iStock-920960746.jpg

dusanpetkovic

Entre 50 a 60% das mulheres já tiveram uma infeção urinária pelo menos uma vez na vida. Mas muitas mais têm a felicidade de sofrer da condição, regularmente, várias vezes por ano.

Algumas mulheres têm-nas mais frequentemente do que outras porque o seu sistema imunitário é mais fraco, o que as torna mais suscetíveis à infeção, explica a ginecologista e obstetra Alyse Kelly-Jones ao site da revista ‘Shape’. A infeção é facilmente tratada, mas em casos recorrentes “é melhor tomar medidas preventivas para não precisar de recorrer tanto a antibióticos para as tratar,” diz a ginecologista e obstetra Christine Greves à mesma publicação.

Os médicos dizem que não há provas de que os remédios naturais ou o estilo de vida podem prevenir as infeções urinárias, mas há algumas coisas que podem diminuir as possibilidades de vir a ter uma. Conheça-as, abaixo.

1. Hidrate-se

De acordo com um novo estudo, publicado na revista científica JAMA, as mulheres que têm infeções urinárias recorrentes conseguem reduzi-las para metade quando bebem mais água. A pesquisa mostra apenas correlação, não causalidade, mas os médicos concordam que a hidratação ajuda. “A diluição é a solução para a poluição. Se diluir o número de bactérias, a infeção torna-se menos provável,” diz a ginecologista e obstetra Alyse Kelly-Jones. Além disso, a hidratação também ajuda o sistema imunitário a funcionar melhor, acrescenta. Tente beber, pelo menos, 1,5 L de água por dia.

2. Vá ao ginásio

As pessoas que treinam regularmente têm uma probabilidade menor de precisar de tomar antibióticos para infeções bacterianas, especialmente o tipo usado para tratar infeções urinárias, em comparação com as pessoas sedentárias. Isto de acordo com um grande estudo de 2016, publicado na revista científica Medicine & Science in Sports & Exercise. O exercício físico ajuda o sistema imunitário a funcionar melhor, diz a Dra. Kelly-Jones. Melhor ainda? Segundo o trabalho acima mencionado, bastavam apenas quatro horas de treino de baixa intensidade para ver benefícios.

3. Tome probióticos

“Uma das características das infeções urinárias é a presença de bactérias na bexiga, e a bactéria E.coli (comum no intestino) normalmente é a culpada,” explica a ginecologista Eden Fromberg. Os probióticos podem ajudar a aumentar os Lactobacillus, que reabastecem a flora benéfica e ajudam a inibir a atividade da E.coli.

4. Faça xixi depois do sexo

“Urinar ou tomar um duche após o sexo ajuda a expulsar qualquer bactéria que possa ter entrado na uretra e, por conseguinte, no trato urinário, antes de chegar aos rins ou de decidir ficar no trato urinário e causar o caos,” diz a ginecologista e obstetra Christine Greves.

5. Limpe-se da frente para trás

Se sofre de infeções urinárias constantes, talvez tenha de repensar a forma como se limpa quando vai à casa de banho.. “A bactéria que normalmente causa infeções urinárias, a E. coli, vem da área perirretal e ascende à bexiga,” diz a Dra. Kelly-Jones. “Certifique-se de que se limpa da frente para trás pode ajudar a evitar a colonização com as bactérias da área retal”.

6. Veja os seus preservativos

Alguns estudos indicam que o espermicida – há preservativos que são revestidos com a substância – pode deixar uma mulher vulnerável a infeções urinárias, salienta a Dra. Kelly-Jones. Veja sempre se a marca que está a usar tem ou não proteção com espermicida.

Já nas bancas!

Assine a ACTIVA e receba dois coffrets da Rituals Assine já

Relacionados

7 sintomas de endometriose que deve conhecer

Uma condição que pode demorar vários anos a ser diagnosticada.

Será esta a chave para o bem-estar?

O melhor é que não precisa de gastar um cêntimo para a conseguir.

Os principais erros que comete ao fazer o número 2

De acordo com uma especialista.

Mais no portal

ASSINE 1 ANO (12 edições) POR 30€ E RECEBA 30€ EM OFERTAS

Assine Já!