photo Nicole Sanchez : ncs.nimagens.com

Dizer o ‘sim’ no vestido de noiva dos nossos sonhos não implica que este seja novo. Esta ideia começa agora a criar raízes junto das noivas, acompanhando uma transformação rumo a uma forma mais consciente e sustentável de olharmos os nossos hábitos de consumo. Se acreditamos em princípios como a circularidade da moda, não é altura de colocar em prática esse conceito, não só no que vestimos diariamente, mas também no que concerne ao vestido de noiva?

Foi para facilitar a vida a quem procura opções em segunda mão de vestidos de noiva que nasceu a New Story Bridal, um projeto que promove a compra e venda de vestidos de noiva em segunda mão e que abriu recentemente um showroom no centro de Lisboa para todas as noivas que procuram alternativas sustentáveis sem comprometer a experiência na procura no vestido de noiva ideal.

Pela mão da fundadora, Teresa Baumeister Simões, já passaram projetos ligados à sustentabilidade e artigos de segunda mão, mas é na moda nupcial que encontrou um nicho de mercado. “Já se sabe que a indústria da moda é uma das mais poluentes do mundo, mas parece que na moda nupcial esse tema passa ao lado. Um vestido de noiva, usado apenas uma vez por algumas horas é, por definição, uma das peças de roupa menos sustentáveis que uma noiva irá possuir”, partilhou a fundadora, com quem tivemos oportunidade de conversar.

photo Nicole Sanchez : ncs.nimagens.com

– Quando nasceu a New Story Bridal, seria caso para dizer que era altura que a moda circular chegasse aos vestidos de noiva. Qual a razão que justifica ter que demorado tanto tempo a acontecer?

É verdade que antes da crise pandémica tínhamos e temos uma crise ambiental em mãos. Chegou numa altura de recuperação de muitos negócios após a fase mais complicada da pandemia e foi durante os confinamentos que pesquisei e dei forma a este negócio de economia circular. No entanto, a sustentabilidade ambiental é uma tendência que já se fazia notar no que toca à indústria nupcial e aos vestidos de noiva há algum tempo, bem como nas consumidoras. Contudo, atingir a total circularidade não é fácil e não penso que seja possível para já, especialmente para grandes empresas, pois muitas mudanças necessitam de tempo para serem implementadas no design, produção e até ao final do fim de vida peça.  Do meu ponto de vista, é necessário começar por algum lado, e a reutilização dos vestidos de noiva é uma forma de estender a vida desta objeto, repleto de amor, promovendo ao mesmo tempo a poupança de recursos ao Planeta Terra, que por outro lado mostra um outro amor pela “nossa casa” e reduz o impacto  ambiental destes vestidos. Para que uma mudança aconteça com mais rapidez é realmente necessário que um conjunto de “players” se alinhe tal como consumidores, empresas e instituições governamentais. 

– Como surgiu este projeto na sua vida?

A New Story Bridal estava na minha cabeça desde 2020 e materializei a mesma com a abertura do showroom em novembro 2021. Anteriormente, já tinha tido um projeto ligado a roupa second-hand onde organizei mais de 40 eventos de trocas de roupa em Lisboa desde 2011. Este projeto chamado Troca-te! e foi onde aprendi muito sobre moda circular e sustentabilidade ambiental ligada ao mundo têxtil. Este conhecimento foi a base que me proporcionou posteriormente aprofundar estes temas através de outras experiências profissionais e com cursos ligados a estas áreas. Como não podia continuar com os eventos comecei a pensar em alternativas que respondessem a esta questão: “O que é usado poucas vezes e tem imenso impacto ambiental? Os vestidos de noiva!”. E como a área nupcial em geral, tal como a vejo, é um setor que ainda está com um passo atrás em relação ao que toca a sustentabilidade, decidi criar um movimento que mudasse o rumo do mesmo. Estima-se que um vestido de noiva pode necessitar de mais de 9000 litros de água para ser produzido, um impacto enorme para algo que é usado apenas um dia. Se pensarmos bem, um vestido de noiva é, por definição, uma das peças menos sustentáveis que uma pessoa irá possuir e que fica “esquecida” num armário depois de usado.

– A curadoria que oferece é o contraponto à venda direta em sites da parte de particulares como sucedia anteriormente. Que vantagens as mulheres encontrem neste tipo de serviço da New Story Bridal?

Sim, uma das razões de criar um espaço físico é oferecer vestidos de noiva preloved, vintage e outlet num showroom onde as noivas podem encontrar uma experiência personalizada como numa loja convencional, mas com a segurança, comodidade, conveniência, acompanhamento e profissionalismo que um site típico de revenda não tem. Aqui temos todas condições num espaço acolhedor e central para receber a noiva e as pessoas mais importantes da sua vida bem como aconselhar de forma completa na compra desta peça especial!

– Como é feito o processo de seleção dos vestidos de noiva, de modo a dar todas as garantias às clientes de qualidade?

A seleção é feita numa fase inicial online e depois a pessoa é convidada a uma avaliação presencial. Se a pessoa for de fora de Lisboa pode enviar o artigo e a avaliação final acontece presencialmente. A avaliação baseia-se em vários fatores, principalmente no estado de conservação geral da peça e na sua antiguidade. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a marca não é realmente o mais importante para as consumidoras, elas procuram o vestido ideal e que as faça sentir confortáveis, com qualidade e acabamentos bons. Algo que, no caso de algumas marcas, pode ser logo indicativo à partida, no entanto, isto apenas é validado na avaliação e categorização com as peças presencialmente. Na avaliação os vestidos têm de ser entregues já limpos profissionalmente para que possam ser postos logo à venda. Os vestidos são depois categorizados em três níveis: Novo / Outlet, Usado como novo, Usado com algumas marcas (são artigos que podem ter alguns defeitos mas que não impactam o aspeto geral do vestido). Tenho um olho clínico treinado pelo controlo de qualidade que fazia nos eventos do Troca-te e sugiro sempre arranjos quando possível ou façam sentido, rejeitando vestidos que não entram nos nossos critérios. 

– Que tipo de oferta existe atualmente na New Story Bridal?

A oferta é muito variada, todos os vestidos são diferentes pois temos vestidos de variados anos e marcas internacionais e nacionais. Também temos artigos de ateliers portugueses e uma seleção de vestidos da designer Rita Álvares Pereira que nos deixou amostras de uma coleção anterior. Temos desde o típico vestido de princesa a vestidos mais simples e minimalistas. Temos vestidos com muita renda e outros apenas com apontamentos decorativos. O melhor é estar atenta a nosso site e Instagram onde colocamos as peças que vão chegando. Temos novidades quase todas as semanas.

– Os vestidos estão à venda no website da marca, mas é possível realizar a prova como em qualquer outra loja de vestidos de noiva?

Os vestidos não estão à venda no site, pois o website atua apenas como uma “janela” para os artigos que temos no showroom. As provas são todas no nosso showroom em Picoas, Lisboa e são por marcação. A marcação é feita de forma cómoda através do site escolhendo dia e hora do nosso calendário de marcações. 

– De que valores estamos a falar, em média?

Em média estamos a falar de vestidos entre os 500-1500€, com vários vestidos entre os 800 e 1000€. Regra geral, aplicamos um desconto de 25 a 50% sob o preço original dependendo da avaliação presencial.

– A New Story Bridal oferece a possibilidade de transformar vestidos antigos?

Sim, temos um serviço de alterações de vestidos antigos que ou passará por um redesign completo da peça ou apenas alguns ajustes. Conforme a necessidade do projeto este poderá passar pela nossa designer ou costureiras com quem trabalhamos. 

– Está no horizonte a aposta no upcycling com utilização de tecidos de outros vestidos para criar peças de raiz?

Estou a estudar a possibilidade de fazer uma coleção cápsula com vestidos que nos foram doados e tecido deadstock com designers portugueses ainda este ano.

– Quantos anos têm em média os vestidos que estão na New Story Bridal?

O nosso foco tem sido em apostar em vestidos dos últimos 5 anos por uma questão de procura do público e constante atualização de tendências. No entanto, felizmente, existem muitos vestidos intemporais e de grande qualidade que, mesmo com mais idade, são fantásticos exemplares que incluímos na nossa curadoria. 

– Pela sua experiência, é difícil a uma mulher vender o seu vestido? E quando o fazem, quais as motivações?

As pessoas que se dirigem à New Story Bridal para vender é porque já tinham pensado no assunto anteriormente. Uma parte das pessoas já tentou vender online e não obteve bons resultados, como receber muitas mensagens, mas sem concretização da venda, bem como desvalorização do vestido. As razões que motivam são imensas: muitas identificam-se imediatamente com o conceito de sustentabilidade e sabem que o vestido vai-se deteriorando com tempo, outras não têm apego a coisas materiais e têm mesmo pena que o vestido não tenha uma segunda vida, há sempre quem procura fazer espaço em casa e recuperar parte do investimento que fizeram para investir, por exemplo, numa viagem ou a chegada de um bebé, outras têm apenas filhos e não vêm o vestido ter outra vida nas gerações futuras, vários casamentos também foram adiados com o Covid e o conceito do casamento alterou-se ou ficaram grávidas e o vestido simplesmente não serve mais o propósito inicial. Temos também pessoas que as relações terminaram e não lhes faz sentido ficar com o vestido e ainda algo há algo que não estava à espera: várias pessoas compram um segundo vestido porque compraram o primeiro cedo demais e depois arrependeram-se! Aqui sem dúvida damos um novo significado aos vestidos e às suas histórias! Para além disso, cada vestido vem com um envelope com uma frase, passando o testemunho de noiva para noiva!

– Se eu quiser vender o meu vestido, como o posso fazer? A venda é à consignação?

O processo inicia-se com envio de fotografias e dados do vestido através de um formulário online que está disponível no nosso site www.newstorybridal.com

Após uma pré avaliação online, informamos a noiva “fornecedora” se o vestido foi selecionado ou não. Caso o vestido tenha sido selecionado, a pessoa é convidada a uma avaliação presencial no nosso showroom onde finalizamos o processo. Depois fazemos fotografias e promovemos o vestido. Nós não compramos os vestidos mas vendemos pela pessoa, sendo assim intermediárias da venda. Esta comissão inclui: administração, armazenamento, seguro, manutenção, promoção e venda.

– Com quanto tempo de antecedência devem as noivas procurar o seu vestido?

Eu diria que um prazo razoável é 6 meses antes. Se uma pessoa mandar fazer um vestido num atelier ou vier de fábrica nas lojas convencionais os prazos variam entre 4 a 9 meses dependendo das marcas. Na New Story Bridal trabalhamos com pronto a vestir, isto é, os vestidos podem ser levados no dia. É claro que, como em qualquer vestido, uma noiva deve contar com alterações e para isso deve contar com 2 a 3 meses com algumas provas neste período para ajustes dependendo da época. Na época alta muitas costureiras não têm mãos a medir com as alterações, por isso quando se compra um vestido deve-se marcar logo as provas seguintes para estar tudo coordenado com a data do grande dia!

– Além dos vestidos, que mais podemos encontrar na New Story Bridal?

Na New Story Bridal também temos variados véus, acessórios de cabelo, bijuteria e sapatos – tudo artigos outlet ou preloved.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

Ministro diz que emissão de baixas através da linha SNS 24 vai

Ministro diz que emissão de baixas através da linha SNS 24 vai "libertar médicos"

Export Home e IDF Spring: novidades do mobiliário e decoração regressam à Exponor em dose dupla

Export Home e IDF Spring: novidades do mobiliário e decoração regressam à Exponor em dose dupla

Daniela Ruah venceu

Daniela Ruah venceu "Dança Comigo" há 16 anos... e perdeu a saia na final!

Quando a arte desaparece

Quando a arte desaparece

Alunos e professores recriam ambiente do Holocausto

Alunos e professores recriam ambiente do Holocausto

VOLT Live: como serão os custos dos carregamentos em 2023

VOLT Live: como serão os custos dos carregamentos em 2023

Maior avião elétrico e a hidrogénio voa durante dez minutos no Reino Unido

Maior avião elétrico e a hidrogénio voa durante dez minutos no Reino Unido

Conheça as empresas distinguidas nas 1000 PME

Conheça as empresas distinguidas nas 1000 PME

A nova vida de Rita Rugeroni

A nova vida de Rita Rugeroni

Eutanásia: TC reconhece que direito

Eutanásia: TC reconhece que direito "não é inconstitucional" - Catarina Martins

Cartaz de preparação da campanha eleitoral

Cartaz de preparação da campanha eleitoral

Shell compra operador de carregamentos elétricos Volta

Shell compra operador de carregamentos elétricos Volta

Ano Novo chinês: vêm aí o Coelho!

Ano Novo chinês: vêm aí o Coelho!

Lisboa começa a produzir unicórnios a partir de… hoje

Lisboa começa a produzir unicórnios a partir de… hoje

Únicos os cocktails, única a sua criadora. Bem-vindos ao Uni, o novo bar de Constança Cordeiro

Únicos os cocktails, única a sua criadora. Bem-vindos ao Uni, o novo bar de Constança Cordeiro

Laura Figueiredo e Mickael Carreira vão ser de novo pais

Laura Figueiredo e Mickael Carreira vão ser de novo pais

Downloads cósmicos

Downloads cósmicos

Vicoustic: A empresa da Charneca da Caparica que chegou aos ouvidos da Apple e Microsoft

Vicoustic: A empresa da Charneca da Caparica que chegou aos ouvidos da Apple e Microsoft

O Gosto dos Outros: Cesário Costa

O Gosto dos Outros: Cesário Costa

Iberdrola com licença ambiental para maior parque solar da Europa em Santiago do Cacém

Iberdrola com licença ambiental para maior parque solar da Europa em Santiago do Cacém

Uma vénia ao ovo

Uma vénia ao ovo

Como andar à moda de John Cleese num sketch dos Monty Python pode ajudar a queimar calorias

Como andar à moda de John Cleese num sketch dos Monty Python pode ajudar a queimar calorias

Schiaparelli leva

Schiaparelli leva "O Inferno" de Dante à Semana da Alta Costura de Paris

Vinte e um municípios com 6,9ME para recuperar áreas ardidas

Vinte e um municípios com 6,9ME para recuperar áreas ardidas

Maior motor de busca chinês prepara rival do ChatGPT

Maior motor de busca chinês prepara rival do ChatGPT

Da Natureza para a casa: futuro sustentável

Da Natureza para a casa: futuro sustentável

Receita de Triffle de bolo, por Joana Costa Roque

Receita de Triffle de bolo, por Joana Costa Roque

Moda: Esquiar com estilo

Moda: Esquiar com estilo

Georgina Rodríguez grávida? A silhueta da espanhola volta a dar que falar. Veja as imagens

Georgina Rodríguez grávida? A silhueta da espanhola volta a dar que falar. Veja as imagens

Paola Antonini:

Paola Antonini: "Se pudesse voltar atrás no tempo e ter a perna, eu não queria, a minha vida é bem melhor agora"

Mostramos tudo com estas 20 peças transparentes

Mostramos tudo com estas 20 peças transparentes

Homem do Leme: Anna

Homem do Leme: Anna

Blocos de partos de três regiões com funcionamento ininterrupto, Portimão com condicionamento

Blocos de partos de três regiões com funcionamento ininterrupto, Portimão com condicionamento

Colapso histórico da Intel causa desvalorização de oito mil milhões de dólares

Colapso histórico da Intel causa desvalorização de oito mil milhões de dólares

Número de casas à venda em Portugal cai para mínimos de 15 anos

Número de casas à venda em Portugal cai para mínimos de 15 anos

Mesa ILtavolo 2.0: design e sustentabilidade

Mesa ILtavolo 2.0: design e sustentabilidade

Apple prepara ecrã dobrável e suporte para iPad

Apple prepara ecrã dobrável e suporte para iPad

Priscilla Presley impugna o testamento da filha, Lisa Marie

Priscilla Presley impugna o testamento da filha, Lisa Marie

Giambattista Valli apresenta estilo exuberante para a próxima estação na Semana da Alta Costura de Paris

Giambattista Valli apresenta estilo exuberante para a próxima estação na Semana da Alta Costura de Paris

Os planos de Harry e Meghan para o futuro

Os planos de Harry e Meghan para o futuro

Quiz VISÃO Se7e: 10 perguntas para testar a sua cultura geral

Quiz VISÃO Se7e: 10 perguntas para testar a sua cultura geral

Alentejo com crescimento turístico

Alentejo com crescimento turístico "muito assinalável"