O futuro é resplandecente.

Apesar dos pesares, numa perspetiva de “copo meio cheio”, posso dizer que o meu rosto está a adorar a quarentena. Depois de meses a fio com maquilhagem em cima todos os dias, a minha pele está a ter um merecido descanso. E os resultados estão à vista: (muito) menos borbulhas e manchas, e uma luminosidade, que, no meu caso, não é normal.

Em vez de me limitar a cantar vitória, decidi simplificar a minha rotina diária de cuidados matinais e noturnos, bem como procurar formas de potencializar os benefícios inesperados deste período de isolamento. E é aqui que entram as todo-poderosas máscaras faciais, com a ajuda do novo dispositivo UFO 2, da marca sueca FOREO

Tecnologia e beleza de mãos dadas

O UFO não é a máscara em si, mas sim um dispositivo de aplicação que melhora o desempenho dos produtos através de tecnologia de ponta. A sua grande mais-valia é a hiperinfusão, ou seja, o recurso a pulsações T-Sonic™, à termo e crioterapia, e a luzes LED de espectro total, para infundir os ingredientes ativos profundamente no rosto, levando os benefícios às camadas abaixo do nível da superfície da pele. Tudo isto em sessões de apenas 90 segundos.

A FOREO aumentou a sua oferta para 12 máscaras de rosto,
vendidas separadamente

Traduzido por miúdos, segundo a minha pesquisa, a massagem facial T-Sonic™ serve para reforçar a absorção dos ingredientes.
O modo termoterapia usa o calor para deixar a pele mais calma, relaxada e revitalizada.
Por sua vez, a crioterapia usa o frio para iniciar o processo de diminuir a aparência dos poros e reduzir o inchaço.
Já as oito luzes LED com cores diferentes rejuvenescem a pele, sendo que cada uma delas tem ainda funções específicas – já lá vamos.

Outra particularidade deste sistema é que só funciona com uma gama própria de pequenas máscaras (do tamanho de um disco de algodão) em microfibra, de fórmula coreana, que agora abrange todos os tipos de pele e necessidades. Além disso, pode – e deve – ser emparelhado com a aplicação FOREO For You, que conta com rotinas de cuidados personalizáveis, de forma a que os utilizadores tirem melhor partido da tecnologia e  consigam um tratamento ainda mais eficaz, tendo em conta as suas necessidades.

A Minha Experiência

A primeira impressão que tive do UFO 2 é que tem um design elegante e apelativo. Além do gadget, do carregador, que é um cabo USB, e de um sérum de oferta, a embalagem traz um suporte específico, o que torna fácil tê-lo sempre à mão na bancada da casa de banho. 

Como tenho pele mista, optei por começar pela máscara Matte Maniac, que promete remover o excesso de sebo e as impurezas. Abri a app e fiz a sincronização, coloquei a máscara de tecido no dispositivo e voilà: ele ganhou vida. Pequenas pulsações, aquecimento suave e, por fim, o arrefecimento – tudo com diferentes luzes LED coloridas, em 90 segundos, e ao som de uma música relaxante. Quando dei por mim, já tinha terminado.

Depois de lavar o aparelho (ele é 100% à prova de água), massajei o resto da máscara na minha pele e prossegui com a minha rotina. Não estava à espera de ver resultados logo na primeira aplicação, mas tive uma agradável surpresa, sendo que os mai gritantes foram a luminosidade e a sensação de maciez.

 O Veredito

Mais uma vez, a FOREO acertou em cheio na sua missão de simplificar os tratamentos de beleza ao ponto de podermos fazê-los em casa. Eu estou rendida ao lançamento mais recente, contudo, não podemos ignorar que se trata de um investimento.

O UFO 2 tem um preço de venda recomendado de 279€ e o UFO 2 Mini, uma alternativa mais acessível, de 179€. A este valor acresce o das máscaras, que são vendidas separadamente em packs de seis, cujo preço ronda os 20€. Dito isto, caso esteja com dúvidas, faça um balanço daquilo que gasta anualmente neste tipo de tratamentos e produtos, e avalie se compensa. No meu caso, a resposta é afirmativa. 

Se quer comprar e ainda não está pronta para fazer tal investimento, tem sempre a opção de começar pelo UFO Mini (P.V.P. 89,10€) da primeira geração da linha UFO, que é  uma excelente opção para quem adora fazer máscaras faciais, tem uma grande preocupação com cuidados da pele e quer economizar tempo, sem abdicar dos benefícios.

Agora, o SPA faz-se no conforto do lar.

Palavras-chave

Relacionados

Beleza e Saúde

Testámos um desodorizante da Idade da Pedra - e não queremos outra coisa

É 100% natural, não tem cheiro e é eficaz em atrasar naturalmente o desenvolvimento de bactérias causadoras de maus odores.

Beleza e Saúde

Testámos os gadgets de beleza que conquistaram 20 milhões de pessoas

Os dispositivos LUNA não saem dos nossos feeds de Instagram. Mas será que valem mesmo a pena? Esta é a experiência de duas jornalistas da ACTIVA.

Mais no portal

Beleza e Saúde

Cabelos: Risco ao meio ou de lado? A melhor opção para cada formato de rosto

A forma como reparte o cabelo pode mudar muito o seu visual - num cenário ideal, sempre para melhor. Saiba como valorizar o seu rosto.

Comportamento

5 formas de ultrapassar momentos menos bons

De acordo com vários especialistas.

Beleza e Saúde

O resultado de uma semana sem qualquer tipo de exercício físico

Para qualquer adepto de um estilo de vida ativo, estar parado é um verdadeiro desafio. E foi assim que encarei esta semana.

Lifestyle

Saiba como fazer a deliciosa salada de espinafres de Julie Deffense

Simples e deliciosa.

Beleza e Saúde

Chiara Ferragni mostra-nos como o azul com glitter resulta sempre para fazer os nossos olhos brilhar

A influencer criou novamente uma coleção com a Lancôme, em que o glitter é a aposta.

Moda

O vídeo que nos fala de Paris, de mulheres e do que acontece quando se trocam duas malas

Esta produção é uma viagem ao mundo das mulheres parisienses com toda a emoção e “joie de vivre” da cidade de Paris.

Beleza e Saúde

Não vai acreditar com que idade Halle Berry teve o primeiro orgasmo

A confissão da atriz veio surpreender o público.

Moda

Esta é a prova de que o 'nightwear' pode ser usado o dia todo

Seda, cetim ou caxemira?

Beleza e Saúde

Quando deve anunciar a gravidez?

A norma é que se ultrapasse a meta das 12 semanas. Mas será que é mesmo preciso?