Conhecemos muitos dados sobre as doenças relacionadas com o coração. Elas são uma das principais causas de morte nos países ocidentais, e muito disso prende-se com o fato de adotarmos hábitos pouco benéficos para a saúde, como o sedentarismo e a má alimentação. Mas quais são as outras coisas que temos de saber sobre o órgão? 

Saiba, abaixo. 

1. Ser magra não é sinónimo de ter um coração saudável 

É verdade que doenças como a diabetes tipo 2, hipertensão e o colesterol elevado são mais recorrentes em pessoas com excesso de peso e obesas. Contudo, pessoas magras, mas sedentárias, com maus hábitos alimentares ruins e/ou fumadoras também correm sérios riscos – principalmente aquelas que apresentam gordura visceral (acumulada na região da cintura).

2. Abrace as gorduras boas

Não tem de cortas todos os tipos de gordura para manter o coração saudável. A dieta mediterrânica, considerada uma das mais eficientes para atingir o objetivo, inclui óleos, azeites e alimentos gordurosos. O importante é prestar atenção ao tipo de gordura que consome. Deve evitar as trans e saturadas, e apostar mais nas polinsaturadas.

 

3. O stress e a depressão são inimigos do coração

Um estudo alemão de 2017 comprovou o elo. As pessoas depressivas têm 15% mais chances de desenvolver doenças cardiovasculares. Mas e as pessoas stressadas?  “Ainda não há um consenso científico sobre se o stress pode ou não deixar as pessoas hipertensas. Mas podemos afirmar que ele dificulta, sim, o controlo da doença e até é um gatilho para o seu desenvolvimento. Além disso, eleva em 20% o risco de ataques cardíacos,” diz o médico cardiologista Marcelo Nishiyama à revista “Boa Forma”.

4. A pressão arterial na gravidez dá pistas sobre o futuro

Durante a gravidez, algumas mulheres sofrem com a chamada pré-eclâmpsia, uma elevação da pressão arterial combinada com a eliminação de proteína pela urina. Geralmente assintomática, ela pode vir acompanhada de retenção de líquidos nos membros inferiores e excesso de peso. “As mulheres que tiveram pré-eclâmpsia na gravidez podem tê-la novamente na próxima gestação. Entre seis a oito semanas após o parto, a pressão sanguínea tende a normalizar. Se isso não acontecer, a mulher tornou-se hipertensa,” afiram o Dr. Nishiyama.

5. Dormir mal prejudica o coração

“O Congresso de Cardiologia de 2019, realizado em Paris,  França, apresentou um estudo com 3313 idosos. Nele, foi demonstrada a relação entre a pressão arterial e qualidade do sono. Quer isto dizer que dormir mal pode prejudicar mais do que a sua produtividade no dia seguinte.

Palavras-chave

Mais no portal

Moda

Este truque de styling é uma arma secreta para parecer mais alta

No novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso, partilho um segredo simples que alonga as pernas de uma forma natural.

Lifestyle

ACTIVA de outubro: olhar para dentro

Já nas bancas.

Beleza e Saúde

7 sinais que podem indicar que já esteve infetado com covid-19

Sabe identificar os avisos que o seu organismo lhe dá?

Lifestyle

Experimentei um pequeno-almoço com menos de 200 calorias

Três ingredientes fazem desta uma receita saborosa e muito fácil de preparar (até no microondas).

Celebridades

Será que já nasceu a bebé de Gigi Hadid?

Eis os motivos que têm feito os fãs acreditar que sim.

Celebridades

Júlia Palha mostra como o soutien certo pode elevar a autoestima

A embaixadora da Intimissimi revela como escolhe soutiens, qual a sua peça preferida e como usar uma lingerie para deixar um visual sensual e divertido

Moda

10 malas à prova de chuva

Quando a meteorologia é incerta, há que fazer escolhas seguras.

Celebridades

Michelle Obama lembra quando o irmão foi acusado de roubar a própria bicicleta

O incidente ocorreu com dois agentes da polícia de Chicago.

Celebridades

A surpreendente origem do nome "Beyoncé"

A mãe da artista revelou um facto inesperado acerca da filha.

Celebridades

Cardi B e Offset vão divorciar-se

Foi a artista quem avançou com os documentos.

Beleza e Saúde

As três grandes tendências de cabelos para as estações mais frias

A Schwarzkopf Professional lança uma nova coleção para reiventar os seus fios.

Beleza e Saúde

Diz quem sabe: suplementação nos primeiros 1000 dias de vida

Confira as dicas da pediatra Carla Rêgo.