiasma-se com filme inesperado

Filho de Nuno Markl entusiasma-se com filme inesperado

Algumas pessoas ainda têm versão neandertal de gene mas a consequência ainda é um mistério

Algumas pessoas ainda têm versão neandertal de gene mas a consequência ainda é um mistério

Itália/Eleições: PCP apela à luta contra revisionismo que

Itália/Eleições: PCP apela à luta contra revisionismo que "branqueia e banaliza" o fascismo

Estes miúdos resolvem problemas com a ajuda da tecnologia

Estes miúdos resolvem problemas com a ajuda da tecnologia

Tartaruga Margot apela à preservação do planeta e da vida animal

Tartaruga Margot apela à preservação do planeta e da vida animal

Do planeta imaginário para a terra real

Do planeta imaginário para a terra real

Das peças 'oversize' aos estampados: as propostas da Bottega Veneta para a primavera-verão 2023

Das peças 'oversize' aos estampados: as propostas da Bottega Veneta para a primavera-verão 2023

A diversidade importa

A diversidade importa

Utilizadores de Fitbit vão ter de migrar para contas Google em 2025

Utilizadores de Fitbit vão ter de migrar para contas Google em 2025

Itália/Eleições: BE diz que vitória da extrema-direita demonstra

Itália/Eleições: BE diz que vitória da extrema-direita demonstra "falência da política europeia"

Prevenção podia reduzir o risco de desenvolver diabetes em mais de 60%

Prevenção podia reduzir o risco de desenvolver diabetes em mais de 60%

Cibersegurança: ataques recentes revelam “erro grosseiro” por parte das empresas

Cibersegurança: ataques recentes revelam “erro grosseiro” por parte das empresas

Pó

Segurança Social regista excedente de 2.461,4 ME em agosto

Segurança Social regista excedente de 2.461,4 ME em agosto

Pintora Graça Morais revela inéditos nas 72 obras da exposição

Pintora Graça Morais revela inéditos nas 72 obras da exposição "Anjos e Lobos"

Cinco erros a evitar na instalação de um carregador para veículos elétricos

Cinco erros a evitar na instalação de um carregador para veículos elétricos

Casa Real britânica divulga primeira fotografia oficial do rei Carlos III com uma das famosas

Casa Real britânica divulga primeira fotografia oficial do rei Carlos III com uma das famosas "Caixas Vermelhas"

Vinhos: Tinto, rosé e - porque não? - clarete

Vinhos: Tinto, rosé e - porque não? - clarete

12 (boas) sugestões para fazer neste fim de semana, em Lisboa e arredores

12 (boas) sugestões para fazer neste fim de semana, em Lisboa e arredores

Volkswagen: cápsula autónoma para transportar até quatro passageiros

Volkswagen: cápsula autónoma para transportar até quatro passageiros

Hugo Boss apresenta coleção primavera-verão 2023 na Semana da Moda de Milão

Hugo Boss apresenta coleção primavera-verão 2023 na Semana da Moda de Milão

Não saímos da cepa torta

Não saímos da cepa torta

Volvo EX90, o SUV 100% elétrico vai ter LiDAR

Volvo EX90, o SUV 100% elétrico vai ter LiDAR

Agenda pais e filhos para este fim de semana

Agenda pais e filhos para este fim de semana

Liliana Almeida:

Liliana Almeida: "A vida sabe bem"

Jornalistas da EXAME voltam a ganhar Grande Prémio de Jornalismo Económico

Jornalistas da EXAME voltam a ganhar Grande Prémio de Jornalismo Económico

"Big Brother": Curva da vida de Diana Lopes emociona o público

7 ideias para o primeiro fim de semana de outono, no Porto e em Vila Nova de Gaia

7 ideias para o primeiro fim de semana de outono, no Porto e em Vila Nova de Gaia