iStock-996784930.jpg

Marko_Marcello

*artigo publicado originalmente na revista ACTIVA de junho de 2018

Desde que Coco Chanel pôs o bronzeado na moda, nos anos 20 do século passado, ter uma pele dourada pelo sol passou a ser um símbolo de status, sinónimo de saúde e beleza… Até que se descobriu o lado menos reluzente do bronze: rugas marcadas prematuramente, flacidez acentuada, manchas e, pior do que tudo, um risco acrescido de cancro cutâneo. Os protetores solares vieram dar-nos ‘uma folguinha’, ajudando a minimizar os riscos da exposição solar: desde que associados a algumas regras de bom senso (a relembrar mais à frente). E as suas fórmulas melhoram de ano para ano, tanto em eficácia como em sensorialidade. Mas a forma como nos expomos ao sol também mudou… para pior.

MENOS TEMPO PARA BRONZEAR

Hoje, o bronzeado deixou de ser obrigatório para passar a ser uma escolha e já ninguém olha de lado para quem segue o exemplo das Nicoles Kidmans e Elles Fannings desta vida e prefere manter uma pele diáfana quer chova ou faça sol. Mas para muitas de nós o verão sem a pele bronzeada não tem o mesmo sabor. O problema é que, ao contrário do que acontecia quando éramos crianças e adolescentes, já não temos semanas seguidas para a pele se ir habituando à radiação solar, agora falta-nos o tempo para permitir que o bronzeado se vá desenvolvendo e intensificando de forma gradual e segura. Expomo-nos ao sol de forma intermitente, em raids-relâmpago de meia dúzia de dias de cada vez, e somos tentadas a pôr a pele em risco na ânsia de conseguir bronzear logo tudo o mais rapidamente possível: com exposições demasiado longas e protetores de índice demasiado baixo aplicados em menos quantidade e com menos regularidade do que seria desejável. Resultado: escaldões, pele envelhecida antes do tempo… e um bronzeado que não dura tanto como gostaríamos. Está na hora de recuperar a arte perdida de trabalhar para o bronze.

DEVAGAR SE VAI AO BRONZE

Lembra-se da história da lebre e da tartaruga? Pois ao sol devíamos ser todas tartarugas, ir com calma e a pele bem protegida, seguindo aquelas regras que todas sabemos de cor mas nunca aplicamos. E se este ano fizesse tudo direitinho? O resultado na qualidade da pele, seja qual for o tom que conseguir obter, vai valer a pena.


As regras de ouro da pele dourada a preceito:


– Quando a sua sombra na areia é igual ou menor que a sua altura, saia da torreira: entre as 11h e as 16h o sol não bronzeia, só queima, e uma pele queimada (mesmo quando essa queimadura não é imediatamente visível) além de ser um risco para a saúde nunca vai bronzear com um tom tão bonito como poderia.


– Tente expor-se durante pouco tempo nos dois primeiros dias e vá aumentando gradualmente o tempo de exposição a partir daí.


– Vá alternando cada hora de sol com 15 minutos de sombra, mesmo durante o horário mais seguro, sobretudo se estiver muito calor.


– Não se exponha ao sol sem uma proteção adequada ao seu fototipo. Os raios solares começam a fazer estragos nas estruturas da pele assim que a atingem e meia hora basta para acentuar uma mancha, por exemplo.


– Ao escolher o índice de proteção tenha em conta não só o seu fototipo mas também o sítio para onde vai: uma praia no Minho não é o mesmo que no Algarve ou no Brasil.


– Não faça batota com os índices de proteção: um SPF 50 aplicado uma vez por dia não faz as vezes de um 15 aplicado de hora a hora, ou vice-versa. Um índice alto também não é uma licença para ficar a fritar horas a fio, mesmo que o reaplique religiosamente ao longo do dia.


– E por falar nisso, o protetor solar tem mesmo de ser reaplicado ao longo do dia (pelo menos de duas em duas horas) porque vai perdendo a ‘potência’ e infelizmente a ciência ainda não descobriu fórmulas que mantenham a sua eficácia intacta para lá de um par de horas.


– Seja generosa e diligente ao aplicar o protetor: se aplicar só um bocadinho e mal espalhado não alcançará o índice indicado na embalagem e a pele ficará desprotegida.


– Continue a aplicar protetor mesmo depois de estar bronzeada: a melanina só por si não é proteção suficiente.


– Se nunca fica com a cor que deseja, intensifique o tom com um autobronzeador e/ou escolha um protetor solar que estimule a produção de melanina e acelere o bronzeado (veja as nossas sugestões).


– Hidrate sempre a pele no final de um dia de exposição ao sol, seja com os seus hidratantes de rosto e corpo habituais, seja com produtos específicos pós-solares.

iStock-155136809.jpg

wihteorchid

ZONAS DE ALTO RISCO

Toda a pele que está exposta ao sol precisa de proteção, mas a do rosto, decote e costas das mãos merece uma atenção especial. Nestas zonas, que estão expostas à radiação solar ao longo de todo o ano, os danos vão-se acumulando e infelizmente só se revelam alguns anos depois das asneiras cometidas. Quanto mais cedo começar a proteger estas áreas, melhor: é um investimento com retorno garantido para prevenir manchas e flacidez, e evitar que elas se agravem se entretanto já começaram a surgir. Opte por um protetor com índice 50 ou 30, seja qual for o seu fototipo: mesmo que o rosto fique mais claro pode sempre intensificar o tom da tez com um pouco de autobronzeador misturado no creme de dia ou uma maquilhagem ensolarada com pó ou gel bronzeador. E ao aplicar o protetor não esqueça outras zonas suscetíveis a escaldões, como o risco do cabelo, as orelhas e o peito do pé.

O QUE HÁ DE NOVO EM PROTEÇÃO

Três grandes tendências a assinalar, adotadas por cada vez mais marcas: a redução do número de ingredientes incluídos nas fórmulas, para minimizar o risco de alergia e irritações, o alargamento do espectro de filtração para garantir uma proteção não só face aos raios ultravioleta A e B mas também aos infravermelhos e à luz visível, e texturas inovadoras que apetece aplicar.

Relacionados

Beleza e Saúde

Beleza portuguesa: cinco marcas nacionais que tem de conhecer

Em Portugal ainda há a tendência para achar que em matéria de beleza o que vem de fora é melhor. Mas a verdade é que já há excelentes marcas portuguesas de cosmética.

Beleza e Saúde

Mente sã em corpo são: os segredos de três influencers

Estas mulheres inspiradoras levam um estilo de vida assente em três pedras basilares: alimentação cuidada, exercício e ter as pessoas que amam por perto. Sem dúvidas!

Beleza e Saúde

Cinco zonas importantes onde nos esquecemos de aplicar protetor solar

Saiba como proteger-se na temporada mais quente do ano.

Mais no portal

Moda

Soluções de roupa interior para mulheres que têm mamas assimétricas

Neste episódio da rubrica Imagem de Sucesso, deixo algumas dicas para quem tem seios de tamanhos, formas, posições ou volumes diferentes.

Beleza e Saúde

Experimentei um hidratante facial caseiro que só leva um ingrediente

E estou aqui para contar os resultados. Não se deixem enganar pela imagem - garanto que o creme não ficou branco, muito menos tão artístico.

Celebridades

Ariana Grande assume novo namorado

A artista partilhou fotografias bastante explícitas.

Moda

Parfois: a mala do verão a menos de 8 euros

Não há como não adorar os saldos.

Beleza e Saúde

Coronavírus: Casados há 53 anos, morreram de mãos dadas, no mesmo dia

Falamos de um casal do Texas, de 80 e 79 anos, internados por pouco mais de uma semana.

Beleza e Saúde

O mundo é um lugar estranho, portanto experimentei fazer Reiki — e acabei em lágrimas

Aqui, a cura faz-se pelas mãos e, mesmo sem toques, é impossível não nos sentirmos tocados por esta experiência libertadora.

Lifestyle

Livro da semana: "Uma Gaiola de Ouro", uma história que é um grito feminista

Um livro de Camilla Läckberg, publicado pela Suma de Letras.

Inspirações

10 inventoras negras que tornaram as nossas vidas bem mais fáceis

Sem o espírito de inovação e de empreendedorismo de cada uma destas mulheres, estas 10 invenções poderiam nunca ter existido.

Lifestyle

Vídeo viral mostra como picar um dente de alho em 10 segundos

Quer a cozinha seja ou não o seu forte, esta técnica promete facilitar o processo.

Lifestyle

4 dicas de poupança financeira para mulheres empreendedoras

No primeiro episódio da rubrica Finanças de A a Z, deixo algumas sugestões para criar um negócio e potenciar o seu crescimento.

Celebridades

Em tempos de pandemia, foi assim que Khloé Kardashian celebrou o aniversário

O evento teve direito a máscaras personalizadas - mas não só.

Inspirações

Normalizar corpos normais: o movimento que se tornou viral

Pessoas de todo o mundo têm partilhado imagens dos respetivos corpos, de modo a provar que é normal sermos diferentes.

€2,95 por edição 20% desconto  

Papel