iStock-639361738.jpg

Lauri Patterson

*artigo publicado originalmente na revista ACTIVA de maio de 2018

Ainda há muitas confusões em redor do glúten. Comecemos pelo princípio: afinal, o que é o glúten? “É uma proteína presente em vários cereais, como o trigo, o centeio e a cevada”, explica Rita Jorge, nutricionista da Associação Portuguesa de Celíacos. “Um celíaco reage a esta proteína. Tem uma doença autoimune crónica e já nasce com ela, que pode ativar-se em fases diferentes da vida.”
A doença celíaca é portanto uma resposta do organismo, que reage com uma inflamação das mucosas que revestem o intestino delgado, diminuindo a absorção dos nutrientes. Pode causar vários sintomas: inchaço abdominal, diarreia ou obstipação, perda ou aumento de peso, irritabilidade, vómitos, etc. No caso dos adultos há sintomas que podem ser mais atípicos, como anemias, alterações psiquiátricas, carência de vitaminas e minerais e até infertilidade.

Principais carências

Alguns celíacos podem ter níveis reduzidos de vitaminas e minerais, principalmente vitaminas do complexo B, D, E e os minerais cálcio, zinco, ferro e selénio. Níveis reduzidos de ácido fólico e vitamina B podem causar anemia, a deficiência 
de zinco pode causar lesões na pele, níveis reduzidos de vitamina D e cálcio podem comprometer a saúde óssea, a falta de selénio pode afetar o funcionamento normal do sistema imunitário e da tiroide, e causar mesmo problemas reprodutivos.

Dos celíacos 
aos intolerantes

Também há quem não seja celíaco mas intolerante ao glúten. “Uma intolerância não é genética, não é para a vida e não tem uma componente imunitária, embora os sintomas sejam principalmente gástricos e intestinais”, explica Rita Jorge.
Se passou muito tempo sem ser diagnosticada, a pessoa pode apresentar carências em vitaminas e minerais. “Depois de diagnosticada, é suposto a pessoa recuperar. Mas tudo depende da alimentação: fruta, legumes, carne, peixe e ovos devem ser ingeridos.” Há casos em que é preciso fazer uma suplementação, embora geralmente uma alimentação variada seja suficiente.
Um celíaco costuma ser diagnosticado entre os 6 e os 20 meses, quando é pela primeira vez exposto aos cereais. “Mas pode chegar a adulto sem saber que é celíaco, porque o gene pode, ou estar adormecido, ou os sintomas não serem valorizados pelos médicos. Grande parte da população tem o gene mas nem toda a gente desenvolve a doença.” Mesmo que se sinta melhor quando retira o glúten, nunca o deve fazer sem antes ser testada, porque pode estar a ‘mascarar’ um verdadeiro diagnóstico. “Não cumprem a dieta a 100% e mais tarde podem ter patologias graves e nunca vão conseguir confirmar o diagnóstico porque vão ser ‘falsos negativos’. A quem não for intolerante ou celíaco, não faz sentido retirar o glúten.”

Mais no portal

Moda

Saiba como fazer uma mala de férias sem complicações

No episódio de hoje da rubrica Imagem de Sucesso, deixo algumas dicas para escolher os derradeiros essenciais de viagem.

Moda

Encontrámos as Havaianas perfeitas para dar brilho ao verão

Se é fã da famosa marca brasileira e gosta de dar um toque de brilho a tudo o que faz, vai delirar com esta novidade.

Lifestyle

6 dicas para viajar de carro tranquilamente com crianças

"Estou com fome! Quanto chegamos? Preciso de fazer xixi!" Viajar com crianças durante um longo período de tempo pode ser um verdadeiro pesadelo.

Beleza e Saúde

Afinal, o que é uma "depressão de baixo grau"?

Recentemente, Michelle Obama fez um desabafo sobre a sua saúde mental. Entenda o que se passa com a antiga Primeira-dama dos Estados Unidos.

Celebridades

Michelle Obama admite que sofre de uma "depressão de baixo grau"

A pandemia aliada a todo o clima de tensão que se vive nos Estados Unidos afetou a saúde mental da antiga Primeira-dama do país.

Celebridades

Daisy Coleman, de documentário da Netflix sobre abuso sexual, morre aos 23 anos

O caso da jovem, que se tornou uma defensora das vítimas de violação, é retratado numa série documental do serviço de streaming.

Lifestyle

Estes podem ser os motivos para continuarmos a ver filmes para adolescentes

Sim, tenho mais de 30 anos e por vezes vejo (e revejo) filmes com histórias para adolescentes. Mas sei que não sou a única!

Celebridades

O interior do frigorífico de Selena Gomez revela muito sobre a cantora

A estrela norte-americana mostrou o que armazena neste eletrodoméstico, bem como no congelador.

Beleza e Saúde

5 produtos de skincare que testei há um ano e agora fazem parte da minha rotina

O mais barato custa menos de 3 euros.

Moda

Criei 5 visuais diferentes com uma peça de roupa que todas temos no roupeiro

Por vezes - e falo por experiência própria -, só precisamos de um pouco de originalidade para não nos cansarmos daquilo que vestimos.

Moda

Camila Coelho usa T-shirt de marca portuguesa

Temos todos os detalhes sobre a peça.

Lifestyle

Entenda como criar objetivos de poupança em família

No novo episódio da rubrica Finanças de A a Z, explico-lhe como conseguir fazer um planeamento financeiro de modo a juntar algum dinheiro ao fim do mês.

€2,95 por edição 20% desconto  

Assine já!

Papel