food comida fruta alimentos vegetais.jpg

mediaphotos

Já ouviu falar nas ilhas japonesas de Okinawa? Quer a resposta seja positiva ou negativa, eis o que precisa reter: a população das mesmas tem a maior esperança média de vida de todo o mundo, bem como excelente saúde. E se a própria genética, aliada à prática de atividade física, nomeadamente através da agricultura e pesca, e à sociabilização entre habitantes contribui para estes factos, há algo mais a ditar estes factos.

Falamos, claro, da dieta destas pessoas. Vários cientistas se têm interessado pela proporção em que se baseia a alimentação dos habitantes de Okinawa: muitos hidratos de carbono – sobretudo, batata doce – para pouca proteína, numa proporção de 10 para 1, respetivamente. “É exatamente o oposto das atuais dietas da moda, que sugerem muita proteína e poucos hidratos“, nota Samantha Solon-Biet, da Universidade de Sidney, citada pela BBC.

Embora seja precipitado afirmar que esta é a dieta mais saudável, têm sido realizado várias pesquisas e os resultados não poderiam ser mais interessantes. Exemplo disso é a maior proteção do organismo contra doenças associadas ao envelhecimento (cancro, doenças cardiovasculares, alzheimer), quando submetido a este tipo de regime alimentar.

Ao contrário da grande maioria da população japonesa, que tem o arroz como principal fonte de hidratos de carbono, esta baseia-a na batata doce. Além disso, consomem também legumes verdes e amarelos em abundância, vários produtos de soja e uma percentagem mínima de produtos animais, como carnes de porco ou peixe.

Além disto, a ingestão de calorias dos moradores é mais baixa do que o recomendado para um adulto. E alguns cientistas acreditam que este pode ser também um fator importante na longevidade. Até porque desde o início do século XX que várias pesquisas sugerem que as dietas restritas em calorias não só promovem a perda de peso, como podem ajudar a retardar processos de envelhecimento.

Mas esta limitação de proteínas não precisa de ser eterna. De acordo com Karen Ryan, bióloga-nutricionista da Universidade da Califórnia, a partir dos 65 anos de idade, podemos obter benefícios se aumentarmos o consumo de proteínas – já que, até então, foram prevenidos danos no corpo, através da sua limitação. “A nutrição ideal varia de acordo com a história de vida“, afirma.

Por fim, importa notar também que, de acordo com a BBC, um outro estudo apontou para o facto de uma dieta mais rica em proteína vegetal parecer ser melhor do que uma dieta rica em carne ou laticínios, por exemplo. Ou seja, o segredo da longevidade desta população pode também residir no elevado consumo de legumes e frutas, e não só na reduzida porção de proteínas. E como cada organismo é diferente, o segredo é mesmo experimentar e perceber o que melhor funciona para si.

Tempos difíceis exigem a melhor informação

Tempos difíceis exigem a melhor informação É por isso que a Trust in News decidiu oferecer um pack mensal de revistas digitais a um preço simbólico: €9,90 por 9 revistas: VISÃO, VISÃO História, VISÃO Júnior, VISÃO Saúde, Jornal de Letras, Exame, Courrier Internacional,  ACTIVA e Exame Informática. Para ler no seu smartphone, tablet ou computador, facilmente e em sua casa. Está garantida uma boa leitura para toda a família! #euleioemcasa Saiba mais

Relacionados

Beleza e Saúde

4 consequências de (quase) eliminar os hidratos de carbono

Importa não exagerar, mas também não evitar de todo.

Beleza e Saúde

Dietas restritivas de grupos de alimentos nunca são necessárias para a perda de peso, afirma especialista

Jillian Michaels, a antiga treinadora do programa "Biggest Loser", revelou ainda as duas "chaves" para uma perda de peso eficaz.

Beleza e Saúde

Diz quem sabe: aprenda a escolher os melhores cereais de pequeno-almoço

As idas ao supermercado nunca mais serão as mesmas!

Mais no portal

Moda

Steve Madden e Winnie Harlow juntos numa coleção de fazer perder a cabeça

A marca de acessórios juntou-se à famosa modelo internacional para criar uma coleção de sandálias arrojada e cheia de cor.

Inspirações

Quem é Ella Jones? Conheça a nova presidente da Câmara de uma cidade americana marcada pelo racismo

Ella Jones será a primeira pessoa negra a liderar Ferguson, uma cidade que se tornou símbolo de protestos antirracismo em 2014, após a morte de um jovem de 18 anos pela polícia.

Beleza e Saúde

7 coisas que deve desinfetar em casa para evitar ficar doente

Numa altura em que estamos mais conscientes para a importância de higienizar tudo aquilo em que tocamos e o que nos rodeia, saiba por onde deve começar dentro de casa.

Beleza e Saúde

Médicos explicam os riscos de ir à praia durante a pandemia

Embora possa parecer seguro, esta atividade requer alguns cuidados.

Celebridades

Cantor de "Dream Street" morre aos 34 anos

Chris Trousdale foi mais uma das vítimas da Covid-19.

Moda

4 tendências de calçado da Mango que queremos já

Reunimos algumas propostas da marca espanhola para quem já está a preparar o regresso ao trabalho.

Celebridades

Esta celebridade acabou de se assumir bissexual

Após se saber, recentemente, que o namoro que vivia há cerca de três anos tinha chegado ao fim.

Beleza e Saúde

Faça este exercício para melhorar a sua vida sexual

Hilaria Baldwin partilhou a demonstração de um exercício simples, que pode ser feito em qualquer lugar e tem benefícios para a vida sexual.

Moda

O vestido que pode levar ao próximo evento especial custa menos de 16 euros

Simplicidade e elegância: os elementos-chave para arrasar.

Lifestyle

As viseiras divertidas que as crianças não se vão importar de usar

Tem a opção 'Pirata' e 'Unicórnio', entre outras.

Inspirações

Paulo Pascoal: "Temos de deixar de ver os negros como 'os outros'"

Falámos com o ator Paulo Pascoal sobre o significado do assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos, e o impacto que este teve (e continua a ter) em todo o mundo.

Celebridades

Seth Rogen perdeu a paciência com aqueles que afirmam "todas as vidas importam"

No âmbito do movimento "Black Lives Matter".

€2,95 por edição 20% desconto  

Papel