iStock-639361738.jpg

Lauri Patterson

*artigo publicado originalmente na revista ACTIVA de maio de 2018

Ainda há muitas confusões em redor do glúten. Comecemos pelo princípio: afinal, o que é o glúten? “É uma proteína presente em vários cereais, como o trigo, o centeio e a cevada”, explica Rita Jorge, nutricionista da Associação Portuguesa de Celíacos. “Um celíaco reage a esta proteína. Tem uma doença autoimune crónica e já nasce com ela, que pode ativar-se em fases diferentes da vida.”
A doença celíaca é portanto uma resposta do organismo, que reage com uma inflamação das mucosas que revestem o intestino delgado, diminuindo a absorção dos nutrientes. Pode causar vários sintomas: inchaço abdominal, diarreia ou obstipação, perda ou aumento de peso, irritabilidade, vómitos, etc. No caso dos adultos há sintomas que podem ser mais atípicos, como anemias, alterações psiquiátricas, carência de vitaminas e minerais e até infertilidade.

Principais carências

Alguns celíacos podem ter níveis reduzidos de vitaminas e minerais, principalmente vitaminas do complexo B, D, E e os minerais cálcio, zinco, ferro e selénio. Níveis reduzidos de ácido fólico e vitamina B podem causar anemia, a deficiência 
de zinco pode causar lesões na pele, níveis reduzidos de vitamina D e cálcio podem comprometer a saúde óssea, a falta de selénio pode afetar o funcionamento normal do sistema imunitário e da tiroide, e causar mesmo problemas reprodutivos.

Dos celíacos 
aos intolerantes

Também há quem não seja celíaco mas intolerante ao glúten. “Uma intolerância não é genética, não é para a vida e não tem uma componente imunitária, embora os sintomas sejam principalmente gástricos e intestinais”, explica Rita Jorge.
Se passou muito tempo sem ser diagnosticada, a pessoa pode apresentar carências em vitaminas e minerais. “Depois de diagnosticada, é suposto a pessoa recuperar. Mas tudo depende da alimentação: fruta, legumes, carne, peixe e ovos devem ser ingeridos.” Há casos em que é preciso fazer uma suplementação, embora geralmente uma alimentação variada seja suficiente.
Um celíaco costuma ser diagnosticado entre os 6 e os 20 meses, quando é pela primeira vez exposto aos cereais. “Mas pode chegar a adulto sem saber que é celíaco, porque o gene pode, ou estar adormecido, ou os sintomas não serem valorizados pelos médicos. Grande parte da população tem o gene mas nem toda a gente desenvolve a doença.” Mesmo que se sinta melhor quando retira o glúten, nunca o deve fazer sem antes ser testada, porque pode estar a ‘mascarar’ um verdadeiro diagnóstico. “Não cumprem a dieta a 100% e mais tarde podem ter patologias graves e nunca vão conseguir confirmar o diagnóstico porque vão ser ‘falsos negativos’. A quem não for intolerante ou celíaco, não faz sentido retirar o glúten.”

Mais no portal

Moda

Estas botas para o inverno são um investimento que rende durante o ano todo

Com estas sugestões, está garantido que terá estilo terá o melhor do estilo e do conforto a seus pés.

Comportamento

A ciência diz que esta é a melhor forma de expressar gratidão a alguém que amamos

De acordo com um estudo recente de psicologia, um simples "obrigado" ou destacar o sacrifício de alguém não geram as reações mais positivas.

Inspirações

Conheça Celmira Macedo: a professora que criou um alfabeto inclusivo

EKUI é o nome desta metodologia de desenho universal para aprender e comunicar.

Moda

Este tipo de roupa interior 'enfadonho' nunca foi tão popular

As necessidades das mulheres estão a mudar e, agora, dá-se mais valor ao conforto e à praticidade, bem como a um estilo casual.

Celebridades

Grávida, Emily Ratajkowski afirma: "Só vamos saber o género quando o nosso filho tiver 18 anos"

Entenda a linha de raciocínio da modelo, que espera o primeiro filho com o ator e produtor Sebastian Bear-McClard.

Beleza e Saúde

"Isto são os 40". Conheça os exercícios que esculpem o corpo de Kim Kardashian

A socialite quebrou a Internet com estas fotografias que provam que os 40 são os novos 20.

Moda

A modelo Draya Michele fez-nos apaixonar por este conjunto da Zara

A estrela virou-se para a popular marca espanhola no momento de escolher um visual para uma saída à noite em Los Angeles.

Beleza e Saúde

Outubro Rosa: saiba como fazer uma palpação correta da mama

Um especialista da plataforma Doctorino ensina os passos essenciais para um autoexame de rastreio do cancro da mama.

Beleza e Saúde

5 dicas para ultrapassar a quebra de energia pós-almoço

Saiba como acabar com aqueles momentos de moleza extrema que, normalmente, se seguem à hora de almoço.

Beleza e Saúde

A maquilhagem certa para valorizar cada formato de olhos

Na rubrica Beauty Spot desta semana. explico como identificar o seu tipo de olhos e, de seguida, os truques de maquilhagem que o valorizam.

Beleza e Saúde

Anti-queda: o que há de novo no combate a este problema

Nesta época do ano, a queda de cabelo é um problema comum a muitas mulheres.

Moda

12 botins que permitem mil e uma combinações nos seus visuais de inverno

Para combinar com vestidos estampados e românticos, calções ou calças 'flare' (entre muitas outras opções de estilo).